Implodir ou decapitar, eis a questão

A UNITA, o maior partido na oposição que o MPLA ainda (não se sabe por quanto tempo) permite, denunciou hoje um “plano macabro de implosão do partido, orquestrado pelo regime” e considerou que a proposta de alteração à Lei Orgânica das Eleições Gerais, iniciativa do MPLA (poder há quase 46 anos), “retira credibilidade” ao processo eleitoral. Num comunicado hoje divulgado, o comité permanente da Comissão Política da UNITA, denunciou um alegado “plano macabro de implosão da UNITA, orquestrado pelo regime, através do aliciamento dos seus quadros”. É claro que, se…

Leia mais

Néscios querem sangue

O MPLA (partido que “só” está no poder em Angola desde 1975) está a viver o seu estertor (momento que antecede a morte, agonia) político de domínio absoluto, de único partido numa “democracia” de vários partidos. O seu órgão oficial (Jornal de Angola) é a prova provada disso. Por Orlando Castro Quando foi publicado o livro “Agostinho Neto – O Perfil de um Ditador – A História do MPLA em Carne Viva”, do historiador luso-angolano Carlos Pacheco, o MPLA disse: “A República de Angola está a ser vítima, mais uma…

Leia mais

O amigo (americano) do MPLA

A extrema-direita europeia congratulou-se, em 2016, com a vitória do republicano Donald Trump nas eleições presidenciais dos Estados Unidos da América. O MPLA ficou contente. Ele era o “amigo americano” a quem o MPLA pagou a organização de um concurso de Miss Universo. Recordemos o que o Folha 8 escreveu no dia 9 de Novembro de 2016 com o título “E a trampa venceu”: «Líderes de partidos de extrema-direita de França, Reino Unido, Rússia, Holanda, Itália, Alemanha e Áustria e os neonazis da Grécia já manifestaram o seu agrado com…

Leia mais

A luta continua?

Martin Luther King terá dito que “O que me preocupa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons”. “Terá dito”? Sim. Ao que parece, os peritos do MPLA (especialistas do mais reputado gabarito internacional) estão prestes a provar, comprovar e decretar que o verdadeiro autor dessa frase é António Agostinho Neto. Martin Luther King terá dito, isso sim, “não vamos perder tempo com julgamentos”… Regressemos ao mundo real. Luaty Beirão é (há quem corrija dizendo que… foi) um marco na luta pela democracia real em Angola. Provavelmente…

Leia mais

No Cuito Cuanavale só a derrota do MPLA foi certa

Ao trazer a questão da batalha do Cuito Cuanavale para o epicentro do seu julgamento, o general Zé Maria ressuscitou velhos fantasmas que, para além de porem os dirigentes do MPLA em pânico, já demonstraram que a História desta batalha não é a que oficialmente nos é contada pela cartilha oficial. Só por isso valeu a pena. Por Orlando Castro O Governo angolano que está no poder desde 1975 continua a fazer de todos nós uns matumbos e, por isso, teima em mandar enxurradas de mentiras contra a nossa chipala.…

Leia mais

23 de Março

O Ministro das “Ralações” Exteriores da Re(i)pública da Angola do MPLA, Manuel Augusto, anunciou que o nosso país irá receber a visita de vários presidentes da África Austral, para celebrar o “dia da libertação africana”. Esta iniciativa visa comemorar a “grande vitória na Batalha do Coito-Carnaval”, dia 23 de Março. Por Domingos Kambunji A História diz-nos que alguns dias após esse dia em que o MPLA anunciou a “grande vitória na Batalha do Coito-Carnaval, as FAPLAs levaram um enorme arraial de pancadaria na batalha que designaram por “Assalto Final”, quando…

Leia mais

Derrotados? Sim, é claro.
Mas com a barriga cheia!

A UNITA exigiu hoje a anulação do concurso para a quarta operadora de telecomunicações em Angola, acusando o ministro da tutela de ter alterado as regras de procedimentos, indicou hoje o grupo parlamentar do partido da oposição angolana. Tudo normal, portanto. Ou seja, o MPLA faz o que quer e a Oposição vai dizendo o que o MPLA deixa que diga. Num comunicado, o grupo parlamentar da UNITA, maior partido da oposição tolerada, exige também a responsabilização do ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha, e…

Leia mais

CASA-CE rende-se e fala de desforra (talvez) em 2022

O líder da CASA-CE, Abel Chivukuvuku, admitiu hoje, em Luanda, a possibilidade de não ser deputado, “apesar de eleito”, afirmando que vai continuar “a servir Angola, fora do parlamento”. Quanto ao resto? O esperado. Comer e calar, não vá o MPLA zangar-se… A posição foi hoje expressa por Abel Chivukuvuku no final da III reunião ordinária do Conselho Deliberativo Nacional, na qual foi produzida uma declaração sobre as eleições gerais angolanas, onde a coligação se recusa a aceitar os resultados “ditados pela CNE (Comissão Nacional Eleitoral) em razão de os…

Leia mais

MPLA (pois claro!) reedita
tese do regresso à guerra

O cabeça-de-lista da UNITA às eleições gerais angolanas de quarta-feira, Isaías Samakuva, acusou hoje o MPLA de usar militares para intimidar os eleitores das aldeias, ao “espalharem a mentira” de que se votarem na UNITA regressará a guerra. É uma antiga estratégia que, como deu bons frutos para o regime, volta a ser reeditada. “P or toda Angola estão a dizer-vos que se votarem na UNITA vai haver guerra. Há grupos, ora de militares ora de civis, a andar pelas aldeias a intimidar o povo. Quem quer fazer mais guerra…

Leia mais

“Vão à merda!”

Cadeia? Tentem. Será um grande grito de liberdade. Se acharem que já só funciona a bala, então primam o gatilho e desencadearão o maior grito de liberdade. Saqueiam o país e esperam ser adorados ou bajulados pela população? Querem continuar a exigir silêncio sobre os vossos crimes? A minha resposta é simples: vão à merda! Por Rafael Marques de Morais (*) O regime do MPLA estremeceu com a publicação no Maka Angola dos resultados da sondagem eleitoral. Esbaforido, logo recorreu ao seu megafone de serviço, a Televisão Pública de Angola…

Leia mais