Vejam (apenas e só) a TPA!

Os canais da televisão portuguesa SIC vão deixar de ser emitidos pela DStv em Angola a 15 de Outubro de 2020, anunciou a plataforma, em mensagem aos clientes, informação confirmada à Lusa por fonte oficial da estação portuguesa. “A DSTV informa que a SIC Internacional África e SIC Notícias deixarão a nossa plataforma a partir de 15 de Outubro”, lê-se na mensagem enviada a todos os clientes pelo serviço de televisão satélite da empresa sul-africana MultiChoice. Fonte oficial da SIC confirmou a informação, por email, mas sem mais detalhes. Uma…

Leia mais

A sociedade que comprou Angola

Durante a reunião do Comité Central do MPLA que decorreu em Novembro de 2009, em Luanda, o Presidente José Eduardo dos Santos resumiu os desafios actuais do partido em três questões fundamentais, a fiscalização do governo, a irresponsabilidade dos governantes e o combate à corrupção, com a instauração de uma política de tolerância zero. Nesta investigação, abordo a transferência de património do Estado para a iniciativa privada do MPLA, através da GEFI – Sociedade de Gestão e Participações Financeiras, e os efeitos dessa ocupação mercantilista. Por Rafael Marques de Morais…

Leia mais

Mais 355 milhões para a Mota-Engil

A Mota-Engil assinou um contrato em Angola, no valor de 298 milhões de euros (355 milhões de dólares) para a reabilitação e construção de estradas, de acordo com um comunicado hoje publicado. O contrato, assinado pela subsidiária do grupo português em Angola, é uma parceria, em partes iguais, com a empresa angolana Omatapalo e abrange “a reabilitação da EN 230 entre as localidades de Muamussanda na Província da Lunda Norte e Saurimo na Província de Lunda Sul numa extensão de 267 quilómetros”. Além disso, está incluída “a construção da nova…

Leia mais

Negociatas pandémicas

O empreendimento que vai ser adquirido pelo Estado angolano para servir de futuro, hipotético e mirífico centro de pandemias, um negócio polémico (como quase todos os que o MPLA protagonizou ao longo dos últimos 45 anos) de 25 milhões de dólares, é composto por um conjunto de casas degradadas que estão rodeadas de capim. A rupestre e rural paisagem deve enquadrar-se nos objectivos do Governo. A Lusa constatou no local que o imóvel infra-estruturado, localizado na comuna de Calumbo, município de Viana, em Luanda, está em aparente estado de abandono…

Leia mais

O MPLA é Angola
e Angola é… ele

A dita remodelação governamental em Angola nada mais é, nada mais pretende ser, do que a manutenção do já institucionalizado ao longo de 45 anos culto canino e acéfalo de quem está no Poder, no caso João Lourenço. A consultora Eurasia acredita que vai ajudar João Lourenço a continuar a agenda reformista. E acredita (diz que acredita) por que o seu “core business” (negócio central) está nos antípodas do real interesse do Povo. Por Orlando Castro (*) A consultora Eurasia considera que a remodelação governamental em Angola serviu para diminuir…

Leia mais

Quando o MPLA é o paizinho

O candidato às eleições presidenciais guineenses, Domingos Simões Pereira, acusou hoje, em Luanda, o chefe de Estado do Senegal de querer impor à força na Guiné-Bissau o Presidente que ele apoia, tal como fez na Gâmbia. E foi por isso que veio fazer “queixinhas” ao MPLA. Em declarações aos jornalistas, em Luanda, após uma audiência com o Presidente angolano, João Lourenço, Simões Pereira referiu que o Presidente senegalês, Macky Sall, “assumiu num ‘tweet’ pessoal que a CDEAO (Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental) deveria mobilizar as forças para impor…

Leia mais

Pós Luanda leaks: Angola na encruzilhada

Durante anos, décadas, a oligarquia angolana andou a subtrair recursos ao povo angolano para enriquecer de forma despudorada. O corolário é o expectável. Angola é hoje um dos países menos desenvolvidos do mundo, tem das maiores taxas de mortalidade infantil, uma em cada quatro crianças morre nos primeiros cinco anos de vida; ao mesmo tempo, as maiores fortunas multiplicam-se, festas mais sumptuosas têm lugar em Luanda… Por Paulo de Morais (*) A filha do vice-presidente Bornito de Sousa gasta 200.000 dólares no vestido do seu casamento, nos restaurantes luxuosos janta-se…

Leia mais

UNITA diz que Portugal foi (muito) usado pelo… MPLA!

O presidente da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, afirma que Portugal “foi usado” (provavelmente uma referência às monumentais lavandarias de Lisboa) por governantes angolanos e defendeu que o relacionamento recíproco entre os dois países poderia ser mais vantajoso do que é actualmente… soubesse Portugal manter aquilo que raramente considerou essencial: a equidistância. Em declarações à Agência Lusa, Adalberto da Costa Júnior que viveu vários anos e se formou em Portugal, sobretudo na região do Porto, afirmou que a relação entre os dois países “nem sempre foi formatada por razões de…

Leia mais

Ex-ministra Victória Neto “acusada” de corrupção

Um consórcio de jornalistas de investigação avançou hoje que a antiga ministra das Pescas de Angola, Victória de Barros Neto, e o seu filho, João de Barros, beneficiaram de proveitos ilegais decorrentes do acordo de pescas entre Angola e Namíbia. Recorde-se que no dia 8 de Outubro o Folha 8 escreveu: «As autoridades anticorrupção da Namíbia estão a investigar um acordo de doação de quotas de pesca da Namíbia a Angola no valor de 9 milhões de euros, alegadamente capturadas por políticos namibianos e (como não poderia deixar de ser…

Leia mais

Corrupção é o ADN que une e unirá o MPLA e a Frelimo

O principal arguido num esquema de fraude em Moçambique, em julgamento nos Estados Unidos da América, afirmou que o ex-Presidente moçambicano Armando Guebuza pediu o apoio da empresa Privinvest para a Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo). Como se vê, em Moçambique e em Angola são os mesmos partidos a governar desde as respectivas independências e, é claro, o ADN da Frelimo e do MPLA é o mesmo. Corrupção ao mais alto nível. No depoimento prestado, Jean Boustani, acusado pelos procuradores norte-americanos, afirmou que Armando Guebuza pediu à empresa de…

Leia mais