A ausência de memória

Esta reflexão é uma singela homenagem ao Rui Oliveira, recentemente falecido, e um grito de revolta pela falta de memória de quem dirige a UNITA. O facto de eu ter sido militante da UNITA (nº 53 149 e membro nº 11 da JURA no Huambo, da qual, aliás, fui secretário do Departamento Cultural do Comité do Huambo) não me dá qualquer especial legitimidade. Mas também não ma tira. Por Orlando Castro Não sei se qualquer reflexão que ultrapasse o círculo de bajuladores, nesta caso da UNITA, onde também os seus…

Leia mais

Mano, estás enganado!

O meu Amigo e velho companheiro dos bancos da escola, Paulo Lukamba Gato, raramente se engana. Mas, agora, ao comentar o plano estratégico do regime para combater o líder da UNITA, enganou-se. O Mais Velho dele, e também meu, continua a ter razão. De facto, “estamos a dormir e o MPLA está a enganar-nos”. Por Orlando Castro «O que me deixa tranquilo no entanto, é que contrariamente aos exemplos atrás citados, no contexto actual já não há partidos políticos armados. Hoje os instrumentos de luta são a argumentação política e…

Leia mais

Lagosta ou mandioca?

A UNITA, maior partido da oposição que o MPLA ainda permite que exista em Angola, mostrou-se preocupada com a “partidarização” da comunicação social e recomendou a “reprivatização” urgente dos órgãos privados que passaram para as mãos do Estado. Talvez o MPLA alinhe. Mas, quiçá, para o fazer quererá que os dirigentes de UNITA deixem as lagostas e regressem à mandioca. Estarão eles dispostos a isso? Em declarações à Lusa após uma conferência de imprensa da UNITA sobre o estado democrático em Angola, 28 anos após as primeiras eleições gerais, a…

Leia mais

Sapos fartam-se de rir

Adalberto da Costa Júnior, líder da UNITA, o maior partido da oposição que o MPLA ainda permite em Angola, manifestou preocupação com acusações relativas à petrolífera estatal (leia-se: do MPLA) Sonangol e o envolvimento de “figura relevante” da Presidência da República em actos de alegado favorecimento em negócios. Adalberto da Costa Júnior reagia numa mensagem publicada nas redes sociais à “quantidade de informações preocupantes” que os angolanos têm estado a receber nas últimas semanas, que nomeadamente “atentam contra a gestão e a transparência” da empresa pública Sonangol. “Tudo isto ocorre…

Leia mais

Garnisé Negro interpreta letra e música do… MPLA

A UNITA, maior partido da oposição que o MPLA ainda permite que exista em Angola, diz que o Orçamento Geral do Estado (OGE) revisto para 2020 “não tem pressupostos” que visam diminuir a trajectória económica negativa que o país regista há cinco anos. Se fosse Jonas Savimbi a fazer a análise diria que a trajectória económica negativa dura há 45 anos. A economia angolana regista recessão nos últimos anos e no OGE revisto para 2020, aprovado na quinta-feira na generalidade pelo Parlamento angolano onde desde sempre o MPLA tem maiorias…

Leia mais

Galo não voa mas cacareja

O grupo parlamentar da UNITA, o maior partido da oposição que o MPLA ainda permite que exista em Angola, vai exigir (isto é como quem diz) a constituição de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para analisar o “desaparecimento” de 400 milhões de kwanzas (586 mil euros) do Banco de Poupança e Crédito (BPC). “N este momento o país está a viver um problema sério, desapareceram mais de 400 milhões de kwanzas no BPC e vamos exigir da Assembleia Nacional a constituição de uma comissão de inquérito. Seria incoerência da…

Leia mais

Oposição tem memória?

Estávamos no início de 2012. A UNITA, através de Adalberto da Costa Júnior, afirmou ao Folha 8 não haver nenhum pacto secreto com o MPLA. Nessa altura ficámos com a ideia de que apenas se registara um fenómeno africano: a mangueira deu loengos. As dúvidas estavam patentes no processo de devolução do património da UNITA, confiscado pelo governo durante o conflito armado e que constam, entre outras cláusulas, da rendição do Galo Negro, também chamada de Acordos de paz entre as partes. O calibre dos negociadores de um pacote de…

Leia mais

Adalberto, salve o que resta. Honre Jonas Savimbi!

Depois de ter admitido de que era um “candidato natural” à liderança da UNITA, o general Paulo Lukamba “Gato” decidiu não avançar com a sua candidatura. Com a “desistência” de Gato, nem mesmo a candidatura do general Abílio Kamalata Numa evitou que hoje se escrevesse o último capítulo da UNITA do Muangai, da UNITA de Jonas Savimbi. A tal UNITA que o Mais Velho dizia não se definir mas, apenas e só, sentir-se. Por Orlando Castro Numa das suas mais recentes intervenções o general “Gato” depois de se referir à…

Leia mais

A UNITA, a lagosta, a mandioca e as bitacaias

Quatro dirigentes da UNITA, Alcides Sakala, Kamalata Numa, José Pedro Catchiungo e Raul Danda formalizam esta segunda-feira a sua candidatura à liderança do partido, segundo a comissão organizadora do XIII Congresso Ordinário do partido. Na corrida já estava Adalberto da Costa Júnior. Depois do deputado e porta-voz do grupo parlamentar, Adalberto da Costa Júnior, na sexta-feira, entregam esta segunda-feira as candidaturas mais quatro dirigentes: o deputado Alcides Sakala, porta-voz e secretário para as relações internacionais da UNITA, o general na reserva e membro do Comité Permanente da Comissão Política, Kamalata…

Leia mais

Há candidatos da lagosta,
só faltam os da mandioca!

Os deputados José Pedro Cachiungo e Adalberto Costa Júnior são os primeiros pré-candidatos à liderança da UNITA, nas eleições previstas para Novembro, durante o XIII congresso ordinário do maior partido na oposição que o MPLA ainda permite que exista em Angola, foi hoje anunciado. “T emos um sistema de várias listas e nesse momento temos já duas pré-candidaturas, nomeadamente do engenheiro José Pedro Cachiungo e do engenheiro Adalberto Costa Júnior, mas essas pré-candidaturas serão depois submetidas ao crivo da comissão eleitoral entre 16 e 30 de Setembro”, disse à Lusa…

Leia mais