Celso, o injustiçado!

Quando era secretário de Estado da Comunicação Social, Celso Malavoloneke, aconselhou as instituições públicas e privadas a criarem gabinete de comunicação de crise para dar resposta a acontecimentos súbitos, imprevisíveis e negativos que as possam atingir. Se calhar criar também gabinetes de “educação patriótica” não seria má ideia… Por Orlando Castro Celso Malavoloneke falava num fórum sobre “Harmonização da Comunicação Institucional e do Marketing no Sector dos Transportes”, referindo que as instituições ou empresas devem estar preparadas para comunicar atempadamente sobre eventuais situações que belisquem sua imagem, sob pena de…

Leia mais

O encanto da escuridão… potável

Em comunicado, o Grupo Parlamentar da UNITA diz que “tomou conhecimento das recentes denúncias da TVI de Portugal, sobre o alegado envolvimento do Ministro Angolano da Energia e Águas em operações de branqueamento de capitais e tráfico de influência”. “Tais revelações vêm acrescer a lista de outras, várias vezes denunciadas por círculos internos e externos sobre o saque ao erário desencadeado pelos governantes angolanos nos últimos 45 anos de Angola Independente”, lê-se no comunicado. Assim, “o Grupo Parlamentar da UNITA apela aos órgãos de justiça em Angola para que se…

Leia mais

Carnaval do MPLA estagia e “actua” na capital colonial

O ministro da Comunicação Social de Angola, Nuno Caldas Albino “Carnaval”, afirmou hoje à Lusa que o Governo angolano está a estender aos media um “paradigma de transparência” que permite maior democracia no acesso de todos os sectores da sociedade. O anterior ministro, João Melo, está com as orelhas a arder, mas é preciso ter calma. Carnaval é sempre que o MPLA quer e, para azar dos angolanos, quer que seja quase todos os dias. “Não podemos dizer que não ocorra um outro constrangimento em relação a um ou outro…

Leia mais

Nem o populismo escondeu
o nanismo do Sr. Marcelo!

Especialista dos especialistas em tudo, o Presidente português falou hoje sobre a história da colonização de Angola, afirmando ter sido um período que em que houve “uma interlocução, um diálogo”, com “altos e baixos”, que abriu caminho à unidade territorial do Estado angolano. Num discurso na Escola Portuguesa de Luanda, depois de ouvir um grupo de alunos cantar os hinos angolano e português, Marcelo Rebelo de Sousa referiu-se à visita que fez hoje de manhã ao Museu Nacional de História Militar, que tem artefactos do início do tempo colonial, da…

Leia mais

É preciso lembrar o que o MPLA prometeu mas não fez

O Ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social, Manuel Nunes Júnior, é – reconhecidamente – um perito em muitas matérias, sobretudo em economia. Para além de uma formação superior, obrigatória e patriótica, no MPLA (logo em 1976 na JMPLA no Lobito), que lhe deu a tarimba para nos aconselhar a olhar apenas para o que o partido diz e não para o que faz, trata a economia (“lato sensu”) por tu. Vejamos. Entre 1986 e 1991 foi Director da Faculdade de Economia da Universidade Agostinho Neto, em 1998 foi…

Leia mais

JLo amigo, o “danoninho” português está contigo!

“O Presidente da República, João Lourenço, conseguiu popularidade interna e credibilidade internacional, num ano à frente do Estado angolano, reconheceu, este domingo, o comentador português Luís Marques Mendes”, escreve a ANGOP. É caso, segundo os acólitos do MPLA, para afirmar: “Se Marques Mendes o diz…” Por Orlando Castro “A popularidade dá-lhe poder e a credibilidade está a permitir quebrar o isolamento do país no plano internacional”, referiu o analista português, ex-presidente do PSD (partido com enormes afinidades bajuladoras com o MPLA), no seu espaço no canal da televisão portuguesa SIC.…

Leia mais

Mais valia estarem calados

O Governo de João Lourenço está, de forma acelerada, a descobrir (quase todos os dias) a pólvora, pondo todo o mundo de olhos em Angola e os melhores especialistas internacionais a perguntar: “Como é que não nos lembrámos disto?” É mesmo um raro, talvez único, caso de sucesso dos altíssimos quadros do MPLA… Um dos mais emblemáticos exemplos foi recentemente protagonizado pelo ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Frederico Cardoso, para quem “o sucesso da estratégia para diversificação da economia e o fomento das…

Leia mais

FMI tem receitas para todos os gostos e feitios

O director para África do Fundo Monetário Internacional, Abebe Selassie, manteve hoje um encontro com o ministro das Finanças de Angola, Archer Mangueira, com o qual abordou os novos desafios da economia angolana face à baixa do preço do petróleo. Abebe Selassie ocupa o cargo desde Setembro passado e é (como outros) uma espécie de perito itinerante do FMI capaz de saber tudo sobre as diferentes economias, sejam elas a portuguesa, a do Burkina Faso ou, agora, a de Angola. “Estou aqui para me reunir com as autoridades angolanas, isto…

Leia mais