PIORAR (AINDA) MAIS O QUE (JÁ) ESTAVA MAL

O engenheiro agrónomo Fernando Pacheco, membro do Conselho da República de Angola, considerou hoje que as greves que se registam no país resultam “de deficientes políticas de governação” e da “decadência do diálogo” entre governantes e a população. Quem diria? Mas será que o MPLA faz o mesmo diagnóstico? Não. Desde logo porque para o partido de João Lourenço diálogo significa… monólogo de que manda. “Penso que esta onda de greves deve ser vista na sequência de outras, que se foram desenhando em anos anteriores, claro que a aproximação das…

Leia mais

A DIGNIDADE E O DIREITO DA IGREJA CATÓLICA

É com bastante preocupação que acompanho, a postura de alguns actores da sociedade angolana, que visa limitar de forma equivocada os líderes religiosos católicos de exercerem a sua cidadania e de actuarem no âmbito dos cinco maiores princípios da Doutrina Social da Igreja, que são: o Princípio da Destinação Universal dos Bens, o Princípio da Subsidiariedade, o Princípio da Solidariedade, Princípio do Bem Comum, e o da Dignidade da Pessoa Humana. Por João Kanda Bernardo (*) É importante realçar que estes todos princípios encontram algum fundamento na Declaração Universal dos…

Leia mais

MPLA (NÃO) DEIXA O POVO SONHAR!

As forças políticas angolanas da oposição que o MPLA ainda permite e que têm representação parlamentar, manifestaram-se preocupadas com o ambiente político do país, defendendo o regresso do diálogo político como saída da crise. Citando o presidente do MPLA, João Lourenço, o “teatro de operações” está pronto para fazer uso da razão da força. À oposição resta apenas a força da razão. Será suficiente? A posição foi apresentada em conferência de imprensa pelo líder do grupo parlamentar da UNITA, Liberty Chiaka, em representação dos deputados da Convergência Ampla de Salvação…

Leia mais

ORA ENTÃO, VAMOS LÁ ENGANAR ESTES MATUMBOS!

O representante da UNICEF em Angola avisou que a Covid-19 ameaça a protecção dos mais vulneráveis, sobretudo das crianças, recomendando uma recuperação económica inclusiva e mais investimento no sector social no Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2022. Os mais vulneráveis são ameaçados há 46 anos. A Covid-19 já existe há tantos anos? Ivan Yerovi, que falava numa mesa-redonda sobre o impacto da Covid-19 na proposta do OGE para 2022, sublinhou que 65% da população angolana são crianças e jovens e que o cumprimento das metas no que diz respeito…

Leia mais

Já só faltam 55 anos…

A ministra de Estado para Área Social de Angola e putativa vice-presidente da República, Carolina Cerqueira, apresentou hoje ao Conselho Económico e Social das Nações Unidas (ECOSOC), por vídeo, o primeiro relatório nacional voluntário sobre Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Na primeira participação angolana no fórum político de alto nível sobre desenvolvimento sustentável, Carolina Cerqueira declarou hoje que foram identificadas, nas acções e iniciativas do Governo angolano, informações sobre 191 indicadores de desenvolvimento, de um total de 231 formulados na Agenda 2030. Assim, disse a ministra, Angola classificou-se com uma…

Leia mais

Viralmente incompetentes, anti-democratas e anti-povo

Eu não sou oposição! A ala fascista do MPLA/Estado, sim! Esta gentalha que desonra o MPLA/Original, discrimina, humilha, ostraciza, prende, arbitrariamente e, bastas vezes, assassina, masoquistamente. A afirmação é peremptória! ASSUMO! Ao longo dos anos tenho sido vítima e, agora, na esquina do ano, sob nova e requintada espiral de ameaças, exigem-me contenção, abandono de pensamento, para abrir alas, aos delírios maléficos. Por William Tonet Não me demito de escrutinar, enquanto jornalista, a fanfarra fascistóide causadora de um mal incalculável aos povos angolanos, desde 1975. São 45 anos! Não os…

Leia mais

MPLA está a vender o país ao capital estrangeiro

O MPLA, definitivamente, com base na estratégia do seu presidente, João Manuel Gonçalves Lourenço, está a vender o país ao capital estrangeiro. É um crime contra a soberania angolana, principalmente por estar a ser em tempo de crise, onde os que detém poder e dinheiro se unem como uma verdadeira matilha de cães selvagens, para devorar os pobres, os 20 milhões de pobres. Por William Tonet O ano foi ali. Não volta! É passado. No fim da linha, ficou! E, quando mais se esperava, 2020, não “kandandou” (abraçou) 2021, com…

Leia mais

Procura-se um líder!

VEJA A CRÓNICA DE WILLIAM TONET, EM VÍDEO, SOBRE A SITUAÇÃO EM ANGOLA. Um ser humano, descomprometido com vaidades umbilicais, com capacidade de mobilizar com persuasão da palavra e gestos nobres é um verdadeiro Homem livre. O líder não precisa de se blindar com armas, canhões, soldados porque lhe basta estar blindado pelo exemplo, coerência e desapego ao poder absoluto. Um verdadeiro líder não contrai a “Peste Bajulice”, vacina-se antecipadamente, com a vacina dos “Contrários”, por detestar e assumir-se contra a bajulação. O verdadeiro líder compromete-se apenas com a justiça,…

Leia mais

Covid-19 deve ajudar a reflectir, agir e reagir

O coronavírus veio destapar muitas debilidades governativas, sendo a mais importante a de não ter aprendido nem com os (muitos) erros, nem com as (muitas) situações anteriores de dificuldades ou fenómenos de epidemias temporárias, que o país viveu e enfrentou, em algumas, com sucesso e galhardia do pessoal da saúde, que contou com a solidariedade da sociedade. Por William Tonet Num momento delicado que exige a união de todas as forças e segmentos da sociedade no combate sem tréguas a um inimigo, invisível internacional, é hora de perguntar onde está…

Leia mais

“Gado” e explosão social

Em determinadas fases da vida de uma sanzala, bwala, região ou país, as dificuldades levam os seus líderes a recorrer à sapiência dos adágios e provérbios, para contornarem as intempéries e não apontarem culpas da fraca produção e fome ao passado. “Proteger limpa a água do rio é sinal de preservação da vida”, provérbio indígena, angolano, que atesta a responsabilidade do Mwene (soba-chefe tradicional; chefe da comunidade), na protecção da comunidade, animais e florestas. Por William Tonet Nas quezílias que Angola está a viver, principalmente entre o antigo e o…

Leia mais