Planeta Terra, uma aldeia global

Portugal, Líbia, Síria, Venezuela, Angola, USA, China, Rússia, Estado Islâmico, Irão, Arábia Saudita, Império Britânico, Moçambique, Japão, Brasil, para que não restem dúvidas que o mundo de facto é uma verdadeira aldeia global, onde todos os países estão irremediavelmente interligados desde que os portugueses desabrocharam e debutaram as expedições marítimas, para mares nunca antes, alegadamente, navegados e se dedicaram ao comércio e evangelização, que mais não é do que um belo eufemismo para descrever lavagens cerebrais compulsivas e destruição de cultura e tradições seculares (não resisti ao trocadilho no sentido…

Leia mais

Zédu e JLo, uma dupla que mudou África e o Mundo!

José Eduardo dos Santos foi até ontem o “escolhido de Deus”, se bem que muitos ainda pensem que ele próprio era o deus. E foi ele (ao que se diz com o apoio declarado da sua filha Isabel), quem escolheu João Lourenço para o substituir. Agora não adianta chorar, não é General Zé Maria? Ele assim quis… Por Orlando Castro Assegurada que sempre esteve (e estará) a vitória do MPLA em qualquer acto parecido com eleições, este MPLA é aquilo que José Eduardo dos Santos sempre quis que fosse. É…

Leia mais

Sarkozy, Santos, Kadafi
e (já agora) Angolagate

O ex-presidente francês Nicolas Sarkozy foi detido esta terça-feira para ser interrogado pela polícia no âmbito de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha eleitoral em 2007. A polícia quer saber de onde vieram os fundos da campanha eleitoral de 2007. Um dos juízes que dirigiu esta investigação é o mesmo que o acusou no caso dos fundos para a campanha de 2012, em que Sarkozy não foi eleito. O processo judicial teve origem num documento líbio, publicado em Maio de 2012 no site de informação “Médiapart”, no qual…

Leia mais

Todos jogam e no fim, é claro, o MPLA é campeão

A província da Huíla, a segunda mais populosa de Angola, concentra as primeiras acções da campanha eleitoral de duas das candidaturas (CASA-CE e PRS) às eleições de Agosto, mas todos os candidatos já fizeram uma primeira volta pelo país nas últimas semanas. Acampanha eleitoral arranca oficialmente 30 dias antes das eleições gerais, marcadas para 23 de Agosto, conforme decorre da legislação em vigor, incluindo com o início da emissão de tempos de antena na rádio e televisão públicas. Contudo, com 18 províncias para percorrer, distribuídas por 1.246.700 quilómetros quadrados, todos…

Leia mais

Bestial, besta, bestial…

Faz amanhã cinco anos que Muammar Kadhafi foi assassinado com requintes de malvadez que, contudo, caracterizam o fim de muitos ditadores. Nino Vieira, na Guiné-Bissau, é outro exemplo. Por Orlando Castro Cinco anos depois são cada vez mais os líbios que mostram ter saudades de uma Líbia governada com mão de ferro por Muammar Kadhafi, e dizem mesmo que a vida era melhor. Tudo porque o caos tomou conta do país. Os líbios, sobretudo as gerações mais velhas, preferiam ser escravos de barriga vazia do que livres com ela vazia.…

Leia mais

Militares na RD Congo?
– Só pacíficos instrutores

Angola não enviou militares para apoiar o Governo da República Democrática do Congo (RD Congo), tendo apenas instrutores para apoio na formação, garantiu hoje o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas Angolanas. Quem quiser que acredite. O general Geraldo Sachipengo Nunda falava aos jornalistas, em Luanda, a propósito dos 25 anos sobre a constituição das Forças Armadas Angolanas (FAA), data que se assinala no domingo, tendo recusado o teor de algumas informações que apontam para a presença de militares de Angola no apoio ao Governo do Presidente Joseph Kabila, tendo…

Leia mais

Regime nega acções militares noutros países

O ministro das Relações Exteriores de Angola negou hoje, em Luanda, que tropas angolanas tenham intervindo em conflitos em países africanos, como a República Democrática do Congo (RDCongo), ou o Congo, ou a Costa do Marfim, ou a Líbia. Georges Chikoti respondia a uma declaração expressa no parlamento pelo deputado da UNITA, Raul Danda, durante o debate do projecto de resolução que aprova a ratificação, pelo Presidente de Angola, do Pacto de Não-Agressão e Defesa Comum da União Africana. O projecto de resolução foi aprovado por unanimidade pela Assembleia Nacional…

Leia mais

As crónicas atrasadas

Perdemos o rasto do João quando o Presidente Obama decidiu apoiar os revoltosos na Líbia. Pensámos que tivesse aderido a uma daquelas organizações de voluntários, que organizam os bancos alimentares ou constroem habitações, com dignidade, para os pobres e negligenciados, na América Latina, em África, nos subúrbios das cidades dos países da ex-União Soviética, que se tornaram independentes, ou em Luanda. Não. Por Domingos Kambunji O João estava nos Estados Unidos da América a escutar os comentadores da CNN, e da Fox News, para depois plagiar as opiniões e ir…

Leia mais

Problemas actuais de Angola e alegada intervenção estrangeira

O Executivo angolano, particularmente, em torno do algumas vezes chamado “processo dos 17”, depois do aparente despertar do mundo para a falsidade da democraticidade e pacificidade autêntica do respectivo regime, encontra-se a promover uma forte campanha de debates internos e externos. Por Marcolino Moco E stes debates são claramente dirigidos no sentido de convencer a todos, que as medidas, no mínimo ilegais, contra pessoas que apenas se limitam a tentar exercer os direitos previstos na Constituição actual e no ordenamento internacional reconhecido pelo Estado, são uma consequência da necessidade de…

Leia mais

Alergia total à Primavera

O Governo angolano reconheceu hoje que o país tem “muito por fazer”, mas com razões para celebrar os resultados dos 40 anos de independência, alertando para a “oferta de primaveras” que resultaram em “infernos destruidores”. A posição foi assumida pelo ministro da Administração do Território de Angola, Bornito de Sousa, e coordenador da comissão interministerial organizadora dos festejos da independência nacional, no discurso que marcou o acto central das comemorações. Poderia igualmente ter sido feita pelo embaixador itinerante de Eduardo dos Santos, António Luvualu de Carvalho. É certo que para…

Leia mais