PAZ, HARMONIA, ORDEM E SEGURANÇA CORREM PERIGO?

O ministro do Interior angolano, Eugénio Laborinho, anunciou hoje que a capacidade operacional da polícia será reforçada com efectivos, meios e equipamentos especiais para que as eleições gerais, em Agosto, decorram “num ambiente de paz, harmonia, ordem social e segurança”. Hum! Rabo escondido com gato de fora. Eugénio Laborinho falava na província de Benguela, no acto central dos 46 anos de existência da Polícia Nacional, que hoje se assinala. Por outras palavras, o Governo teme que a paz corra riscos, assim como a harmonia, a ordem social e a segurança.…

Leia mais

POLÍCIA QUER (RE)EDUCAR OS PARTIDOS

Segundo o órgão oficial do MPLA (Jornal de Angola) o Comando Provincial da Polícia Nacional em Benguela está a desenvolver uma estratégia específica para prevenir o surgimento de casos de intolerância política, no âmbito da promoção da tolerância, preservação da paz e respeito pelo património público. Ninguém melhor do que o órgão policial do MPLA para saber o que se passa dentro da própria… casa. Para o efeito, escreve o JA, o comandante provincial da Polícia Nacional, Aristófanes dos Santos, vai manter em breve um encontro com os líderes dos…

Leia mais

MINISTRO À PROVA DE EXONERAÇÕES

O ministro do Interior angolano, Eugénio Laborinho, que há muito já deveria ter sido demitido, exortou hoje o novo comandante-geral da Polícia Nacional de Angola (PNA) do MPLA, comissário-geral Arnaldo Manuel Carlos, a “combater o amiguismo, a corrupção, a bajulação, o nepotismo e as intrigas no seio da corporação”. Ou seja, a combater o ADN do próprio MPLA. Eugénio Laborinho, que falava hoje durante a cerimónia de apresentação do novo comandante-geral da PNA, na sede do Ministério do Interior, em Luanda, exigiu “mais trabalhos e resultados satisfatórios”. O comissário-geral Arnaldo…

Leia mais

A CULPA NÃO É DA CHUVA

O novo comandante-geral da Polícia Nacional (do MPLA), Arnaldo Manuel Carlos, aponta a elevação do sentimento de segurança das populações como uma das prioridades. Mal seria se apontasse algo diferente. O problema não está no diagnóstico, está – há 46 anos – na medicação. Quando chove dentro de casa, o problema não é a chuva… Ao falar à Imprensa (sem perguntas previamente enviadas) depois de ser empossado nas funções, pelo Presidente da República, João Lourenço, Arnaldo Carlos disse que a concretização desse desiderato vai passar por fazer, primeiro, uma breve…

Leia mais

PAULO DE ALMEIDA… JÁ ERA!

O Presidente da República, João Lourenço, nomeou hoje Arnaldo Manuel Carlos (foto), como o novo Comandante Geral da Polícia Nacional, em substituição de Paulo Gaspar de Almeida. O Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço, nos termos da Constituição da República de Angola e depois de ouvido o Conselho de Segurança Nacional, decretou o seguinte: São exonerados os Oficiais Comissários da Polícia Nacional abaixo designados: – Comissário-Geral Paulo Gaspar de Almeida, do cargo de Comandante Geral da Polícia Nacional e Comissário-Chefe Arnaldo Manuel Carlos, do cargo de Director Geral do…

Leia mais

QUANDO POLÍCIA MATA POLÍCIAS…

O ministro do Interior de Angola, Eugénio Laborinho, pediu hoje uma “profunda averiguação” às causas do duplo homicídio seguido de suicídio que envolveu três polícias e anunciou a criação de uma comissão para prestar apoio às famílias enlutadas. Segundo uma publicação partilhada na página do Facebook do Ministério do Interior, Eugénio Laborinho convocou hoje as mais altas chefias policiais de Angola para fazer um balanço da passagem do ano e analisar o incidente para evitar a repetição destas situações. No dia 1 de Janeiro, por volta das 06:00, um polícia…

Leia mais

“ASSALTOS VIOLENTOS” (E IMPUNES) À IGREJA CATÓLICA

A Igreja Católica angolana tem registado, de “modo dramático, assaltos violentos” às suas instituições, nos últimos três meses, lamentando a “ausência de resposta” das autoridades policiais que, no seu entender, “encoraja os assaltantes”, foi hoje noticiado. Provavelmente, parafraseando João Lourenço, a “ausência de resposta” da Polícia é… relativa. A preocupação foi manifestada pelo arcebispo de Luanda, Filomeno Vieira Dias, que em declarações hoje à Rádio Ecclesia – Emissora Católica de Angola -, denunciou dois assaltos ocorridos em duas instituições católicas da província de Malanje, na última semana, em que as…

Leia mais

E A CULPA É (SÓ PODE) DA UNITA

A Polícia Nacional de Angola abriu um inquérito interno para apurar a morte de um militante da UNITA, maior partido da oposição que MPLA (ainda) permite, que supostamente terá ocorrido durante uma manifestação na província de Benguela, foi hoje anunciado. Em causa está a morte de Eugénio Pessela, cidadão de 41 anos, que, de acordo com um comunicado de imprensa do grupo parlamentar da UNITA, citando testemunhas, “participava pacificamente” numa marcha organizada, no sábado, pelo secretariado provincial do partido em Benguela. Num comunicado de imprensa hoje distribuído, o comando provincial…

Leia mais

MPLA ATIRA A MATAR

O Grupo Parlamentar da UNITA condenou hoje o “assassínio” de Eugénio Pessela, de 41 anos de idade, que, “segundo testemunhas, participava pacificamente” na manifestação organizada, no sábado, pelo Secretariado Provincial do partido em Benguela. Num comunicado hoje divulgado, a UNITA fala de incidentes graves ocorridos em Benguela no dia 11 de Dezembro de 2021, “envolvendo cidadãos angolanos que exerciam o direito de manifestação e efectivos da Polícia Nacional, que culminaram na morte de um manifestante e o ferimento de outros dois”. O Secretário Provincial da UNITA em Benguela, Adriano Sapiñala,…

Leia mais

O (NEG)ÓCIO DAS ARMAS… PRIVADAS

A Polícia angolana deu hoje início ao processo de recolha de armas de guerra em posse das empresas de segurança privada. A Lei sobre as Empresas Privadas de Segurança, aprovada em Maio de 2014, impunha (isto é como quem diz) um plano gradual de substituição de cerca de 30 mil armas de guerra, na posse destes elementos, por outras de autodefesa. A cerimónia foi presidida pelo comandante-geral da Polícia Nacional, Paulo de Almeida, que, simbolicamente, recebeu armas de guerra de duas empresas de segurança privada, que entregaram armas de defesa…

Leia mais