AO FIM DE 50 ANOS O MPLA DESCOBRIU A PÓLVORA

O executivo angolano, do MPLA há quase 50 anos, aprovou um programa para apoiar a agricultura familiar e reforçar a segurança alimentar, no valor de 85 mil milhões de kwanzas (94 milhões de euros), para aumentar a produção agro-pecuária. É, reconheça-se, a verdadeira descoberta da pólvora. Programa de Aceleração da Agricultura Familiar e Reforço da Segurança Alimentar, que vai vigorar no triénio 2023-2026, visa acelerar a produção familiar de bens orientados para o mercado, reforçar os níveis de capacitação técnica e massificar o financiamento à agricultura familiar de forma descentralizada…

Leia mais

HÁ LIBERDADE DE IMPRENSA EM ANGOLA?

Já começa a ficar cansativo todos os anos por ocasião do 3 de Maio, Dia Internacional da Liberdade de Imprensa, ouvirmos a mesma pergunta ser colocada e a alimentar os mais diferentes debates e entrevistas que preenchem o espaço público que é gerido pelos “média”. Por Reginaldo Silva (*) É a famosa questão retórica com a particularidade de todos terem uma resposta que acaba por não ser a mesma, podendo até ser contraditória sem ninguém estar propriamente errado na avaliação feita se quisermos ser salomónicos. A sempre movediça realidade angolana…

Leia mais

MAIS DO MESMO, SEIS POR MEIA DÚZIA

A Comunidade Médica de Língua Portuguesa (CMLP) defendeu hoje a mobilidade de médicos a nível da CPLP, sobretudo jovens para especialização e aperfeiçoamento, e exortou os líderes políticos a disponibilizarem financiamento. ara o presidente da assembleia da CMLP, José Manuel Pavão, a especialização é um estatuto que consagra ao médico o exercício de uma medicina e assistência de qualidade, com a devida responsabilidade jurídica, considerando ser “urgente” a mobilidade destes no espaço lusófono. Em Luanda, à margem de um encontro da CMLP, promovido pela Ordem dos Médicos de Angola, José…

Leia mais

MAIS 18 MILHÕES DE EUROS PARA O SANEAMENTO DE LUANDA

O Presidente angolano, general João Lourenço, autorizou a abertura de um concurso limitado para a aquisição de equipamentos para a gestão do saneamento em Luanda, com um contrato avaliado em cerca de 17 mil milhões de kwanzas (18 milhões de euros). concurso limitado por prévia qualificação visa a aquisição de equipamentos para reequipar a Unidade Técnica de Gestão de Saneamento de Luanda (UTGSL), sem dar detalhes. A modalidade de concurso limitado por prévia qualificação inicia-se com uma apresentação de candidaturas e qualificação dos candidatos, em que podem participar todos os…

Leia mais

MUSSIVI, CEBOLAS E ARROZ…

A exploração ilegal da madeira Mussivi foi considerada “muito crítica” na província do Cuando Cubango, pelo ministro da Agricultura e Florestas, António Francisco de Assis, que anunciou a responsabilização criminal das empresas implicadas. Nada de novo, portanto. governante, que falava a alguma imprensa, no Cuito Cuanavale, após uma visita a três estaleiros de empresários chineses em Menongue e naquele município, que têm madeira do tipo Mussivi apreendida, disse que a exploração deste tipo de madeira está proibida no país. António Francisco de Assis ressaltou que apesar de o corte de…

Leia mais

PLANO NACIONAL DE FOMENTO DA PROPAGANDA

O secretário do Presidente da República, general João Lourenço, para o sector produtivo, Isaac dos Anjos, afirmou, no Dundo, que a Lunda-Norte tem um potencial agrícola “virgem” com condições para ser auto-suficiente na produção de alimentos e exportar para o resto do país. Quem diria? Mais um capítulo na tese de que o MPLA fez mais em 50 anos do que os portugueses em 500… m declarações à imprensa, no final da sua visita de trabalho à Lunda-Norte, o secretário sublinhou que a província não deve limitar-se à exploração mineira,…

Leia mais

JUSTIÇA? HUM! O QUE É ISSO?

O Presidente angolano, general João Lourenço, fez hoje pequenas alterações de membros do Governo nas pastas da Justiça e Autarquias Locais, após ter na semana passada (como o Folha 8 noticiou) retirado o turismo do Ministério da Cultura, criando o novo Ministério do Turismo. egundo uma nota da secretaria de imprensa da Presidência da República, o chefe de Estado exonerou Evaristo José Solano do cargo de secretário de Estado para a Justiça, nomeando para a função Osvaldo Benza Amaro. João Lourenço nomeou ainda Fernando Manuel para o cargo de secretário…

Leia mais

EM QUE PAÍS VIVE JOÃO LOURENÇO?

O Presidente angolano, general João Lourenço, pediu hoje ao novo ministro do Turismo aquilo que já tinha pedido ao anterior titular da pasta, que o Titular do Poder Executivo (João Lourenço) tinha solicitado ao anterior do anterior, sendo que o Presidente do MPLA, João Lourenço, havia feito ao anterior do anterior e que este fizera ao seu antecessor…. Ou seja, um diagnóstico para apurar por que razão o país não conseguiu ainda “verdadeiramente atrair turistas”, apesar de “todas as condições que Angola tem”. oão Lourenço conferiu hoje posse a Márcio…

Leia mais

FALTA QUASE PARA POUCO…

O ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Mário Oliveira, apontou, esta quinta-feira, em Luanda, a realização do Fórum Internacional sobre Tecnologias de Angola (ANGOTIC-2024) como factor de apoio à diversificação económica nacional. Os nossos 20 milhões de pobres perguntam: “A incompetência também ajuda à diversificação económica”? o discursar no acto de lançamento da 3ª edição do ANGOTIC-2024, a decorrer de 13 a 15 de Junho deste ano, em Luanda, o governante disse que, com a promoção desse evento, o sector pretende ser a locomotiva do desenvolvimento socioeconómico…

Leia mais

NOVA MEDALHA, OU AVENIDA, NO HORIZONTE?

Em declarações à Lusa, Rafael Marques disse que “é uma vergonha nacional o Presidente da República, João Lourenço ir a Portugal, como convidado de honra para a celebração dos 50 aos da queda do fascismo em Portugal, quando em Angola o seu Governo permite a manutenção dos principais símbolos do fascismo e do colonialismo português”. Por Orlando Castro m concreto, “temos ruas em vários pontos do país com os nomes de Salazar e Marcelo Caetano e isso é inadmissível”, vincou. Importa, contudo, reconhecer que Angola é independente há 49 anos…

Leia mais