É para matumbos? Então… seis por meia dúzia

O projecto FRESAN, financiado pela União Europeia, vai disponibilizar 14,6 milhões de euros para financiar projectos de organizações da sociedade civil angolana, de redução da pobreza e vulnerabilidade à insegurança alimentar e nutricional. Numa só palavra, estamos a falar de fome (que, segundo João Lourenço, não existe em Angola). Segundo uma nota do Centro Cultural Português, o Projecto FRESAN – Fortalecimento da Resiliência e da Segurança Alimentar e Nutricional em Angola, gerido parcialmente e co-financiado pelo Instituto Camões abriu candidaturas até 30 de Março para o co-financiamento de organizações da…

Leia mais

França quer ensinar a pescar. China apenas “dá” peixe…

O Governo francês anunciou hoje uma mudança estratégica na assistência ao desenvolvimento dos países africanos, em resposta ao aumento da influência política e económica da China neste continente, na qual privilegia as questões ambientais e sociais. “É inconcebível dar rédea solta aos novos actores que vemos empenhados no campo da ajuda ao desenvolvimento”, assumiu o ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean-Yves Le Drian, numa conferência de imprensa onde esteve também o seu homólogo da Economia, Bruno Le Maire, realizada em Paris no final do primeiro conselho presidencial dedicado especificamente à ajuda…

Leia mais

Mais uns milhões da Europa

Agricultores das províncias do sul de Angola vão contar com um financiamento de 6,6 milhões de euros para melhorar a segurança alimentar e nutricional em escolas de campo apoiadas pela União Europeia e as Nações Unidas. A componente do programa FRESAN (Fortalecer a Resiliência e a Segurança Alimentar e Nutricional em Angola) que será implementada pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) visa desenvolver Escolas de Campo de Agricultores (ECA) para aumentar a resiliência , a produção sustentável e a segurança alimentar e nutricional no…

Leia mais

Mais uns milhões

O Fundo Global vai disponibilizar para Angola, nos próximos três anos, um montante de 82,6 milhões de dólares (74 milhões de euros) para – espera-se – a luta contra o VIH/Sida, tuberculose e malária, anunciou hoje o ministério da Saúde angolano. Como os cofres dos donos do país não estão de boa saúde… todo o cuidado é pouco. Em comunicado de imprensa, o órgão ministerial informa que o valor global da alocação da subvenção para Angola para o período 2021-2024 representa um aumento de 56% em comparação com a actual…

Leia mais

Procura-se um líder!

VEJA A CRÓNICA DE WILLIAM TONET, EM VÍDEO, SOBRE A SITUAÇÃO EM ANGOLA. Um ser humano, descomprometido com vaidades umbilicais, com capacidade de mobilizar com persuasão da palavra e gestos nobres é um verdadeiro Homem livre. O líder não precisa de se blindar com armas, canhões, soldados porque lhe basta estar blindado pelo exemplo, coerência e desapego ao poder absoluto. Um verdadeiro líder não contrai a “Peste Bajulice”, vacina-se antecipadamente, com a vacina dos “Contrários”, por detestar e assumir-se contra a bajulação. O verdadeiro líder compromete-se apenas com a justiça,…

Leia mais

Covid-19 aumenta a fome na Guiné-Bissau

A Liga Guineense dos Direitos Humanos (LGDH) alertou hoje que existem casos de fome e subnutrição em várias regiões do país e pediu às autoridades e aos parceiros internacionais para adoptarem um plano conjunto de contingência. “A LGDH lança um vibrante apelo às autoridades nacionais e aos parceiros internacionais no sentido de convergirem as sinergias com vista à adopção urgente de um plano de contingência contra a fome na Guiné-Bissau e o seu consequente e imediato financiamento”, pede a organização, em comunicado divulgado à imprensa. A Liga refere que as…

Leia mais

Quem giza sempre come

O Governo angolano está a preparar um programa de distribuição da cesta básica alimentar às famílias mais carenciadas enquanto durar o estado de emergência, anunciou o coordenador da comissão interministerial de combate à covid-19, general Pedro Sebastião. A fazer fé no curriculum do MPLA, é provável que a este programa aconteça o mesmo que a muitos angolanos: quando estavam quase, quase mesmo, a saber viver sem comer… morreram. Segundo o também ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, o Governo “tem gizado” um programa…

Leia mais

Dêem-nos água, por favor!

O secretário de Estado das Águas de Angola, Lucrécio Costa, pediu, hoje, na cidade da Praia, apoio à Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) para combater a seca prolongada que assola o sul do país. Apesar de o Governo de João Lourenço meter água por todos os lados, lá vamos ter pedir ajuda ao democrata, impoluto e venerável Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, presidente da Guiné Equatorial, o grande amigo do MPLA. “V ivemos um período de seca prolongada no sul do país e esperamos também que a contribuição e…

Leia mais

Rezemos a JLo. Só ele fará chover… (água e comida)

Virgílio Tyova, governador do Cunene, disse hoje que o estado de emergência devido à seca já foi declarado, mas assumiu que as ajudas que estão a chegar são insuficientes. É uma chatice. O estado de emergência deveria ter sido declarado há 44 anos. Não foi e, por isso, a seca, as inundações, as doenças, a fome (em síntese, o MPLA) têm Angola no estado em que está. “O estado de emergência já está declarado desde Abril pelo chefe de Estado”, disse Virgílio Tyova aos jornalistas, à saída de um encontro…

Leia mais

E agora Sr. Ministro?

As autoridades angolanas estão a efectuar diligências junto da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), com vista a beneficiar de apoio aos programas de controlo e gestão de queimadas no país. E o que vai agora dizer o ministro João Melo? Os contactos estão a ser encetados pela Representação Permanente de Angola na FAO, em Roma (Itália), tendo como interlocutor a direcção florestal desta agência da ONU, noticia a Angop. Segundo a Representação Permanente, o propósito da iniciativa é o de obter para Angola assistência no controlo…

Leia mais