PRIMEIRO A SENTENÇA, DEPOIS O JULGAMENTO

A solução tecnológica eleitoral para centro de escrutínio e a versão definitiva do ficheiro informático dos cidadãos maiores, para as eleições angolanas de Agosto próximo, vão ser alvo de “auditoria externa independente”, anunciou hoje o presidente da sucursal do MPLA para as questões eleitorais (CNE). Segundo o presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE), Manuel Pereira da Silva “Manico”, neste momento o órgão encontra-se já em velocidade cruzeiro no processo preparatório para as eleições gerais da segunda quinzena de Agosto, sendo público (e notório) que a oposição política duvida da credibilidade…

Leia mais

DOS 14 MILHÕES DE ELEITORES, 11 MILHÕES SÃO DO… MPLA

Catorze milhões de eleitores estão registados para votar nas próximas eleições gerais em Angola, previstas para Agosto, segundo o ficheiro informático provisório dos cidadãos maiores entregue pelo Governo à sua sucursal, a Comissão Nacional Eleitoral, mas que pode ainda sofrer alterações. Previsivelmente, se a CNE e a Indra fizerem bem o seu trabalho, 11 milhões votarão no MPLA ou no… MPLA. Segundo o ministro da Administração do Território, Marcy Lopes, que fez a entrega do ficheiro ao presidente da CNE, Manuel Pereira da Silva, o processo resulta de uma obrigação…

Leia mais

TESTA-DE-FERRO DO MPLA

A UNITA, maior partido da oposição que o MPLA ainda permite em Angola, diz que vai provar em tribunal que a empresa seleccionada pelo Governo para apoiar o processo eleitoral, a espanhola Indra, “tem antecedentes criminais contra a República de Angola”. O posicionamento da UNITA foi apresentado hoje pelo líder do seu grupo parlamentar, Liberty Chiaka, em conferência de imprensa, lembrando que a Indra foi condenada pelo fisco espanhol a pagar uma multa de três milhões de euros “por facturas que não conseguiu justificar das eleições [gerais angolanas] de 2012”.…

Leia mais

MPLA MANDA A INDRA DIZER QUE É… VIRGEM

A empresa espanhola Indra, que através da sua filial Minsait vai gerir as eleições angolanas previstas para Agosto, rejeitou hoje as acusações de fraude do principal partido da oposição que o MPLA ainda permite em Angola, a UNITA, que anunciou ir impugnar a escolha. A posição foi tomada depois da devida autorização por parte do MPLA. “A proposta da Minsait foi eleita por unanimidade na Comissão Avaliadora da Comissão Nacional Eleitoral de Angola, integrada por representantes de todos os partidos políticos do país, ou seja, o mesmo partido que anuncia…

Leia mais

HIENA DEIXOU DE CHORAR E JÁ CANTA O HINO DO MPLA

A UNITA, o maior partido da oposição que o MPLA (ainda) permite em Angola, anunciou hoje que vai impugnar o concurso público em que a empresa espanhola INDRA foi contratada para gerir o sistema tecnológico das eleições gerais previstas para Agosto e pediu uma audição parlamentar à comissão eleitoral. Segundo o presidente do grupo parlamentar da UNITA, Liberty Chiyaka, a impugnação do concurso promovido pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE) surge porque a “conduta da INDRA tem prejudicado a transparência eleitoral”. “A lei n.º 41/2020 de 23 de Dezembro estabelece princípios…

Leia mais

QUEM INDRA GANHA SEMPRE

A INDRA, a empresa espanhola seleccionada para desenvolver as soluções tecnológicas e logísticas necessárias para a realização das eleições gerais em Angola, previstas para Agosto, garantiu que o processo será conduzido “de forma profissional e transparente”. Ninguém duvida do seu profissionalismo em fazer tudo o que o cliente quer. Quanto à transparência, como é sabido, quem a define é o… cliente. Para bem da to tal profissionalismo e transparência, a INDRA sentiu necessidade de emitir um comunicado que surge depois de a Comissão Nacional Eleitoral de Angola (CNE) – outro…

Leia mais

MPLA, CNE, INDRA… AS SANTAS VIRGENS

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola (uma das emblemáticas sucursais do MPLA) descartou hoje que a escolha da empresa espanhola INDRA para apoiar (o MPLA a vencer) as eleições gerais comprometa a lisura do acto e salientou que o afastamento da outra concorrente se deveu ao incumprimento das regras. O porta-voz da CNE, Lucas Quilundo, falava em conferência de imprensa, após a 2ª reunião extraordinária do órgão, onde foram apresentados os resultados dos concursos públicos lançados no final de 2021, relativos ao transporte da logística eleitoral directa e inversa…

Leia mais

QUEM TEM UMA INDRA E UMA CNE… JÁ GANHOU!

A UNITA anunciou hoje que vai requerer a audição parlamentar do presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) e questionou a escolha da empresa INDRA, velha e querida conhecida (amiga) do MPLA, já condenada em Espanha por comissões ilegais, para organizar a logística das eleições gerais agendadas para Agosto. “Porquê contratar uma empresa conotada com organização de fraudes eleitorais em África e na América Latina? Porquê contratar uma empresa amiga das ditaduras do mundo”, questionou, em conferência de imprensa o presidente do grupo parlamentar da UNITA, Liberty Chiaka, destacando que a…

Leia mais

INDRA entregou o último
lote de material relativo
à grande vitória do MPLA

A empresa espanhola INDRA concluiu hoje a entrega à Comissão Nacional Eleitoral (CNE) das mais de 600 toneladas de “material sensível” para as eleições gerais angolanas de 23 de Agosto, incluindo boletins de voto (supostamente em branco) e actas de votação. O rótulo de “material sensível” é só por si elucidativo. Por Norberto Hossi (*) A entrega do último lote dos ‘kits’ de votação foi feita às primeiras horas de hoje, no aeroporto internacional 4 de Fevereiro, em Luanda, na 15.ª viagem desde Madrid, tendo o material sido recebido pelo…

Leia mais

CNE ignora a Lei e consuma contratação da Indra

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) ignorou as contestações dos partidos políticos da oposição quanto às ilegalidades na contratação da empresa espanhola Indra, tendo recebido hoje (14.6.2017), os primeiros materiais para as eleições gerais de 2017, essencialmente para a formação de todas as pessoas que vão trabalhar nas Assembleias de Voto. Por Pedrowski Teca e Argentina de Almeida O lote de 100 toneladas de carga proveniente de Espanha, consiste em urnas plásticas, boletins de voto e outros equipamentos para a simulação do material a ser usado numa mesa de voto em…

Leia mais