Melhor governo há 46 anos é o do MPLA…

Mais de 1,3 milhões de pessoas (mesmo que consideradas pelo MPLA como de segunda, ou terceira, categoria) no sudoeste de Angola sofrem de “fome extrema” devido à pior seca dos últimos 40 anos, que deixou campos áridos, pastagens secas e reservas alimentares esgotadas, advertiu hoje o Programa Alimentar Mundial (PAM). Por Orlando Castro (*) Pena é que este organismo da ONU não se preocupe em saber a razão pelo qual o governo (o mesmo há 46 anos) nada faz profilacticamente e se limite a constatar o óbvio, razão pela qual…

Leia mais

Pandemia e golpes de estado por culpa dos… outros

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, disse hoje nas Nações Unidas que a diferença entre países na administração das vacinas contra a Covid-19 é “chocante” e defendeu a liberalização da sua produção e distribuição. “É chocante constatar-se a disparidade existente entre umas nações e outras no que diz respeito à disponibilidade de vacinas, pois essas diferenças permitem, nalguns casos, administrar-se já uma terceira dose, enquanto noutros países, como ocorre em África, a larga maioria não está sequer vacinada com a primeira dose”, disse o chefe do Estado angolano…

Leia mais

Todo o mundo na expectativa

O Presidente da República angolano, João Lourenço, parte hoje para uma missão nos Estados Unidos da América, durante a qual irá participar na Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque. Na mala leva uma enciclopédia de auto-elogios e a prova da sua eficiência governativa, mensurável no (in)sucesso da luta contra a corrupção, na (in)segurança da sua Casa de Segurança, nos 20 milhões de pobres e no êxito da alternância na pasta da Economia – quatro ministros em quatro anos. A etapa inicial do périplo será em Washington, onde será…

Leia mais

Os (bons) conselhos de Angola sobre a RCA

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, encorajou hoje as autoridades centro-africanas a assumirem e liderarem o processo de paz no país, afirmando que se aproximam do fim as diligências regionais, com bons resultados. João Lourenço também presidente em exercício da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), fez em Luanda o discurso de abertura da terceira mini-cimeira da CIRGL sobre a situação política e de segurança na República Centro-Africana (RCA). No encontro participam os Presidentes da República do Congo, Sassou Nguesso, e da RCA, Faustin-Archange Touadéra,…

Leia mais

Quando a força da razão não chega…

A União Africana (UA) condenou o golpe de Estado na Guiné-Conacri, no qual o presidente Alpha Condé foi detido por militares a quem a organização continental exigiu a sua “libertação imediata”. Num comunicado conjunto, o actual presidente da UA, o Chefe de Estado da República Democrática do Congo, Félix Tshisekedi, e o presidente da Comissão da UA, Moussa Faki Mahamat, reprovaram “qualquer tomada de poder pela força”. Ambos os líderes exigiram também a “libertação imediata” de Alpha Conde, e instaram o Conselho de Paz e Segurança e da Organização Pan-africana…

Leia mais

Falar sem nada dizer

O discurso (que transcrevemos na íntegra) proferido pelo Presidente angolano, João Lourenço, certamente também subscrito pelo Presidente do partido no Poder desde 1975, o MPLA, e até mesmo pelo Titular do Poder Executivo, em Nova Iorque (EUA), na reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre a situação na República Centro-Africana (RCA), é uma boa peça de oratória inócua, uma mão cheia de nada, uma linear tese de quem é perito em trocar seis por… meia dúzia. «Permitam-me felicitar o digno Representante Permanente da República da Estónia junto das Nações…

Leia mais

(In)segurança é com ele!

O Presidente de Angola, do MPLA e Titular do Poder Executivo, João Lourenço, desloca-se hoje a Nova Iorque para participar na quarta-feira na sessão especial do Conselho de Segurança das Nações Unidas convocada para avaliar a situação na República Centro Africana (RCA). Enquanto isso (tanto faz se em “lato” ou “stricto sensu”), a segurança na sua própria “casa” continua a mostrar que o rei vai nu. Segundo o secretário do Presidente da República para os Assuntos de Comunicação Institucional e Imprensa (que não integra o generalato da Casa de Segurança),…

Leia mais

Guterres ONU(sto) de “tarefas colossais”

António Guterres tomou hoje posse para um segundo mandato como secretário-geral da Organização das Nações Unidas, declarando-se um “multilateralista devoto” e “português orgulhoso” e voltou a pedir distribuição de vacinas contra a Covid-19 como “prioridade mundial absoluta”. António Guterres, que prestou juramento pela segunda vez em cinco anos à frente de uma organização com 193 Estados-membros, em Nova Iorque, admitiu que existem “tarefas colossais” a que o mundo deve responder unido, com destaque para a prevenção de conflitos e preparação da segurança social em caso de futuras pandemias. Expressando gratidão…

Leia mais

Ontem protectorado, hoje colónia, amanhã nação

A Frente de Libertação do Estado de Cabinda – Forças Armadas de Cabinda (FLEC-FAC) pediu hoje a adesão à Liga Árabe e criticou o “silêncio” europeu face às “políticas repressivas” de Angola, acusando países da CPLP (Portugal é o principal) de cumplicidade com Luanda. Por Orlando Castro “A FLEC-FAC pede a adesão de Cabinda, no seio da Liga Árabe, ao estatuto de membro observador da organização e apela aos 22 países membros da Liga Árabe, bem como ao Rei Salman ben Abdelaziz Al Saoud, da Arábia Saudita, e ao Rei…

Leia mais

E se fossem gozar com o…?

“Finalmente” um português ficou gravemente ferido numa operação de resgate de Palma, vila sob ataque de rebeldes armados desde quarta-feira, junto aos projectos de gás natural de Cabo Delgado, norte de Moçambique. Talvez agora Portugal, a União Europeia, a ONU e a CPLP acordem e deixem de gozar à grande, neste caso, com a chipala dos moçambicanos. Por Orlando Castro (*) O ferido foi encaminhado para Pemba, capital provincial de Cabo Delgado, 250 quilómetros a sul, por via aérea, a partir do aeródromo do recinto do projecto de gás natural,…

Leia mais