Só se pode ser do… Estado!

O presidente do Conselho de Administração da empresa de construção angolana Omatapalo, Carlos Alves, negou este domingo, em declarações à Lusa, ser uma “empresa do Estado” e beneficiar de adjudicações directas, como é acusada, mas antes uma “sua parceira”. Tem razão. Todos têm razão. Desde logo porque, num país que é governado há 45 anos pelo mesmo partido, em que o Estado e o MPLA são uma e a mesma coisa, como é que se pode acusar alguma empresa de ser do… Estado? “N ão somos beneficiados em nada, somos…

Leia mais

Carta aberta ao governador de Cabinda

Na sequência das recentes “calúnias na WhatsApp contra o Deputado Raúl Tati e de outros males”, José Marcos Mavungo, activista dos direitos humanos, redigiu uma Carta Aberta ao Governador de Cabinda, que a seguir se reproduz “ipsis verbis”. “A Carta vai pela utopia de todos quantos se batem pela melhor forma de governo em Cabinda, tanto pela paz e harmonia entre os actores sociais neste território, quanto para o bem-estar e felicidade de cada cidadão”, explica o subscritor. «À S. Exa. Senhor Governador da Província de Cabinda Engº Marcos Alexandre…

Leia mais

“Há corruptos também na UNITA”, diz Job Capapinha

O primeiro secretário do MPLA no Cuanza-Sul, Job Capapinha, afirma que “não há corruptos do MPLA, mas sim no MPLA, na UNITA e provavelmente em outros partidos políticos”. Por outras palavras, a criatura acha que todos os angolanos são corruptos. Então como explicar que os corruptos conhecidos sejam todos, todos, do MPLA? Falando num acto de massas, no Sumbe, que serviu para o lançamento, na província, da bajuladora e propagandística Agenda Política do MPLA para 2020, Job Capapinha reconheceu que “existem alguns angolanos corruptos, como os há em todo mundo,…

Leia mais

Toca a usar fato, gravata
e, diz o MPLA, bico calado!

O Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA) repudia de forma “veemente” a atitude dos funcionários do governo (MPLA) da Província da Lunda Norte, que impediram jornalistas de fazerem a cobertura de um evento por não usarem fato e gravata. Provavelmente esses sipaios não sabem contar até 12 sem se descalçarem, mas quando se é do governo… tudo é permitido. Em comunicado, o sindicato refere que os jornalistas da Rádio Nacional de Angola e do Jornal de Angola (apesar  de serem de órgãos afectos ao Governo, ou talvez por isso mesmo) foram…

Leia mais

Rezemos a JLo. Só ele fará chover… (água e comida)

Virgílio Tyova, governador do Cunene, disse hoje que o estado de emergência devido à seca já foi declarado, mas assumiu que as ajudas que estão a chegar são insuficientes. É uma chatice. O estado de emergência deveria ter sido declarado há 44 anos. Não foi e, por isso, a seca, as inundações, as doenças, a fome (em síntese, o MPLA) têm Angola no estado em que está. “O estado de emergência já está declarado desde Abril pelo chefe de Estado”, disse Virgílio Tyova aos jornalistas, à saída de um encontro…

Leia mais

Eu também exonero!

O governador da província de Luanda, Sérgio Luther Rescova, procedeu, hoje, à exoneração do Conselho de Administração da Empresa de Limpeza e Saneamento de Luanda (Elisal-EP). Em despacho tornado público, indica que o governador criou uma comissão de gestão coordenada pela vice-governadora para os serviços técnicos e infra-estruturas, Elisabeth Rafael, que terá 60 dias de trabalho, até a nomeação do novo Conselho de Administração. Noutro despacho, o governador exonerou também Maria do Nascimento, do cargo de directora do Gabinete Provincial da Agricultura, Pescas e Aquicultura, Tchino de Sousa, do cargo…

Leia mais

Sobeta do Moxico puxa dos galões para (nos) enganar!

O governador provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba, incentivou hoje, quinta-feira, na cidade do Luena, os jovens a denunciarem actos ilícitos, de forma a ajudar no programa de combate à corrupção e o nepotismo no país. Fuga para a frente ou a necessidade de pôr em prática a tese de que a melhor defesa é o ataque? Gonçalves Muandumba fez estas declarações quando intervinha num encontro de auscultação com 100 jovens, tendo referido ser necessário o envolvimento de todos munícipes nas acções de governação, cada um fazendo a sua parte para…

Leia mais

Quando o líder (con)sente,
os sipaios zurram, zurram!

O Governo da Província do Cuando Cubango garante que, até 2022, mais de 122 mil cidadãos devem sair da pobreza extrema, no âmbito da implementação do Programa Integrado de Desenvolvimento Local e de Combate à Pobreza. O governador, Pedro Mutindi, diz que, para este ano, o programa prevê a redução do índice de pobreza de cerca de 21 mil pessoas, dos quais dez mil mulheres. Pedro Mutindi sublinhou (segundo o órgão oficial do MPLA – Jornal de Angola) que o Programa Integrado de Desenvolvimento Local e de Combate à Pobreza…

Leia mais

O que foi feito do capital
da garantia presidencial
de Angola ao BESA?

O Presidente da Frente Cívica, Paulo de Morais, endereçou uma carta (à qual o Folha 8 teve acesso) ao Governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, procurando saber qual o destino “do capital garantido pela “Garantia Autónoma até ao valor de cinco mil milhões e setecentos milhões de dólares norte-americanos a favor do Banco Espírito Santos Angola, SA (BESA) (…) que assume a responsabilidade pelo bom e integral cumprimentos das operações de crédito executadas” pelo BESA – nos termos do Despacho Presidencial Interno nº 7/2013, assinado pelo Presidente José Eduardo…

Leia mais

Em Cabinda a lei é a que
o governador quiser

Oito activistas sociais foram detidos e agredidos esta sexta-feira, 1 de Março, quando realizavam uma manifestação pacífica e uma vigília em Cabinda. Mais uma vez o executivo do Governador Eugénio César Laborinho não está para permitir manifestações em Cabinda, colocando-se acima da Lei. Por Por José Marcos Mavungo (*) Um forte dispositivo policial interrompeu na noite desta sexta-feira, às 21 horas, a manifestação pacífica organizada pelos activistas dos direitos humanos de Cabinda em solidariedade para com os 51 activistas políticos afectos ao Movimento Independentista de Cabinda (MIC) que se encontram…

Leia mais