Alemanha vai ajudar a pôr
o reino (e África) em ordem

O Presidente de Angola, também Presidente do partido no Poder desde 1975 (o MPLA) e Titular do Poder Executivo, João Lourenço, desafiou hoje a Alemanha a investir nos sectores dos transportes, energia e agricultura, entre outros, sublinhando que existe agora um ambiente favorável ao sector privado. Falando após uma reunião com a chanceler alemã, Angela Merkel, que cumpre hoje uma visita de algumas horas a Angola, João Lourenço focou o interesse recíproco dos dois países no sentido de intensificar as relações empresariais e económicas. “Angola ao longo destes anos tem…

Leia mais

Merkel chega com armas
para segurança do milho

A chanceler alemã, Angela Merkel, visita oficialmente Angola a 7 de Fevereiro, naquela que será a sua segunda deslocação ao país e que tem como objectivo (quem diria?) aprofundar as relações bilaterais, anunciou hoje a Presidência angolana. De acordo com uma nota da Casa Civil do Presidente da República, Angela Merkel, chegará a Luanda proveniente da África do Sul, tendo um encontro previsto com o chefe de Estado angolano, João Lourenço, durante a manhã do dia 7 de Fevereiro. Será, igualmente, “recebida” pelo Presidente do MPLA e pelo Titular do…

Leia mais

Em Cabinda está tudo na santa paz do “Deus” MPLA

Os independentistas da FLEC/FAC convidaram hoje o Governo angolano a visitar uma das bases daquele movimento de Cabinda e a assinar “um acordo de princípio” para pôr termo ao conflito no enclave, indica um comunicado da organização. Ministro da Defesa diz que está tudo na santa paz do deus… MPLA. Em comunicado, o tenente general Afonso Nzau, director-geral do Serviço de Inteligência Externa da Frente de Libertação do Enclave de Cabinda – Forças Armadas de Cabinda (FLEC/FAC), criticou as declarações feitas segunda-feira pelo ministro da Defesa angolano, Salviano Sequeira, que…

Leia mais

“Guerra” EUA/China passa
por “ter” Angola na mão

O Presidente dos EUA, Donald Trump, felicitou hoje as reformas e o combate à corrupção levados a cabo pelo seu homólogo angolano, João Lourenço, garantindo que Washington vai apoiar e financiar Angola. Em Maio de 2017 foi assinado um acordo cooperação no domínio na Defesa que, pela parte angolana, foi subscrito pelo general João Lourenço, então ministro da Defesa. As felicitações foram transmitidas pelo assistente especial de Trump e director sénior para os Assuntos Africanos do Conselho de Segurança Nacional, Cyril Sartor, durante uma audiência concedida pelo chefe de Estado…

Leia mais

Sonangol puxa o gatilho

A Sonangol acusa a Justiça portuguesa de “procurar confundir” a petrolífera estatal angolana com o seu ex-presidente, Manuel Vicente, que foi também vice-Presidente de Angola, no processo Fizz, queixando-se de “preconceito e pré-juízo” do tribunal de Lisboa. Tratando-se de guerra aos portugueses, bem que a petrolífera (do MPLA) poderia contratar o advogado, e deputado da UNITA, David Mendes… A posição surge expressa num comunicado da Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol), na sequência do desfecho do julgamento, em 7 de Dezembro, em Lisboa, do processo que envolveu o ex-presidente…

Leia mais

Porco com lábios pintados continua a ser um… porco

Uma das principais funções do jornal da Angola do MPLA é a de papel higiénico da escatologia imposta pelo MPLA durante demasiadas décadas. A entrevista a Irene Neto, tentando humanizar Agostinho Neto, é uma dessas actividades escatológicas. Por Domingos Kambunji Antes de desenvolvermos este tema, queremos relembrar a todos os angolanos de que da lista de mais de centena e meia de angolanos que morreram recentemente de fome no Bié não faz parte nenhum familiar de Agostinho Neto ou da sua filha Irene Neto. Agora vamos directamente ao assunto que…

Leia mais

Merkel disse que a “Defesa”
faz crescer o nosso milho?

O Presidente de Angola, João Lourenço, disse hoje, numa conferência de imprensa conjunta com a chanceler Angela Merkel, em Berlim, que quer atrair investimento alemão na área da Defesa, na “vigilância e segurança marítima”. Que outra prioridade poderiam os angolanos querer? Isto porque investir na Defesa faz crescer o… milho! O chefe de Estado angolano sublinhou a “necessidade de atrair investimento privado alemão para praticamente todos os domínios da economia”. Mas deu destaque à área da defesa, revelando que Angola tem “uma costa marítima bastante extensa” que é preciso “cuidar”.…

Leia mais

“Posso guardar o meu dinheiro num garrafão”

Ao participar no programa “Angola Fala Só”, da VoA, Bento Kangamba abordou uma vasta gama de assuntos colocados pelos ouvintes, desde acusações de corrupção a negócios e futebol. O general reafirmou declarações anteriores que os seus advogados estão a trabalhar para pedir indemnizações aos governos do Brasil e Portugal pelas acusações de tráfico de mulheres (no Brasil) e lavagem de fundos (em Portugal), que foram depois rejeitadas em tribunal. “O que está em jogo é o meu nome, o nome da minha família e a minha imagem que é bem…

Leia mais

Investir forte na Defesa ajudará o milho a crescer

O Governo angolano prevê gastar este ano 19.500 milhões de kwanzas (78 milhões de euros) com a aquisição, pelo Ministério da Defesa Nacional, de helicópteros, embarcações de patrulha, equipamentos de vigilância da costa. Será, pensa-se, uma forma de diversificar a economia e diminuir o número de pobres, cerca de 20 milhões… A informação resulta de dados compilados com base na proposta de lei do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2018, em discussão na Assembleia Nacional (do MPLA) até Fevereiro. Entre os investimentos orçamentados pelo Ministério da Defesa Nacional conta-se…

Leia mais

OGE vai, formalmente, ser debatido no Parlamento

O Parlamento angolano agendou para 18 de Janeiro a votação, na generalidade, com aprovação mais do que garantida, da proposta de lei do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2018, o primeiro do executivo liderado por João Lourenço, que prevê um optimista crescimento económico de 4,9%. Após a apreciação e votação, ainda na generalidade, segue-se um formal e paliativo “alargado calendário de discussões e audições”, para contribuições à proposta de Lei do OGE de 2018, envolvendo ainda parceiros sociais e representantes do Governo, entre outras reuniões nas comissões parlamentares. As…

Leia mais