“MÃE DELE ANDOU NA ZUNGA”

O Presidente do MPLA e da Re(i)pública de Angola, bem com Titular do Poder Executivo, general João Lourenço, aprovou um crédito adicional de 27 milhões de euros para adquirir bens alimentares e meios essenciais para assistência a famílias carenciadas em todo o país. Entretanto, no âmbito estratégico da solidificação da “democracia”, a polícia (do MPLA) dispersou hoje centenas de zungueiras que se manifestavam na baixa de Luanda, junto à sede do Governo Provincial, contra a proibição de venda ambulante. Tudo normal, portanto… egundo o decreto presidencial publicado em Diário da…

Leia mais

LEI DA FORÇA PARA PÔR ORDEM NA ZUNGA

O combate à venda desordenada está na agenda da Administração do Cazenga. A falta de boa governação está a comprometer o bem-estar dos munícipes. Registam-se, em todos lugares do município vendas desorganizadas. Uma vez que, há falta de praças oficiais onde o comércio se faça em boas condições para vendedores e compradores. Administração está a sensibilizar as vendedeiras no sentido de realizarem as suas actividades dentro dos mercados. O Director da Fiscalização do Município, Francisco Soares, reitera que em caso de resistência serão tomadas as medidas coercivas com as vendas…

Leia mais

POLÍCIA MATA MAS A CULPA É DOS ARRUACEIROS

O ministro do Interior de Angola, Eugénio Laborinho, informou hoje, em Luanda, que o polícia que matou a tiro uma vendedora ambulante, na sexta-feira, de seu nome Raquel Kalupe, está detido, e refutou excessos na actuação policial. Se matar, a tiro, uma indefesa cidadã, zungueira, não revela “excesso na actuação policial”, revela apenas que as armas foram feitas para matar e os polícias formatados para puxar o gatilho. Simples. ugénio Laborinho reagiu hoje à morte de uma zungueira, na sexta-feira, no distrito urbano da Maianga, província de Luanda, quando efectivos…

Leia mais

POLÍCIA  MATA (MAIS) UMA ZUNGUEIRA

Uma zungueira foi atingida por disparos policiais, na sexta-feira, em Luanda, durante uma actividade de fiscalização, informou hoje o Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional. Acção policial certamente pedagógica, cívica e pacífica… egundo o comunicado das autoridades, os agentes dos serviços de fiscalização que actuavam contra a venda ambulante no largo da Teixeira (Maianga) pediram ajuda à polícia quando enfrentaram “agressões” e “resistência violenta por parte dos vendedores”. Crê-se, aliás, que as zungueiras estariam a vender armamento pesado, daí a incontestável explicação de que ofereceram “resistência violenta”. Durante a…

Leia mais

POBREZA ACELERA REVOLTA SOCIAL DAS ZUNGUEIRAS

O representante dos vendedores ambulantes angolanos alertou hoje para os riscos de revolta social devido à pobreza e exclusão que afecta esta classe, que representa o ganha-pão de grande parte das famílias angolanas. Será que a culpa também é da UNITA? Em Luanda estão por todo o lado e vendem um pouco de tudo, desde frutas a saquinhos de amendoim, garrafas de água, marmitas com refeições, carregadores para telemóveis, acessórios para automóveis, roupa, mapas de Angola, uma infinidade de bens que carregam todo o dia, calcorreando quilómetros em busca de…

Leia mais

A SALVAÇÃO ESTÁ NA CESTA, NOS CONTENTORES, NAS LIXEIRAS

Os elevados preços dos produtos (este ano subiram perto de 26%, antevendo-se que no próximo ano a subida seja de pelo menos 20%) estão a afugentar clientes no Mercado do 30, em Luanda, enquanto os vendedores, que vêem os seus rendimentos reduzidos a metade, se queixam da fraca procura e pedem intervenção dessa entidade fantasma que dá pelo nome de “autoridades”. Vendedores daquele mercado abastecedor, sobretudo de produtos agrícolas, no município de Viana, em Luanda, queixam-se que diminuiu para metade a procura dos bens que comercializam e proporcionalmente os seus…

Leia mais

Covid há um ano, MPLA há 45

As restrições de mobilidade impostas pelas autoridades, devido à Covid-19, que duram há um ano, e as “más políticas económicas” – que duram há 45 anos – são apontadas por vendedores e clientes dos mercados de Luanda como as principais razões da “subida vertiginosa” dos produtos da cesta básica, no último ano. Vendedores e consumidores afirmam que, em um ano de pandemia, os preços dos principais produtos de consumo, sobretudo os da cesta básica, dispararam mais de 100%, “rogam” pelo fim da pandemia e manifestam nostalgia do tempo pré-Covid-19. No…

Leia mais

Porrada (ou morte) para
quem ousar dizer “basta”

A Polícia do MPLA disse hoje que o uso da força em manifestações “muitas vezes resulta de desobediência dos cidadãos”, afirmando que a polícia é chamada para “garantir o livre exercício de reunião ou interditar manifestações violentas”. Por Orlando Castro “E m primeiro lugar a polícia é chamada para garantir o livre exercício de reunião e/ou de manifestação, em segundo lugar a polícia pode ser chamada para interditar aquelas manifestações que violem a lei sobre reunião e manifestações”, respondeu hoje à Lusa o director do gabinete de Estudos, Informação e…

Leia mais

Governo tem (muito) medo
que o medo (do Povo) acabe

O Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje haver demasiados poderes com medo que o medo acabe, considerando a “instrumentalização do medo” para acorrentar os outros como um problema na ordem do dia. Não estava a falar de Angola, obviamente… Mas que os donos do (nosso) país têm medo que o medo acabe, isso têm. “H á quem tenha medo que acabe o medo”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, citando o último livro do escritor Mia Couto, alertando para o que considera ser “a instrumentalização do…

Leia mais

Vergonha procura-se!

Num país de 30 milhões de habitantes e que tem 20 milhões de pobres, é caricato e ultrajante ver a primeira-dama da Reino, Ana Dias Lourenço, defender a necessidade dos cidadãos investirem mais o seu tempo e recursos no aumento dos níveis de literacia financeira. Soubesse a esposa do Presidente da República o que é ser gerado com fome, nascer com fome e morrer com fome e estaria caladinha. Por Orlando Castro (*) Ao discursar na abertura da 2ª Feira do Investidor, promovida pela Comissão de Mercado de Capitais (CMC),…

Leia mais