“Perseguição pessoal”, diz Mangueira

Augusto Archer Mangueira, ex-ministro das Finanças de Angola e actual governador do Namibe, diz que as acusações de corrupção pelo fisco espanhol configuram uma “perseguição pessoal” que diz estar a acontecer desde que foi ministro das Finanças de Angola. Obviamente (ao contrário do que é regra no MPLA) que o visado está inocente até prova em contrário. “Tenho muita dificuldade em olhar para a repercussão que é dada aos alegados factos noticiados de outro modo que não seja como fazendo parte de perseguição pessoal, desde que fui investido nas funções…

Leia mais

Marimbondos, caranguejos e outros (todos do MPLA)

O antigo ministro das Finanças, Archer Mangueira, e o vice-ministro do Comércio, Manuel da Cruz Neto, de Angola receberam subornos para permitir a construção de um mercado de abastecimento em Luanda, segundo a Justiça espanhola, noticia hoje o jornal El Mundo. De acordo com o jornal, que dedica uma página da sua edição impressa ao assunto, com o título “Uma folha encontrada em Lisboa em 2014 é prova-chave de subornos a Angola”, a Justiça espanhola concluiu que o antigo vice-ministro do Comércio Manuel da Cruz Neto, o então director nacional…

Leia mais

De Espanha a Marrocos, de Portugal a… Cabinda

A Câmara dos Representantes de Marrocos condenou a moção aprovada pelo Parlamento Europeu (PE) na quinta-feira a rejeitar a estratégia do Governo de Rabat na recente crise migratória em Ceuta e reforçou o estatuto do enclave espanhol como “cidade marroquina ocupada.” Com o Saara Ocidental em cima da mesa, importa realçar que também Cabinda é um território ocupado… Num comunicado divulgado após uma reunião de emergência realizada na quinta-feira, a câmara baixa do Parlamento marroquino denunciou as “segundas intenções” e “falsidades” na moção do PE, rejeitando “as inúmeras disposições inadequadas…

Leia mais

Se Espanha o diz e (até) paga…

Espanha vai ampliar em 200 milhões de euros a cobertura de risco das exportações para Angola, “um claro compromisso com o desenvolvimento económico e com a recuperação económica deste país”, anunciou hoje, em Luanda, o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez. O Presidente do Governo da Espanha, Pedro Sánchez, considerou Angola um mercado “muito importante” para o seu país, com o qual mantém relações “excelentes”, quando intervinha hoje no encerramento do Fórum Empresarial Angola/Espanha, o primeiro ponto da agenda de trabalho. “Para o Governo de Espanha, Angola é um país amigo, com…

Leia mais

À (re)conquista de África

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, acompanhado por empresários chega esta quarta-feira a Angola, país que, assim como Moçambique, considera “prioritário” na sua ambiciosa estratégia para aumentar as relações económicas e diplomáticas com África. “Queremos transformar esta década na década de Espanha em África”, salientou o chefe do Governo espanhol na semana passada, acrescentando que “Espanha está cada vez mais próxima de África e a África cada vez mais próxima de Espanha e também da Europa”. Na altura Pedro Sánchez apresentou o plano “Foco África 2023” que espera que marque um…

Leia mais

Espanha avança, Portugal bajula e o Povo passa fome

Espanha está atenta a África e elegeu como prioritários um conjunto de cinco países, entre os quais Angola, que o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, visita no próximo dia 7, disse o embaixador daquele país em Luanda, Manuel Ruigómez (foto). A última visita de um chefe de estado espanhol a Angola aconteceu em 1991, quando Felipe González liderava o governo espanhol, e chegou a estar prevista a vinda de Mariano Rajoy em Março de 2018, mas a deslocação acabou por ser cancelada devido à situação política na Catalunha. Com a visita…

Leia mais

Espanha avança para Luanda

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, vai visitar Angola em 8 de Abril, na primeira etapa de uma curta deslocação a África que o levará também ao Senegal. Espanha está a fazer uma aposta muito forte desde de 2010, na sequência da crise financeira, em estender a sua área de influência tradicional (América Latina e norte de África) a outras zonas do globo. O chefe do Governo espanhol pretende retomar de forma gradual a sua agenda internacional, muito condicionada pela pandemia de Coviod-19, que tem África como uma das prioridades. Numa…

Leia mais

Da Catalunha a Cabinda

O conjunto dos partidos independentistas da Catalunha reforçaram nas eleições a maioria que já tinham nesta região, apesar de o Partido dos Socialistas da Catalunha ter sido o mais votado. Na Europa é assim. Em África, nomeadamente em Angola, não há independentistas. Os que falam disso (ou de simples autonomia) para Cabinda e para as Lundas são “estrangeiros” e são “suicidados”. O conjunto dos partidos independentistas da Catalunha reforçaram nas eleições de ontem a maioria que já tinham nesta região espanhola, apesar de o Partido dos Socialistas da Catalunha (PSC-PSOE)…

Leia mais

PGR manda Espanha
ir dar banho ao cão!

A Procuradoria-Geral da República de Angola (PGR) recusou um novo pedido de extradição do cidadão luso-angolano Guilherme de Oliveira Taveira Pinto por alegado envolvimento em esquemas de suborno e corrupção na venda de material à polícia angolana por parte da companhia espanhola Defex e na construção de um mercado de abastecimento em Luanda pela companhia espanhola Mercasa, que custaram centenas de milhões de dólares a ambos países. Numa carta enviada recentemente às autoridades judiciais espanholas, segundo a VoA, o sub-procurador-geral de Angola, André de Brito, informou que Taveira Pinto não…

Leia mais

Extradição de Panzo? Se
as provas convencerem…

A Justiça espanhola suspendeu a audição sobre a extradição de Carlos Panzo, antigo secretário para os Assuntos Económicos do Presidente da República de Angola (João Lourenço), para que a defesa tenha tempo de estudar novos documentos enviados de Luanda. O juiz da Audiência Nacional, um tribunal espanhol que toma decisões sobre os pedidos de extradição, concordou que a defesa de Carlos Panzo devia ter “mais tempo para estudar” uma série de documentos enviados nos últimos dias pelas autoridades angolanas, tendo suspendido a audição alguns minutos depois do seu início. Durante…

Leia mais