E Zé Maria pergunta: “Então senhor Luaty, está bom?”

O activista Luaty Beirão, que fez parte do processo conhecido como “15+2”, manifestou-se hoje “altamente surpreso” ao ser cumprimentado, no Supremo Tribunal Militar, pelo ex-chefe do Serviço de Inteligência e Segurança Militar (SISM) de Angola, general “Zé Maria”. António José Maria começou a ser julgado, no dia 11 deste mês, pelos crimes de insubordinação e extravio de documentos, aparelhos ou objectos contendo informações de carácter militar, mais concretamente sobre a Batalha do Cuito Cuanavale, que ocorreu na província angolana do Cuando Cubango, em 1988. Nessa batalha, as FAPLA/MPLA, com o…

Leia mais

Policia angolana prende activistas por encomenda

O activista e advogado Arão Tempo considerou hoje que as detenções que se fazem em Cabinda têm origem “em encomendas” feitas a partir de Luanda, à margem da lei e dos procedimentos que definem a administração da justiça. Em entrevista à agência Lusa, em Luanda, Arão Tempo salientou que quando as autoridades cabindesas recebem uma ordem para executar, “os órgãos de Justiça inclinam-se” e dão-lhe sequência. “Até este momento, há encomendas. As prisões em Cabinda são encomendas. Quando se recebe uma ordem para executar em Cabinda, mesmo os órgãos da…

Leia mais

Placebos (já) fazem efeito

O agora semi-activista Luaty Beirão assinalou que Angola tem “muito caminho a palmilhar” em áreas como a justiça ou a liberdade de imprensa, mas considerou “revigorante” que as pessoas já sejam ouvidas. A conversão está a caminho e, mesmo tendo apenas tomado uns comprimidos de marca branca, o “doente” já se sente melhor. O placebo de João Lourenço já está a desencadear reacções psicológicas nos pacientes. Em declarações à Lusa, à margem do encontro “Resistências Pacíficas: o Valor da Liberdade”, organizado pela câmara municipal de Almada, no âmbito das comemorações…

Leia mais

Ajudemos o Nicolas

Os amigos e colegas do activista cívico Fernando António Tomás, mais conhecido por “Nicolas o Radical”, lançam um dramático apelo, ao qual o Folha 8 se junta solidariamente, para que seja prestada ajuda a este compatriota que vive momentos dramáticos: «S abemos que constituímos um povo generoso e solidário. Muitos de nós, temos ajudado várias pessoas que nem sequer conhecemos pessoalmente, em inúmeras situações, metendo sempre em primeiro lugar os interesses do nosso próximo. Neste momento estamos a necessitar de ajuda urgente para um companheiro de luta, o nosso irmão,…

Leia mais

“Se eu te pegar tu morre desgraçado”

Caras feministas, cordiais saudações. Escrevo esta Nota de Repúdio sobre a maneira em que está a ser feita a censura pública contra o jovem activista cívico angolano, Manuel Chivonde Baptista Nito Alves. Por Pedrowski Teca Vejo com bastante preocupação, pessoas que se afirmam Defensoras de Direitos Humanos, sobre tudo as que supostamente lutam contra práticas que visam diminuir ou degradar a dignidade das Mulheres, optem imediatamente pelo extremismo na resolução de conflitos, ignorando as regras basilares do diálogo e repúdio em fóruns próprios, principalmente quando as partes envolvidas são amigas,…

Leia mais

Activista Magno “amnistiado” pela PGR

António Diogo de Santana Domingos, mais conhecido como Magno Domingos, foi hoje informado pela procuradora da esquadra da Marginal de Luanda, onde se apresentava regularmente para assinar o termo de identidade e residência, que está amnistiado nos termos da lei 25/10 (lei da amnistia). A informação foi dada na tarde desta quarta-feira quando o activista se apresentou na esquadra para mais uma vez confirmar a sua permanência no país. Sem entregar qualquer documento, a procuradora expressou verbalmente a Magno Domingos que o processo instaurado contra o mesmo se enquadra nos…

Leia mais

Activistas exigem liberdade para Magno

Mais de 30 activistas angolanos subscreveram um “manifesto de solidariedade” onde exigem a libertação incondicional do activista António Domingos «Magno». No referido documento, os subscritores afirmam que a situação que o activista Magno enfrenta “é mais uma prova de que a justiça angolana não é autónoma, mas sim dependente do poder político”. Classificando o activista como “mais uma vítima dos abusos da Procuradoria-Geral da República de Angola”, lê-se no manifesto enviado ao F8 que a obrigação de se apresentar de 15 em 15 dias na secretaria da Procuradoria-Geral da República…

Leia mais

Activista exige ao PGR fim da violência

Magno Domingos, como é mais conhecido o activista António Diogo de Santana Domingos, endereçou uma carta ao Procurador-Geral da República General, João Maria de Sousa, a solicitar, sem meias palavras, que “faça imediatamente cessar esta violência” de que tem sido alvo desde Outubro de 2015, altura em que foi detido. Colocado em liberdade em Novembro de 2015, Magno Domingos ficou 22 dias preso na comarca de Viana após ser detido por agentes do Serviço de Inteligência e Segurança de Estado (SINSE) quando se dirigia à Assembleia Nacional para ouvir a…

Leia mais

Dago em Liberdade

Francisco Gomes ‘Dago Nível Intelecto’, o jovem que cumpria pena de prisão desde Março, por ter gritado no tribunal de Luanda que o mediático julgamento de outros 17 activistas era o que todos sabemos que era, foi, uma “palhaçada”, foi hoje libertado, após oito meses de cadeia. “S e fosse hoje voltaria a gritar alto e bom som. E até acrescentaria outras coisas. Porque aquilo não era motivo para eu ser preso, foi um momento de liberdade de expressão”, afirmou Francisco Gomes ‘Dago Nível Intelecto’, em declarações à Lusa, em…

Leia mais

País dominado por bandidos

Na sequência das entrevistas sobre o mediático processo dos 15+2, cabe agora a vez a Benedito Jeremias Dali “Dito” que, como activista atento, analisa a situação do país e conta as circunstâncias que culminaram com a sua detenção em 2015. Por Antunes Zongo e Dionísio Halata Folha 8 – Quem é o Benedito Jeremias Dali, conhecido por Dito? Benedito Jeremias Dali – Sou um jovem, natural da região leste do país. Estudante e funcionário público, colocado na Direcção Provincial da Geologia e Minas, na Lunda Sul, onde também sou professor.…

Leia mais