CNE: 40 milhões de dólares Povo: 20 milhões de pobres

A construção da nova sede da Comissão Nacional Eleitoral (CNE), em Luanda, deverá arrancar ainda este mês, um projecto orçado em 40 milhões de euros que deverá reduzir os gastos com o arrendamento de instalações. Paralelamente, 20 milhões de angolanos continuam a “construir” o projecto “viver sem comer”. O projecto foi analisado pelo plenário da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola e, em declarações à imprensa no final da reunião, o porta-voz da CNE, Lucas Quilundo, disse que o projecto, a ser implementado em Luanda, na zona dos Coqueiros, encontra-se…

Leia mais

É fartar vilanagem!

O Presidente da República, certamente depois de auscultar o seu homólogo do MPLA e o Titular do Poder Executivo, autorizou uma despesa de 44,7 milhões de dólares para empreitada de construção do Edifício Sede da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) e do Centro de Escrutínio Nacional, com a empresa Mitrelli Group, Ltd, diz o despacho 84/20 de João Lourenço. João Lourenço delega competências ao “director do Gabinete de Obras Especiais (GOE), para a aprovação das peças do procedimento contratual, verificação da validade e legalidade de todos os actos subsequentes praticados no…

Leia mais

Sua majestade o rei
e o sipaio maní(a)co

João Lourenço, no caso com a “toga” de líder do MPLA, partido no poder em Angola desde 1975, disse hoje que com a “eleição” do novo presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) fica preenchido um dos pressupostos para a realização das primeiras eleições autárquicas, previstas para este ano. Pressuposto “sine qua non” o MPLA não garantia, logo à partida, a vitória da batota. A posição foi hoje expressa pelo líder do MPLA na abertura da III reunião ordinária do Comité Central do partido. Segundo João Lourenço, com a eleição do…

Leia mais

Os Manicos do Pravda do MPLA

Aquele candengue que é moço de recados do que o Comité Central do MPLA manda fazer e dizer no jornal da Angola do MPLA, o Caetano Júnior, bastante júnior e por isso demasiado imaturo para ter uma visão global de tudo o que se relaciona com o bom senso, o bem estar dos angolanos e a ética, está muito zangado com os deputados da oposição na Re(i)pública da Angola do MPLA. Por Domingos Kambunji É compreensível, não aceitável, este tipo de comportamentos dos monangambés do jornal da Angola do MPLA…

Leia mais

Se “isto” é, como afirma o
Rei, um Estado de Direito…

O jornalista angolano José Kiabolo apresentou esta quinta-feira uma queixa-crime contra agentes da Polícia devido às agressões que sofreu, na quarta-feira, quando cobria um protesto, em Luanda, contra a posse do novo presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE), imposto pelo MPLA. “A credito na justiça, daí que apresentei esta queixa junto da 4.ª esquadra da Polícia, aqui em Luanda, porque fui brutalmente agredido. Aliás, continuo com as marcas da agressão da Polícia”, afirmou o jornalista da Palanca TV. José Kiabolo que, juntamente com um colega repórter de imagem, diz terem…

Leia mais

Fraude está aí. Dono disto tudo impõe Manico na CNE

O Presidente da República de Angola, do MPLA e Titular do Poder Executivo, João Lourenço, ordenou hoje que a Assembleia Nacional devia dar posse ao presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) e que este foi indicado de acordo com a legislação. E assim aconteceu. Para abrilhantar o bordel, dois jornalistas da Palanca TV foram agredidos por agentes da Polícia (do MPLA), em Luanda, enquanto cobriam uma manifestação em protesto contra a tomada de posse do novo presidente da CNE, Manuel Pereira da Silva “Manico”. “S omos um estado de direito…

Leia mais

Juiz batoteiro Nãoooooo!

O MPLA, um movimento partidário criado por nacionalistas patriotas de bem, não pode definhar-se pela ambição de uns poucos ante a omissão, o medo e, até, cumplicidade, da sua massa intelectual consciente, pese ser minoritária. Quando em jogo está a contínua descaracterização do país, a miséria e a fome da maioria dos angolanos, os poucos (minoria) cônscios do seu dever e compromisso partidário, devem hastear a bandeira da indignação, contra as atitudes musculadas e ditatoriais da liderança. Por William Tonet Como se não bastasse essa postura arrogante e fascista assente…

Leia mais

Não será preciso votar.
O MPLA votará por nós!

O MPLA, partido no poder em Angola desde 1975, disse hoje que “não tem medo” das eleições autárquicas, previstas para 2020, afirmando ser “o mais interessado”, enquanto a UNITA admite vontade política para as autarquias, defendendo “respeito de opiniões contrárias”. Claro que não tem medo. Nesta altura talvez até já pudesse divulgar os resultados eleitorais… “Nas eleições de 2017, dos 164 municípios do país o MPLA ganhou 156, isto é para ter medo? O MPLA é um partido de consenso, é uma máquina que trabalha, prepara muito bem, não tem…

Leia mais

A bem da nação (do MPLA)

O Presidente da República, João Lourenço, aceitou hoje o pedido de demissão do magistrado Rui Ferreira dos cargos de juiz presidente do Tribunal Supremo e de presidente do Conselho Superior da Magistratura Judicial. Tudo, obviamente, a bem da nação do MPLA. Angola é outro paradigma. Em comunicado à imprensa, a Casa Civil do Presidente da República confirma a recepção do pedido de renúncia apresentado por Rui Ferreira do cargo que vinha exercendo até à presente data, e aceitou “no interesse da salvaguarda do bom nome da Justiça angolana”. Nos próximos…

Leia mais

Melhores condições de voto para deficientes

As autoridades angolanas (leia-se MPLA) querem garantir que pessoas com deficiência, sobretudo auditiva e visual, participem, “activamente” nas primeiras eleições autárquicas do país, agendadas para 2020, exercendo o direito de voto “sem depender de terceiros”, disse hoje fonte oficial. Não será problema. Se, nas eleições anteriores, o MPLA até conseguiu que os mortos votassem nele… Em declarações hoje à Lusa, o director nacional para a Inclusão da Pessoa com Deficiência de Angola, Micael António Daniel, disse que o assunto está a ser ponderado pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE), entidade que…

Leia mais