Os “cheques” do sheik

A possibilidade de um investimento árabe, mais um, no ramo da hotelaria, na província de Luanda, foi abordada, nesta quarta-feira, entre a governadora, Joana Lina, e o Sheik Ahmed Dalmook Al Maktoum, dos Emirados Árabes Unidos (EAU). Em 19 de Setembro de 2019, Angola e os EAU assinaram, em Luanda, dois memorandos de entendimento no domínio da agricultura, para potenciar o cultivo do milho e soja, bem como a criação de aves. Com a ajuda do Sheik Ahmed Dalmook Al Maktoum, o Governo do MPLA teima em vender-nos mandioca por…

Leia mais

Árabes transformam mandioca em lagosta?

Angola e os Emirados Árabes Unidos (EAU) assinaram hoje, em Luanda, dois memorandos de entendimento no domínio da agricultura, para potenciar o cultivo do milho e soja, bem como a criação de aves. O Governo do MPLA teima em vender-nos mandioca por lagosta como se fossemos todos aquilo que eles acreditam que somos: matumbos. O primeiro memorando tem como foco a criação de uma fábrica de produção de equipamentos de mecanização agrícola, a ser instalada na Zona Especial Económica, (ZEE) no município de Viana, província de Luanda. O segundo visa…

Leia mais

Chineses, japoneses, árabes
e todos os que derem fiado

O Presidente da República viaja sábado para o Qatar, em visita de estado de dois dias. Como exemplo da nossa rejuvenescida democracia, do cada vez mais sólido Estado de Direito e, também, da florescente política de reconciliação nacional, João Lourenço é acompanhado pelo presidente do MPLA e pelo Titular do Poder Executivo… D omingo de manhã, João Lourenço vai encontrar-se com o emir do Qatar, o sheik Tamim Bin Hamad Al-Thani, encabeçando ambos as respectivas delegações às conversações que terminarão com a assinatura de acordos em vários domínios de cooperação.…

Leia mais

Livro de leitura obrigatória

Da minha juventude em Luanda lembro-me de conversas à volta da mesa com os meus amigos, conversas essas entremeadas de discussões de índole política, da independência de Angola que sabíamos ser inevitável, embora as opiniões quanto ao modus operandi de tal processo fossem muito discutidas (antes do 25 de Abril de 1974), de “faits-diverts” e de narrações mais ou menos épicas de familiares de alguns deles que tinham, décadas atrás, calcorreado Angola a comerciar. Por Carlos Pinho (*) Uma das histórias recorrentes era sobre o ódio que o homem negro…

Leia mais

Será desta que a TAAG deixa
a crise aparcada em terra?

O ministro angolano dos Transportes, Ricardo de Abreu, disse hoje que a privatização parcial da companhia aérea de Angola TAAG estará concluída ainda este ano e assegurou que as ligações aéreas com Cabo Verde serão retomadas em Abril. Em declarações à Lusa, à margem do lançamento da extensão da “Operação Transparência para a Costa Atlântica de Angola”, Ricardo de Abreu admitiu, por outro lado, que a renovação da frota da companhia aérea de bandeira prevê a aquisição de aviões Boeing 737 MAX8, mas que espera que, até 2022 ou 2023,…

Leia mais

Que tal apostar no fabrico
de pentes para… carecas?

O Presidente angolano apelou a empresários dos Emirados Árabes Unidos (EAU) para investirem “sem medo” em Angola, “país de grandes oportunidades” e que, em pouco tempo, “criou um ambiente de negócios favorável”. Terá criado, igualmente, todas as condições para que sejamos entendidos como um país rico que em vez de riqueza gera ricos, gera milhões de pobres, mas que tanto aceita comprar agora um sistema de dessalinização como, em tempos, aceitou comprar limpa-neves para Luanda. João Lourenço respondia a questões colocadas num painel sobre o Futuro e Desenvolvimento de África…

Leia mais

Sodiam correu com Isabel e agora afasta-se dos árabes

A empresa pública angolana Sodiam, responsável pela comercialização dos diamantes do país, anunciou hoje que cessou o contrato de compra e venda de diamantes brutos com a Odyssey Holding, empresa com sede nos Emirados Árabes Unidos, alegando os prejuízos gerados. Em comunicado distribuído à imprensa, a administração da Sodiam refere que notificou o representante legal da empresa Odyssey Holding desta decisão, acrescentando que o contrato envolveu a contracção de “empréstimos bancários para financiar operações no exterior”, que, “até ao presente momento, apenas originaram a declaração de prejuízos, anulando a expectativa…

Leia mais

Como em quase tudo,
gestão do MPLA põe TAAG
às portas do colapso

O Presidente angolano, João Lourenço, alertou hoje para o sobredimensionamento da mão-de-obra ao serviço da TAAG, a companhia aérea de bandeira, pedindo ao novo ministro dos Transportes uma “solução de equilíbrio” entre os interesses do Estado e dos trabalhadores”. João Lourenço discursava no Palácio Presidencial, em Luanda, após dar posse a Ricardo Viegas de Abreu como novo ministro dos Transportes, que sucede a Augusto Tomás, exonerado na quarta-feira pelo Presidente João Lourenço. “Sabemos que a empresa está sobredimensionada em termos de mão-de-obra. Procure encontrar uma solução de equilíbrio que defenda…

Leia mais

O lado Lunar da TAAG

A transportadora aérea angolana TAAG iniciou este ano a sua transformação em ‘Hub’ de tráfego aéreo na África subsaariana, com a chegada ao país, em 2016, de dois aviões Boeing 777-300 ER. Em comunicado, distribuído hoje à imprensa com o balanço do ano que está a terminar, a transportadora refere que a recepção das duas aeronaves de logo curso permitiram à companhia aérea nacional expandir a sua rede de destinos. Para o efeito, os horários foram “radicalmente” alterados, assegurando assim que os voos regionais conectem com os voos internacionais para…

Leia mais

Bestial, besta, bestial…

Faz amanhã cinco anos que Muammar Kadhafi foi assassinado com requintes de malvadez que, contudo, caracterizam o fim de muitos ditadores. Nino Vieira, na Guiné-Bissau, é outro exemplo. Por Orlando Castro Cinco anos depois são cada vez mais os líbios que mostram ter saudades de uma Líbia governada com mão de ferro por Muammar Kadhafi, e dizem mesmo que a vida era melhor. Tudo porque o caos tomou conta do país. Os líbios, sobretudo as gerações mais velhas, preferiam ser escravos de barriga vazia do que livres com ela vazia.…

Leia mais