A transparência opaca do “paladino” João Lourenço

Uma investigação jornal português Expresso, assinada pelo jornalista Nelson Francisco Sul, revela que a participação de 5,42% do Presidente angolano, João Lourenço (suposto paladino da luta contra a corrupção, a impunidade e o nepotismo) no Banco Sol foi colocada em funcionários de ex-assessor de Eduardo dos Santos. Com a devida vénia transcrevemos o referido artigo. «F altavam quatro meses para as eleições gerais de 2017 em Angola, já com indicadores de que a transparência e o fim da promiscuidade na relação gestores públicos e privados estariam em foco na campanha…

Leia mais

Generais e… generais!

O Governo angolano formalizou a abertura de um novo concurso internacional para adjudicar a concessão do terminal multiusos do Porto de Luanda, segundo um despacho presidencial publicado no Diário da República. O dossier fica agora nas mãos do Ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu. De acordo com o despacho assinado por João Lourenço, o Governo decidiu abrir novo concurso, aberto a empresas estrangeiras, “por ter sido operada rescisão unilateral pela concedente” do contrato de concessão para exploração daquele terminal, em regime de serviço público. O despacho delega competência para a…

Leia mais

MPLA troca a banha da
cobra pela de… jacaré

O Ministro das Relações Exteriores do MPLA (o único partido que governou Angola desde a independência) que “patologia de impunidade pela corrupção” tem de ser eliminada em Angola. Ao que parece, Manuel Augusto e o seu actual líder, João Lourenço, só agora chegaram ao país e, por isso, nada têm a ver como que se passou nos últimos 44 anos. O Folha 8 “consultou” a certidão de nascimento e o registo curricular de Manuel Domingos Augusto e verificou que não é verdade que só agora tenha chegado a Angola… Manuel…

Leia mais

“Operação Resgate” assassina zungueira

A brutalidade e boçalidade de agentes dos Serviços de Fiscalização e da Polícia Nacional, maioritariamente mal formados (como o Folha 8 denunciou sistematicamente) quanto à adopção de métodos republicanos de actuação junto dos cidadãos. Por William Tonet Se ao longo dos anos a Polícia já vinha agindo com brutalidade excessiva, com a implantação da, por muitos considerada, famigerada, “Operação Resgate”, decretada pelo Titular do Poder Executivo, aumentou exponencialmente a brutalidade no excesso das acções que têm sido levadas a cabo, culminou, no dia 12 de Março, com um dos mais…

Leia mais

Zungueiras são gente?

A ordem e tranquilidade públicas (impostas pela razão da força) voltaram a reinar no bairro luandense de Rocha Pinto, após os tumultos registados terça-feira, como o Folha 8 noticiou, e que levaram à morte de uma zungueira, supostamente (as testemunhas garantem que é mesmo e não supostamente) abatida a tiro pela Polícia angolana. Mais uma vez a força da razão foi derrotada. Até quando? Segundo o intendente Mateus de Lemos Rodrigues, porta-voz do comando provincial de Luanda da Polícia Nacional, a calma regressou às primeiras horas de hoje à avenida…

Leia mais

Do que a corrupção gosta
é de planos e mais… planos

A organização não-governamental Associação Justiça, Paz e Democracia (APJD) pediu hoje a aprovação “urgente” de um Plano Nacional de Combate à Corrupção e Impunidade, que deve contar com o apoio de todos os agentes da sociedade. O pedido consta das conclusões da 3ª Conferência sobre Transparência, Corrupção, Boa Governação e Cidadania em Angola, concluídos que foram os trabalhos que decorreram no Auditório Cónego Manuel das Neves, em Luanda. O plano, refere-se nas conclusões, deve definir os princípios estruturantes a ser seguidos, objectivos concretos, metas a alcançar e com regras estruturais…

Leia mais

Deputado Salomão e o sócio ministro “Liberdade”

O corpo do agente Ermiro Jamba Calima, em vida afecto à 10ª unidade da Polícia de Guarda Fronteiras, continua a revolver-se na campa clamando por justiça. A família desdobra-se diariamente à busca da mesma, com o propósito de poder, depois, compreender como e porquê foi morto e assim dar uma explicação completa aos filhos órfãos do agente. Por Sedrick de Carvalho Com parcos recursos, a família constituiu um advogado. Luís Nascimento, o exímio e destemido defensor dos 15+2, logo, meu também, é o advogado da família. A sua reputação dispensa…

Leia mais

Tirando o que falta fazer…

As notícias são animadoras. Cinquenta toneladas de trigo apodreceram nas comunas de Cachingues, Mumbuwe, Soma-Kwanza, Mutumbo e Malengue, município do Chitembro, província do Bié, por falta de meios de transporte. A JMPLA está a incentivar vários jovens a dedicarem-se mais aos estudos. O Serviço de Investigação Criminal (SIC) em Benguela deteve o decano da Faculdade de Economia da Universidade Katyavala Bwila, José Nicolau Silvestre, por, alegadamente, ter cometido o crime de gestão danosa do erário público. João Lourenço disse, diz e dirá que espera que a impunidade “tenha os dias…

Leia mais

Deputado e comandante policial tentam arquivar crime do SIC no Moxico

O enterro de Ermiro Jamba Calima, o agente da Polícia Nacional afecto à 10.ª unidade da Polícia de Guarda Fronteiras, no Lumbala-Nguimbo, assassinado violentamente por agentes do SIC-Moxico, realiza-se esta quinta-feira, dia 30. Mas este funeral não deve significar o enterro também das responsabilidades. Por Sedrick de Carvalho Neste artigo, como adiantado no anterior, vamos abordar a teia malévola com que se teceu a morte de Ermiro. Albertina Sandala, 26 anos de idade, é a mulher no centro de tudo. Ex-companheira de Ermiro, com quem teve três filhos. Estavam há…

Leia mais

Burla bilionária invisível

No dia 22 de Abril de 2017, o ministro da Geologia e Minas, Francisco Queiroz, inaugurou em Luanda a sede do Natrabank, o primeiro banco de recursos naturais de África, instituição implantada no Condomínio Jardim de Rosas, no bairro da Camama, gerido por um Conselho de Administração encabeçado por Celeste de Brito. A actuação do Natrabank fora planeada para implementar um sistema de troca de produtos manufacturados no estrangeiro em contrapartida de recursos naturais angolanos, bem como a venda destes meios autóctones nos mercados mundiais, com vista à obtenção de…

Leia mais