Derrotados? Sim, é claro.
Mas com a barriga cheia!

A UNITA exigiu hoje a anulação do concurso para a quarta operadora de telecomunicações em Angola, acusando o ministro da tutela de ter alterado as regras de procedimentos, indicou hoje o grupo parlamentar do partido da oposição angolana. Tudo normal, portanto. Ou seja, o MPLA faz o que quer e a Oposição vai dizendo o que o MPLA deixa que diga. Num comunicado, o grupo parlamentar da UNITA, maior partido da oposição tolerada, exige também a responsabilização do ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha, e…

Leia mais

Sociedade civil reage à “situação grave” do país

A sociedade civil angolana, representada nos seus diversos estratos, diante da situação grave em que o país se encontra, face à divulgação dos resultados eleitorais, constata e toma a seguinte posição: “1.Não houve o cumprimento da Lei na fase de contagem, escrutínio, apuramento e divulgação dos resultados pela CNE, pelo que, houve a violação dos articulados 124-136 da LOEG (Lei Orgânica das Eleições Gerais). 2. O facto acima expresso foi confirmado por sete comissários nacionais da CNE. 3. Os partidos da oposição reafirmam, com dados probatórios, a discrepância entre os…

Leia mais

Os bestiais e as bestas,
as bestas e os bestiais

O governo que temos há 42 anos, como mandam os manuais (mais hoje do que ontem, é certo), garante de forma categórica a lisura e a transparência nas próximas eleições de Agosto em Angola. Como árbitro, jogador, dono da bola e do campo e, ainda, com poder para escolher como alinha a equipa adversária, o MPLA pode garantir tudo o que bem entender. Pode até, como no passado, estabelecer o resultado final antes de o jogo começar. Por Orlando Castro Esta realidade, visível até por quem for cego, é legitimada…

Leia mais

Senhores da oposição. E agora? Mais do mesmo?

Os quatro partidos da oposição, com assento parlamentar, nomeadamente, UNITA, CASA-CE, PRS e FNLA vieram a terreiro e bem, pela primeira vez, em tempo recorde e antecipadamente, no dia 6 de Maio (um sábado) denunciar, reconheça-se a honestidade da CNE (Comissão Nacional Eleitoral), face à postura “parcial/partidocrata”, na defesa da lei da batota, na lógica da batata, para manutenção do MPLA, no poder. Estes partidos, questionam e denunciam a monstruosa mentira, mais uma, da CNE (superior e macabramente, dirigida pelo juiz Silva Neto, acusado de ser militante confesso do MPLA),…

Leia mais

Somos um país governado por ladrões e corruptos?

O autóctone angolano, de todas as latitudes, raças e credos religiosos, tem sido, para desgraça colectiva, confrontado com a tese de estar a ser governado por corruptos e ladrões, que açambarcam e privatizaram o Estado, uma mancha para os visados como, também, directa ou indirectamente, atingindo a honra dos honestos e dignos trabalhadores. Por William Tonet Verdade ou mentira, tudo incrimina. Esta lógica é tão velha, como actual, porquanto a minoria milionária e bilionária, engorda com o minguar dos cofres públicos, dolosamente pilhados, pela gang, com identidade partidocrata, que se…

Leia mais

Portugal é o “offshore” privativo do rei de Angola

O regime de sua majestade o rei de Angola ainda não declarou “guerra” a Portugal para defender a honra da sua mais emblemática filha, Isabel dos Santos, mas não tardará a fazê-lo. E tem legitimidade para o fazer. Por Norberto Hossi Como aqui se escreveu há minutos, em Luanda o regime continua com uma espinha, enorme por sinal, entalada na garganta. Não aceita que o Banco de Portugal se tenha negado a dar o registo de idoneidade a Isabel dos Santos para exercer funções na administração do BIC Portugal, onde…

Leia mais

Regime avisa a Europa: Ou têm juizinho ou levam no focinho

A diplomacia angolana (ou seja o MPLA, ou seja o Governo, ou seja o Presidente da República, ou seja José Eduardo dos Santos) avisou hoje os diplomatas da União Europeia (UE) acreditados em Luanda que não volta a aceitar “ingerências” nos assuntos internos. Isto é, o regime de José Eduardo dos Santos classifica a recente declaração daqueles embaixadores sobre a condenação de 17 activistas como uma atitude “inamistosa”. Assim sendo, cuidem-se. Os diplomatas europeus conhecem a voracidade dos jacarés do MPLA. A posição oficial do regime foi assumida pelo secretário…

Leia mais

BD e GAPPA reagem às condenações

O Bloco Democrático e o GAPPA-Grupo de Apoio aos Presos Políticos Angolanos, reagiram de forma violenta às condenações dos jovens activistas. Reflectem, aliás, o sentimento generalizados dos angolanos de bem. “Foi com grande atenção que o Bloco Democrático (BD), recebeu pela imprensa e pelas redes de activistas a informação de que hoje terão sido condenados os vários activistas cívicos do Caso ou Processo dos 15+Duas, sem esquecer a condenação já com Dr. Mavungo em Cabinda. Este resultado já era de esperar baseando-nos na experiência e nos sinais que estavam a…

Leia mais

Nosso tempo

Viro a ampulheta, resta uma hora de vida. Uma hora para o segredo do tempo. Cada grão, uma atitude. Cada acto, uma deidade. Em 60 minutos é impossível mudar o mundo, mas é possível fazer muito. Por Gabriel Bocorny Guidotti Jornalista e escritor Porto Alegre – Brasil V ocê pode se ajudar lutando para fazer o melhor. O melhor em direcção ao futuro. Voltar é impossível e tudo que aconteceu, aconteceu. O passado congelou para nunca mais retornar ao seu estado líquido. O tempo é implacável. Ele conspurca, deteriora, castiga,…

Leia mais

Tapar o Sol com uma peneira

O líder da bancada parlamentar da UNITA, Raúl Danda, afirmou hoje que o discurso sobre o Estado da Nação não apresentou soluções para a grave situação de crise económica que o país vive. R aúl Danda reagia ao discurso sobre o Estado da Nação, lido pelo vice-Presidente da República, Manuel Vicente, no arranque o novo ano parlamentar, em nome do Presidente, José Eduardo dos Santos, que oficialmente sofreu uma “indisposição”, conforme anunciado momentos antes da sessão solene. Segundo o líder da bancada parlamentar do UNITA, o maior partido da oposição,…

Leia mais