Um país de faz de conta

O presidente da Associação dos Advogados Forenses de Angola avisa que a luta contra a corrupção anunciada, propalada, propagandeada pelo Governo “não é possível” com a falta de condições nos tribunais. Ou seja, para além de ser uma estratégia de marketing poderá ser (é) um nado-morto. Em entrevista à Lusa, Tiago Ribeiro frisou que concorda com a necessidade de se combater a corrupção, contudo alerta que é preciso reformas na justiça. Ou seja. fava jeito que Angola fosse o que (ainda) não é – um Estado de Direito Democrático. E…

Leia mais

Se a hipocrisia do FMI fosse comida… não havia fome no mundo

O Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou o desbloqueio de 487,5 milhões de dólares (401,3 milhões de euros) para Angola, quando o país continua igual ao que sempre foi, com excepção da pandemia de Covid-19, ou seja a registar fracas receitas na indústria petrolífera e sem conseguir fazer o que o MPLA promete há 45 anos: diversificar a economia. O FMI “concluiu a quarta revisão do programa económico de Angola, apoiado por um acordo alargado ao abrigo do Mecanismo de Financiamento Alargado”, o que “permite um desembolso imediato de (…) 487,5…

Leia mais

É para matumbos? Então… seis por meia dúzia

O projecto FRESAN, financiado pela União Europeia, vai disponibilizar 14,6 milhões de euros para financiar projectos de organizações da sociedade civil angolana, de redução da pobreza e vulnerabilidade à insegurança alimentar e nutricional. Numa só palavra, estamos a falar de fome (que, segundo João Lourenço, não existe em Angola). Segundo uma nota do Centro Cultural Português, o Projecto FRESAN – Fortalecimento da Resiliência e da Segurança Alimentar e Nutricional em Angola, gerido parcialmente e co-financiado pelo Instituto Camões abriu candidaturas até 30 de Março para o co-financiamento de organizações da…

Leia mais

“Vamos chegar lá”… a 1974

O Presidente da República, João Lourenço, expressou a esperança de que o ano de 2021 venha a ser da retoma económica e de levantamento das cercas sanitárias. Para quem espera há 45 anos, mais ano menos ano não fará (grande) diferença. E se essa espera fizer o país progredir até 1974… O Chefe de Estado, que apresentava uma Mensagem de Fim de Ano aos angolanos, espera também que 2021 seja um ano da retoma dos voos comerciais internacionais de passageiros, da reabertura e revitalização do turismo, do regresso às actividades…

Leia mais

Sem massa crítica o rei nunca saberá que vai nu

Hoje publicamos, na íntegra e para memória futura, o Discurso do Presidente da República e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas, João Manuel Gonçalves Lourenço, na abertura da recente reunião com as mais altas patentes militares e policiais. Comandante-Geral da Polícia Nacional, Directores Nacionais dos Serviços de Inteligência, Generais, Almirantes, Comissários e Altas Patentes das FAA e da Polícia Nacional, ouviram as teses de João Lourenço. Todos se curvaram, todos com a cabeça encostada aos joelhos disseram “yes boss”. A ementa do Governo tem produtos variados, pratos de alta qualidade, cozinheiros…

Leia mais

A cesta(ria) básica da PGR

A Procuradoria-Geral da República (PGR) angolana anunciou hoje que está a “apurar dados para investigar” as denúncias sobre o actual director do gabinete de Presidente João Lourenço, Edeltrudes Costa, que terá sido beneficiado em contratos com o Estado. “Nós estamos também a ver o que se passa para podermos esclarecer devidamente o que é que aconteceu, porque muitas vezes não basta denúncia pública, é necessário que esta denúncia venha acompanhada de mais alguns dados que nos permitam trabalhar com uma certa certeza, quando assim não é temos que ir atrás…

Leia mais

Sou angolano (do MPLA)

Um projecto cultural e filantrópico denominado “Sou angolano, sou da paz e lutarei pela paz”, destinado a promover o patriotismo e a cidadania, foi lançado hoje, sábado, no município de Viana (Luanda), numa iniciativa do músico angolano Chilola de Almeida. Segundo o mentor do projecto, que tem o patrocínio da Câmara de Comércio Angola-China, a promoção do patriotismo e dignificação da identidade nacional, no âmbito dos seus objectivos, será feita por via das artes. Para isso, perspectiva incentivar, por via das artes, a manutenção e conservação da paz, como maior…

Leia mais

Temos fome, queremos… beber!

O Governo angolano propôs o desagravamento do Imposto Especial de Consumo (IEC), para o sector das bebidas, que prevê passar de 25% para 8% para os refrigerantes e 11% para as cervejas e sidras. Era mesmo disso que os angolanos estavam a precisar. Estamos com fome, queremos uma… Cuca! A proposta foi hoje aprovada na reunião da Comissão Económica do Conselho de Ministros e, segundo a ministra das Finanças, Vera Daves, a redução é resultado do consenso que se atingiu a nível técnico, submetido ao crivo político, que anuiu favoravelmente.…

Leia mais

OGE dos (des)favorecidos

A Assembleia Nacional aprovou a Proposta de Lei do Orçamento Geral do Estado (OGE) 2021, com votos favorável do MPLA, partido maioritário, e da representação parlamentar da FNLA. Nada de novo. Paulo Pombolo, do MPLA, apontou o OGE como um instrumento indispensável para a governação, sem o qual não há materialização dos programas e projectos de desenvolvimento económico e social. Por aqui se vê o nível dos deputados do partido que governa p país há 45 anos. O documento foi aprovado com 141 votos a favor (pudera!) do MPLA e…

Leia mais

Cegos e desdentados mas… condecorados

As associações angolanas de defesa dos direitos humanos Handeka e Mosaiko – Instituto para a Cidadania repudiam a “excessiva carga policial” numa manifestação em Luanda, no sábado, apontando um “recuo no exercício das liberdades fundamentais”. Em síntese, dirá com certeza a governadora de Luanda, Joana Lina, para que é que os escravos do MPLA precisam de liberdades? Por Orlando Castro (*) “Q ueremos mostrar o nosso veemente repúdio pela forma como se mostrou um recuo ao exercício das liberdades fundamentais, um recuo na prática de repressão de tempos não muito…

Leia mais