Para ti, irmão Luaty

Se o ‘rap’ é uma expressão musical dos jovens indignados de Luanda, também hoje em Lisboa o poeta ‘rapper’ Bruce G cantou rimas contra o regime angolano, na manifestação de solidariedade e pela libertação dos 15 presos políticos angolanos. B ruce G, 30 anos, luso-angolano, “cantou pela liberdade” no final da vigília que juntou centenas de pessoas no Rossio, em Lisboa, em solidariedade com os 15 jovens detidos em Luanda desde Junho e acusados de tentativa de golpe de Estado em Angola. De boné de pala e óculos escuros, cantou…

Leia mais

Igreja quer apenas a verdade. Polícia mete os pés pelas mãos

A Arquidiocese de Luanda aguarda por informações do superior hierárquico da igreja de São Domingos para se pronunciar sobre a invasão do tempo pela Polícia Nacional do regime, na sequência de uma vigília a favor dos 15 jovens activistas detidos. S egundo o porta-voz da Arquidiocese de Luanda, padre António Bengui, foi já solicitada aos padres daquela igreja uma informação sobre o que terá ocorrido, na segunda-feira, ao fim do dia naquele local. Em causa estão alguns populares, de várias idades, incluindo jovens activistas que reclamam a libertação do grupo…

Leia mais

Em Portugal, pela liberdade

Mais de duas centenas de pessoas manifestaram-se hoje defronte do gabinete do Parlamento Europeu em Lisboa, manifestando solidariedade e exigindo liberdade para os presos de consciência detidos em Luanda desde Julho. “N ão à repressão em Angola” e “Liberdade Já” são algumas palavras de ordem escritas em cartazes empunhados pelos manifestantes, que se encontram concentrados no Largo Jean Monet e que depois se vão deslocar para o Rossio, onde vão iniciar uma vigília de solidariedade com os presos de consciência. Presentes na manifestação encontram-se muitos jovens angolanos e portugueses, além…

Leia mais

Polícias afinal iam… rezar!

A polícia do regime diz que abriu um inquérito para investigar acusações de que agentes daquela força irromperam, segunda-feira, pelo interior de uma igreja de Luanda onde se concentravam populares que pedem a libertação de 15 activistas detidos desde Junho. A informação foi avançada pelo porta-voz do comando provincial de Luanda da Polícia do regime, inspector-chefe Mateus Rodrigues, e surge, explicou, após “denúncias públicas”, nomeadamente nas redes sociais, sobre a entrada de agentes policiais na igreja de São Domingos, na capital angolana, “para prenderem” pessoas no seu interior. Ao que…

Leia mais

Polícia invade Igreja de São Domingos

Ao fim da tarde, a Polícia do regime invadiu a Igreja de São Domingos (situada na estrada de Catete junto à Vila Alice), interrompeu a missa e prendeu vários dos presentes que levou para local incerto. O pároco que presidia à missa, Padre Teka, tentou fugir mas foi preso. Dezenas de crentes que assistiam à homilia fugiram, alguns com ferimentos diversos. Notícia em actualização

Leia mais

Vigília “mobiliza” polícias, cães e canhões de água

Mateus André, o comandante da Polícia do regime, oficialmente baptizada como Polícia Nacional, cumpre ordens (que só podem ser do Chefe do Governo, por sinal também Presidente da República) e mobilizou para a igreja da Sagrada Família, em Luanda, forças capazes de aniquilar o perigoso “inimigo”. Por Orlando Castro A ssim, também lá estiveram a Polícia de Intervenção Rápida, brigadas caninas e canhões de água. Era preciso não subestimar o poderio desse perigoso “inimigo” que estava munido – e daí se compreender os cuidados policiais – com velas, rezava e…

Leia mais

Polícia impede vigília

A Polícia do regime está, a esta hora, a impedir que se realize uma vigília em Luanda, junto à igreja da Sagrada Família, para pedir a libertações dos jovens activistas, nomeadamente de Luaty Beirão que, apesar de internado no hospital-prisão de São Paulo, continua em risco de vida. V árias viaturas policiais cercaram a igreja da Sagrada Família, estão a impedir a entrada de quem quer integrar a vigília e forçam o pároco a expulsar os que já estão no templo. Perante a recusado sacerdote em expulsar da Casa de…

Leia mais

Vigília das mães dos presos políticos no aniversário do Presidente

Um grupo de mães, irmãs e esposas dos 15 presos políticos informou hoje, através de uma carta, o governador provincial de Luanda (GPL), Graciano Domingos, sobre a manifestação e vigília que se realizará a 28 de Agosto próximo, para exigir a libertação dos seus familiares. Por Rafael Marques de Morais MakaAngola A s famílias explicam que a iniciativa resulta “do espírito de solidariedade para com os seus filhos, esposos, irmãos, parentes e amigos” e que pretendem “manifestar o seu sentimento de inconsolável tristeza e vazio”. Segundo a carta – a…

Leia mais