(Não) basta pescar. Peixe e incompetência não faltam

Trinta e cinco mil toneladas de pescado diverso (sobretudo sardinha) foram capturadas no primeiro semestre de 2019 na província de Benguela, contra as 26.600 de igual período do ano transacto, uma evolução de 24 por cento, revela a Angop, citando o chefe de departamento do Gabinete Provincial das Pescas, Francisco Morais. Francisco Morais deu a conhecer que, com uma orla de quase 200 quilómetros de extensão, equivalentes a 105 milhas náuticas, a província está servida por uma frota composta por 25 embarcações industriais e 2.044 do tipo artesanal. As unidades…

Leia mais

O espelho da navegação à vista no gás e no petróleo

Os contratos de concessão dos dez blocos petrolíferos nas bacias do Namibe e Benguela vão permitir aos operadores explorar o gás natural encontrado, afirmou hoje em Londres a administradora da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG), Natacha Massano. “O s novos contratos vão permitir aos operadores explorar o gás encontrado”, afirmou aos jornalistas, à margem de uma apresentação a potenciais investidores das concessões, que deverão começar a receber propostas de exploração em Outubro. Até à entrada em vigor do decreto 7/18 publicado em Maio do ano passado, todo…

Leia mais

Abram alas a sua excelsa majestade o rei petróleo

Certamente para apostar na diversificação económica, o verdadeiro “calcanhar de Aquiles” de Angola, o Governo admite vir a lançar concessões petrolíferas extraordinárias, desde que “devidamente fundamentadas”, disse hoje o ministro dos Petróleos, Diamantino Pedro Azevedo, reafirmando o compromisso do executivo com o aumento da produção de hidrocarbonetos. Diamantino Pedro Azevedo, que falava em Luanda na abertura da licitação das concessões petrolíferas das bacias de Benguela e do Namibe, assinalou que a estratégia governamental para o sector prevê a possibilidade de “lançar extraordinariamente” licitações não constantes do calendário previamente definido. Terão…

Leia mais

Operários (quem diria?) desesperam na pobreza

Mais de 1.700 ex-operários dispensados sem indemnizações e salários, à procura de reforma, são vistos como um ‘’fardo pesado’’ para o sector da indústria na província de Benguela, incapaz de solucionar o problema, escreve a VoA, acrescentando que de acordo com o Sindicato da Indústria, a falência de empresas atirou para o desemprego várias centenas de cidadãos, que se queixam de falta de condições financeiras para o sustento das suas famílias. A Califórnia recusou convite… Os casos da África Têxtil e da Lusalite e Previdente de Angola (Lupral), saltam à…

Leia mais

D. António Jaca “defende” direito popular à revolta

O Bispo da Diocese de Benguela, Dom António Jaca, apelou hoje, no Caxito, província do Bengo, à moralização da sociedade, evitando práticas como, roubo, corrupção e ao esbanjamento do erário público. Pelos “ingrediente” o prelado estava a referir-se ao prato que nos tem sido servido nos últimos 44 anos pelo MPLA. O prelado católico falava na homilia que marcou o encerramento da 12ª peregrinação ao Santuário de Santa Ana do Caxito, que decorreu sob o lema “Com Santa Ana, celebremos todos a Fé”. Dom Jaca, que é também administrador apostólico…

Leia mais

Turismo sobre carris

Angola recebe dentro de uma semana o primeiro comboio turístico, proveniente de Dar Es Salaam, Tanzânia, que traz ao país mais de 100 turistas estrangeiros para uma estada de oito dias, num itinerário promovido pela sul-africana Rovos Rail. Esta actividade foi hoje anunciada em conferência de imprensa pela coordenadora da Benguela Turismo, Rebeca Barreiros, e responsáveis do Ministério da Hotelaria e Turismo de Angola. O comboio chega a Angola, entrando pela fronteira do Luau, província do Moxico, no dia 26 de Julho, com 53 turistas norte-americanos, suíços, australianos, belgas, neozelandeses,…

Leia mais

Se ao menos Benguela fosse
ali perto, em Moçambique…

Mostrando uma rara perspicácia, a ministra da Saúde de Angola admitiu esta segunda-feira que as chuvas abundantes que caem na província de Benguela, que causaram pelo menos 16 mortos, podem originar “novos casos de malária”, mas garantiu que a “situação sanitária está controlada”. “D o ponto de vista da saúde, em Benguela, e da assistência médica e medicamentosa, estamos a cumprir o nosso papel e em termos de saúde a situação está controlada. Acreditamos que tenhamos mais casos de malária”, disse Sílvia Lutucuta, em Luanda. Quanto a eventuais e atempadas…

Leia mais

Voos directos entre Lisboa
e Califórnia via Catumbela

Em Benguela, na pré-campanha eleitoral (acto simbólico para fingir que em Angola existe uma democracia de facto), João Lourenço afirmou que o governador provincial, Rui Falcão, é obrigado a ‘’transformar a região numa Califórnia em Angola’’, capaz de mexer com a economia e gerar empregos. Isto porque João Lourenço considerava que o agro-negócio, a pesca, a indústria e o turismo podem elevar Benguela à categoria de uma região norte-americana, a Califórnia. Entretanto ficou a saber-se que Lisboa e Benguela poderão vir a ter um voos directo em 2020, dependendo da…

Leia mais

Homem do leme, maquinista
e tudo o que for populismo

A popularidade do chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa, em Angola foi hoje levada ao (mais um) extremo na Catumbela, na província de Benguela, com vários populares a chamarem-lhe Presidente de uma “Portangola”. E depois não querem que ele diga que a visita foi um momento histórico para Angola, para Portugal e – note-se – para o mundo… “S em ofender João Lourenço”, o chefe de Estado angolano, disse à Lusa um grupo de populares no recentemente elevado a município da Catumbela, onde as autoridades locais indicaram estarem…

Leia mais

Faltou a medicação?

O Presidente português considerou hoje que os “eles” que não acreditavam que Portugal e Angola chegassem ao nível de excelência, e que sempre o manifestaram na “sombra”, estavam “errados”, face ao patamar do actual momento das relações bilaterais. Quem são os “eles”? Marcelo Rebelo de Sousa não diz. Não estará, com certeza, a falar dos seus comparsas políticos de Portugal pois esses, desde há muito, estão em sintonia servil com o MPLA, partido que governa Angola desde 1975 e que sempre pagou bem aos seus sipaios. Estará a falar de…

Leia mais