Revelem-se já os resultados das eleições que ainda estão por realizar

Em Angola haverá eleições (autárquicas e outras) apenas quando o MPLA quiser, mesmo que o país pense de outra forma. A cada dia que passa, João Lourenço e a sua máquina de guerra (o MPLA) mostram que, tal como no tempo de José Eduardo dos Santos, filho de jacaré é jacaré. Ao contrário do que prometera, o Presidente mostrou que não há jacarés vegetarianos. Os angolanos começam a ver que o MPLA não é (nunca foi) uma solução para o problema. É, isso sim, um problema para a solução. Não…

Leia mais

Isabel dos Santos eleita para o CA da Unitel

Isabel dos Santos foi hoje reeleita por unanimidade para o Conselho de Administração da operadora angolana Unitel, para o período 2019/21, entrando a equipa em funções até 6 de Maio próximo, indica um comunicado da assessoria da empresária. Segundo o documento, a decisão foi tomada na Assembleia-Geral da operadora de telecomunicações angolana, que decorreu ao longo de todo o dia de hoje em Talatona, a sul de Luanda, em que estiveram presentes os representantes dos quatro accionistas que detêm a totalidade do capital social da empresa. No comunicado é indicado…

Leia mais

Ao plantar couves a raiz deverá ficar para… baixo

A consultora Economist Intelligence Unit (EIU) considera que a implementação do Orçamento Geral do Estado é um teste à capacidade (supostamente) reformista do Presidente João Lourenço, que tem feito, sobretudo a nível de um vasto caderno de boas intenções, “esforços significativos” para reformar Angola. “D esde que João Lourenço assumiu a presidência, o Governo tem feito esforços significativos para reformar a economia”, escrevem os analistas numa nota sobre o OGE para 2019. No documento, enviado aos investidores, a EIU defende que “a maneira como o Governo executa o orçamento será…

Leia mais

Ao sétimo dia… Luanda tem
(já tem) mais (des)encanto!

A “Operação Resgate” está a decorrer dentro da normalidade e os resultados “são satisfatórios”, disse hoje fonte policial angolana, num balanço dos primeiros sete dias da iniciativa que visa repor a autoridade (é mais correcto falar de repor o autoritarismo) do Estado/MPLA no país. Por não ter sido (ainda) possível repor o sentido de responsabilidade nem resgatar a competência, a conferência de imprensa de balanço começou com mais de duas horas e meio de atraso, o director do Gabinete de Informação e Comunicação Institucional da Polícia Nacional de Angola, comissário…

Leia mais

A obsessão pela prisão

Como ponto de partida adianto que este artigo constitui o início de uma campanha pela abolição da cadeia enquanto instituição carcerária à qual me dedicarei nos próximos anos, com estudos e amostras concretas dos benefícios da extinção. Apresentarei alternativas existentes e funcionais, bem como propostas inéditas. Sei que poderei não ver concretizado esse propósito, mas é um pequeno passo. Por Sedrick de Carvalho Em 2014, fazia o quarto ano do curso de Direito, apresentei a alguns professores o tema que queria desenvolver em tese de licenciatura, e dois disseram-me que…

Leia mais

SIC promete tolerância zero ao crime organizado

O crime organizado em Angola, sobretudo o tráfico de armas, drogas e de seres humanos, registou uma “ligeira subida”, revelou hoje o Serviço de Investigação Criminal (SIC) angolano, aludindo a dados do segundo trimestre de 2018. A informação foi adiantada pelo director geral do SIC, Eugénio Alexandre, à margem do 4.º Conselho Consultivo Alargado deste órgão afecto ao Ministério do Interior que, sem avançar números, se manifestou preocupado com a situação que espera “reverter”. “Não podemos falar em números, podemos falar apenas em percentagem, pois há casos que subiram apenas…

Leia mais

Filomeno o bom, Isabel a má

O Fundo Soberano de Angola (FSDEA) anunciou hoje uma previsão de 40,5 milhões de dólares (34,1 milhões de euros) de lucro no terceiro trimestre de 2017, com activos totais avaliados em 5.030 milhões de dólares (4.237 milhões de euros). Enquanto isso, a Sonangol continua com Isabel dos Santos na linha de fogo. Segundo o anúncio feito pela instituição, em comunicado, os resultados provisórios em causa reflectem o estado do portefólio no período de 1 de Julho a 30 de Setembro de 2017. O “desempenho favorável” é justificado com as aplicações…

Leia mais

Tudo na santa paz do MPLA, afirma a CNE, filial do MPLA

A sucursal eleitoral do MPLA (Comissão Nacional Eleitoral – CNE) procedeu hoje à apreciação individual de cada uma das actas dos 18 círculos provinciais eleitorais de Angola, no âmbito do apuramento definitivo, anunciou hoje a porta-voz do órgão. Júlia Ferreira resumia os trabalhos do plenário de hoje, que julgou improcedente (basta vir da Oposição para ter sempre o mesmo veredicto determinado pelo patrão) as duas únicas reclamações, apresentadas pelos partidos políticos nas províncias do Huambo e de Benguela, que ficaram registadas nas respectivas actas de apuramento provincial. Segundo Júlia Ferreira,…

Leia mais

Mulheres exigem repetição das eleições

“Nós somos 16 mulheres pertencente ao Movimento Angolanas Naturais. Vimos por este meio convocar a nação angolana, à participar de uma reunião (protesto), para exigir a impugnação dos resultados eleitorais. Exigimos que a CNE respeite e faça respeitar a lei eleitoral”, afirmam as promotoras numa convocatória para uma manifestação no dia 6 de Setembro, quarta-feira no Largo 1º de Maio pelas 8 horas. Dizem as promotoras que “Angola quer viver uma nova era, e para viver uma nova era é necessário, garantir a separação dos poderes e exigir o respeito…

Leia mais

TC valida tudo (pudera!)
o que a CNE/MPLA quiserem

O Tribunal Constitucional de Angola julgou hoje, como esperado em função da jurisprudência que atribui ao MPLA a verdade absoluta, improcedente o pedido de impugnação apresentado pela CASA-CE, sobre a divulgação dos resultados provisórios das eleições gerais de 23 de Agosto. O acórdão do Tribunal Constitucional conclui que foram observados, pela sucursal eleitoral do MPLA (Comissão Nacional Eleitoral – CNE), “os procedimentos legais e regulamentares devidos para a divulgação dos resultados eleitorais provisórios”. A coligação, na sua reclamação, argumentou que nenhum mandatário das formações políticas da oposição concorrentes às eleições…

Leia mais