Uma relação agridoce

A propósito da contínua e acelerada peregrinação de políticos portugueses a Angola, o Folha 8 inicia hoje, com um texto do Professor Universitário e Deputado da UNITA eleito pelo Círculo Eleitoral Provincial de Cabinda, Raul Tati, a publicação de uma série de artigos sobre este tema. «Desde que Angola se tornou um Estado soberano em 1975 a ruptura com a antiga potência colonial – num contexto político marcado pelo fervor revolucionarista quer na Metrópole, quer em Angola – desenvolveu-se uma espécie de ”complexo de culpa” por parte dos descolonizadores e…

Leia mais

Cabinda, caso particular ou caso perdido?

A recente visita (7-8/11/2017) do Presidente João Lourenço a Cabinda não pode deixar de suscitar algumas reflexões pertinentes sobretudo para quem procura de forma honesta e objectiva entender o problema de Cabinda. Neste sentido, houve várias reacções na imprensa, nas redes sociais, nos colóquios entre amigos ou companheiros. Por Raul Tati Tive o ensejo de ler e ouvir algumas matérias que praticamente se cingiram ao ineditismo dessa iniciativa presidencial e aos seus aspectos formais e circunstanciais. Há exactamente um mês de distância, vou desfolhear aqui alguns aspectos bem mais profundos…

Leia mais

E agora deputado Raul Tati?

“É preciso assumir a luta e ir para a frente como foi dito pelo presidente da UNITA, a luta democrática é dentro e fora, por isso estamos prontos a ir para o Parlamento”, afirmou Raul Tati, eleito deputado independente pela UNITA. Se o Povo com fome não escolhe – obedece, já os políticos da oposição escolhem e obedecem. Entre a lagosta no Parlamento de Angola e a mandioca junto do Povo que os elegeu… O antigo vigário-geral da diocese de Cabinda, Raul Tati, liderou com êxito a campanha eleitoral da…

Leia mais

Raul Tati pela UNITA:
– Colónia ou província?

O antigo vigário-geral da diocese de Cabinda, Raul Tati, vai liderar a campanha eleitoral da UNITA em Cabinda e será assim, como estatuto de independente, o cabeça-de-lista do Gala Negro por aquele círculo. É fortíssima esta aposta de Isaías Samakuva. Para os cabindas será, talvez, o mal menor. Por Orlando Castro S abemos que Raul Tati tem boa memória. Terá Isaías Samakuva também essa característica? Ou esta aposta é uma mera estratégia eleitoral da UNITA? “O estado que temos idealizado nas nossas mentes é o país de todos, de Cabinda…

Leia mais

Cabinda foi e é o enorme fracasso de Dos Santos

EXCLUSIVO FOLHA 8. A estratégia e os conflitos andam de mãos dadas como a luz e a sombra. Os conflitos carecem sempre de uma resolução que pode ser racional ou passional. A História da humanidade é uma constante de conflitos de todos os tipos. O conflito nasce sempre que dois oponentes disputam algum interesse comum. Por Raul Tati Os especialistas definem o conflito, mutatis mutandis, como um afrontamento racional ou intencional diante de um direito, visando quebrar a resistência do outro ou eliminá-lo (cf. CORREIA, Pedro de Pezarat, in Manual…

Leia mais

“Na hora da largada”, carta aberta de Raul Tati ao Presidente da República

O Folha 8 publica, em exclusivo, uma Carta Aberta de Raul Tati ao Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos. Trata-se de um relevante documento político e histórico cuja actualidade e assertividade é por demais evidente. “Excelência, Aproveito o ensejo para lhe estender uma saudação cordial, desejando-lhe boa saúde em comunhão com a Vossa mui excelsa família. Gostava imenso de que as linhas que aqui vou tecer possam traduzir com fidelidade aquilo que me vai nesta alma amarfanhada tal como o faria caso me coubesse em sorte a…

Leia mais

Diocese de Cabinda está há um ano sem bispo diocesano

Desde a nomeação do D. Filomeno Vieira Dias para o cargo de Arcebispo Metropolita de Luanda, a 8 de Dezembro de 2014, a Diocese de Cabinda continua com o estatuto canónico de “sede vacante”, assistida pastoralmente por um Administrador Apostólico na pessoa do assim designado Bispo demissionário. Por Raul Tati Professor de Relações Internacionais I sto significa em termos miúdos que a Diocese está sob “governação” directa da Santa Sé até que se eleja o sucessor de D. Filomeno. Ora, a sucessão pode acontecer dentro de seis meses, segundo a…

Leia mais

Carta aberta de Raul Tati
ao Sub-Procurador Geral
da República em Cabinda

Escrevo para V/Excia, mas sei também que o alcance das minhas palavras ultrapassa a vossa instância, por isso decidi fazer uma carta pública. Por Raul Tati Q uis o destino que nos cruzássemos na vida num momento dramático da minha terrena existência, quando em 2010 fui detido e submetido ao vosso arbítrio. Na circunstância V/Excia acusou-me de ter cometido crimes contra a segurança do Estado angolano e, sem apelo nem agravo, pediu a minha condenação a cinco anos de reclusão. Desde então a minha vida ficou inexoravelmente marcada pelo vosso…

Leia mais

Angola. Dos proto-estados pré-coloniais ao nascimento do Estado-Nação

EXCLUSIVO FOLHA 8. Preâmbulo – Angola celebra neste ano o seu quadragésimo aniversário desde que, em 11 de Novembro de 1975, se constituiu em Estado soberano, livre e independente do jugo colonial português. É momento dos balanços, em que a tónica da propaganda oficial destaca os ganhos da independência (e quase não se reflecte com o que se perdeu!). De algum tempo a esta parte desfilam nos meios de comunicação oficiais as vozes, seleccionadas a preceito, que conclamam os feitos grandiosos destes quarenta anos de independência. Por conseguinte, esta minha…

Leia mais