ONU (TAMBÉM) BRANQUEIA ASSASSINOS

O fim das celebrações do centenário de Agostinho Neto, o genocida que mandou matar milhares e milhares de angolanos nos massacres de 27 de Maio de 1977, aconteceu esta semana na sede da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), em Paris, com uma exposição fotográfica e uma homenagem onde governantes angolanos (do MPLA) e internacionais (cobardes e mercenários) evocaram a memória do antigo Presidente. “Entre os angolanos, há o profundo reconhecimento da figura de Agostinho Neto, amamo-lo enquanto fundador da nação, enquanto primeiro…

Leia mais

PINTURAS RUPESTRES “APOIAM” O MPLA

Nove conjuntos de pinturas rupestres na província angolana do Namibe foram classificadas como património histórico-cultural nacional, elevando o seu grau de protecção e valorização, segundo um decreto executivo do ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, aprovado – mera coincidência, é claro! – em período eleitoral. São classificadas por esta via as Estações de Hai, Kenguerera 1, Kenguerera II, Lumbundjo, Majole, Vihalo 1, Vihalo II, Onkaka e Manacombo, situadas em Caraculo, Município da Bibala, na província do Namibe. O diploma realça a relevância destas pinturas “para o aprofundamento da História de…

Leia mais

ANGOLA SÓ OLHA PARA O (SEU) UMBIGO

O Presidente angolano, João Lourenço, conversou hoje ao telefone com o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, expressando preocupação com as tensões entre a República Democrática do Congo (RDCongo) e o Ruanda, que justificam a realização urgente de uma cimeira em Luanda. Quando será que Angola conseguirá ver nas costas dos outros as suas? João Lourenço manifestou ao secretário-geral da ONU preocupação com a situação na relação entre a RDCongo e o Ruanda, “o que justifica a realização, com urgência, da Cimeira de Luanda, entre o mediador Angola” e os…

Leia mais

RELATORA DA ONU ARRASA O MPLA

O diagnóstico tardio da doença de Hansen (lepra) em Angola e as consequentes incapacidades físicas com que estes doentes são identificados surpreendeu a relatora especial da ONU, Alice Cruz, para a eliminação da discriminação contra as pessoas afectadas pela doença. Recorde-se que o Serviço de Combate à Lepra foi criado em 1959 e regulamentado em 1960… Alice Cruz, que visitou Angola nas últimas duas semanas, disse à agência Lusa que já contava com um país “profundamente marcado pela desigualdade social e pela pobreza”, factores que estão associados à doença de…

Leia mais

PERDER UM OLHO OU OS DOIS?

Foi a 19 de Agosto de 2003 que Sérgio Vieira de Mello foi assassinado em Bagdade (Iraque). Foi um dos poucos bons exemplos dos que, ao serviço da ONU, trabalharam para os milhões que têm pouco, ou nada. Foi isso que fez, entre outros locais, no Bangladesh, Líbano, Moçambique e Timor-Leste. Por Orlando Castro Tivesse preferido trabalhar para os poucos que têm milhões e estaria, certamente, a apanhar banhos de sol num qualquer paraíso. O que se passou, o que se passa e o que se passará nos nas terras…

Leia mais

IRÃO, NICARÁGUA, RCA E MALI “AFASTAM-SE” DA RÚSSIA

A Rússia encontra-se isolada na Organização das Nações Unidas (ONU), tendo sido abandonada até por importantes países seus aliados, que consideram que foram ultrapassadas ‘linhas vermelhas’ com a guerra na Ucrânia, disse à Lusa fonte diplomática. Irão, Nicarágua, República Centro Africana (RCA) e Mali estão a deixar “cair” a subserviência a Vladimir Putin. Angola (MPLA) mantém-se firme… Contudo, e apesar de “normalmente não se importar de ser vista sozinha em vários processos”, desta vez a situação é diferente e a Rússia realmente está a fazer um esforço para conseguir obter…

Leia mais

A MENTIRA DA SUPREMACIA RACIAL

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, assinalou esta terça-feira o Dia Internacional em Memória das Vítimas da Escravatura ao relembrar figuras da resistência negra e afirmou que a “mentira cruel da supremacia racial” permanece viva. Em comunicado, Guterres relembrou que por detrás de histórias de sofrimento e dor incontáveis, e de histórias de famílias e comunidades despedaçadas, há também histórias inspiradoras de coragem contra a crueldade dos opressores (muitos da própria raça dos oprimidos), tendo destacado figuras como Zumbi dos Palmares no Brasil, ou a rainha Ana Nzinga do…

Leia mais

PRIMEIRO AS “PESSOAS” E SÓ DEPOIS OS PRETOS?

No artigo “Africanos devem protestar contra o racismo incubado de António Guterres”, William Tonet (Director do Folha 8) mostra e demonstra que o Secretário-Geral da ONU deveria ser julgado pelo, no mínimo, crime de inacção na guerra movida pela Rússia contra a Ucrânia. Esse texto deveria, aliás, passar a ser de leitura obrigatória na ONU. Por Orlando Castro Em Outubro de 2016, a manchete do Boletim Oficial do regime de sua majestade o rei de Angola, José Eduardo dos Santos, dizia tudo: “Portugal agradece apoio”. Apoio, neste caso, à escolha…

Leia mais

ANGOLA E MOÇAMBIQUE APOIAM A RÚSSIA

A Assembleia-Geral da ONU aprovou hoje uma resolução que condena a invasão russa da Ucrânia, com o apoio de 141 dos 193 Estados-membros das Nações Unidas. Angola e Moçambique estão do lado de Vladimir Putin, embora escondendo-se atrás da abstenção. O texto “deplora” a agressão russa contra a Ucrânia e “exige” a Moscovo que ponha fim a esta intervenção militar e retire imediatamente e incondicionalmente as suas tropas do país vizinho. A resolução teve apenas cinco votos contra (Rússia, Bielorrússia, Síria, Coreia do Norte e Eritreia) e 35 abstenções, entre…

Leia mais

UMA VERGONHA PARA PORTUGAL, CPLP E ONU

Há muitos, muitos mesmo, exemplos que revelam as razões pelas quais a Guiné-Bissau tende a ser um não-Estado. Em Abril de 2010, o Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA), Zamora Induta, afirmava estar na posse de informações que indicavam a existência de tráfico de droga no arquipélago dos Bijagós. Por sua vez o ex-chefe do Governo, Francisco Fadul, dizia que o Tribunal Penal Internacional devia julgar o actual primeiro-ministro e CEMGFA (Induta) por envolvimento num “golpe de Estado. Resumindo, os guineenses merecem melhores políticos e militares do que…

Leia mais