Até prova em contrário,
todos somos… culpados

O Sindicato Nacional dos Médicos de Angola (SINMEA) anunciou hoje, em Luanda, que tem provas concretas de que o seu colega, Sílvio Dala, não faleceu de enfarte agudo do miocárdio, mas por outras causas. Para nós, Folha 8, tudo indica que o médico se suicidou só para azucrinar o prestígio, internacionalmente (re)conhecido, da Polícia do MPLA. Simples! A informação foi hoje avançada pelo presidente do SINMEA, Adriano Manuel, no protesto da classe médica, em memória do pediatra Sílvio Dala, que morreu no dia 1 de Setembro, depois de ter sido…

Leia mais

Ditadura já tem rosto identitário

O sistema nunca esteve tão ostensiva e desavergonhadamente comprometido em “assassinar” a finada ditadura gourmet de Dos Santos, na convicta disposição de privatizar o Estado, a favor do capital estrangeiro e da pequena clique ligada ao MPLA. Por William Tonet A aposta é dar o ouro ao bandido, garantindo da parte deste uma faustosa renda, depositada no estrangeiro, e a manutenção de um Poder efémero e decorativo que desabará tão logo os novos colonizadores estrangeiros, por exemplo libaneses com nacionalidade americana, cortem os fios que fazem a marioneta parecer ter…

Leia mais

Os “desaparecidos” de Angola

O dia 30 de agosto foi escolhido pela ONU como a data destinada a recordar as vítimas de um dos mais cruéis crimes contra a Humanidade: o desaparecimento forçado de pessoas. Por Luís Leiria (*) Quando nos falam em “desaparecidos”, vêm-nos logo à memória os tristes casos das ditaduras argentina, chilena, uruguaia ou brasileira dos anos 1960-1970. Mas não foi só nestes países da América Latina que se usou essa prática como arma política para destruir e espalhar o terror aos opositores de regimes tirânicos. Neste dia 30 de agosto…

Leia mais

Zé Vavá, colega de JES, “executado” por Lúcio Lara

O mundo exige, por vezes, um propósito para aconselhar uma certa reflexão aos que fervem em pouca água, xinguilam ou xingam com um certo histerismo. Sempre que escrevo e falo de alguém que já não existe (como o desta crónica), raramente não com o mesmo argumento, tenho a convicção do vazio e, de que os ente queridos que partiram (os mortos) não se podem defender. Por Fernando Vumby (*) Nós, infelizmente, vivemos num país onde os “criminosos vivos” não têm a coragem de dar a cara, tão pouco mostram sinais,…

Leia mais

Nem a morte nos calará

A “manada” ruidosa, que sob o estalido do chicote, segue, sem pensar, o touro que a comanda, curou de mandar vários recados, uns mais ameaçadores do que outros, por net e carta, acusando -me de tudo e de nada, num extenso repertório-acusatório, como se a cinza ainda se queimasse… Por William Tonet “V AIS MORRER COMO UM CÃO, SACANA FILHO DA P…”! Não tenho medo deles. Não me calarei! Não fugirei nunca. Mas não subestimo nunca estes assassinos partidocratas, escudados no poder e doutorados em genocídios, ladroagem e cobardia. E…

Leia mais

(Ca)papinha toda feita

O governador do Cuanza Sul, Job Capapinha, exonerou cinco elementos do quadro temporário do seu gabinete numa altura em que decorre uma investigação da Procuradoria-Geral da República (PGR) relativa a alegados actos de gestão danosa que, é claro, devem ter sido praticados pela senhora da limpeza. Numa nota datada de terça-feira, o governo da província dá a conhecer que foram exonerados o director do gabinete do governador, Gildo Ferreira, o seu director adjunto, Bernardino Lopes, os assessores do governador, Quintas Majana e Manuel Santana, bem como a secretária do seu…

Leia mais

Os (e)ternos (di)amantes

A Procuradoria-Geral da República (PGR) do Bengo abriu um processo com vista ao “apuramento de factos que indiciem actos de gestão danosa”, disse hoje o porta-voz do órgão judicial angolano. É perigoso semear massango e colher diamantes… “O processo está na fase inicial, já foram realizadas algumas diligências, ouvidas algumas pessoas para que se possa determinar o autor ou autores desses actos”, afirmou Álvaro João, sublinhando que as investigações não estão, por enquanto, direccionadas a uma pessoa concreta e ninguém foi constituído arguido até agora. Ou seja, a PGR ainda…

Leia mais

Covid-19 não mata? Matam
os polícias ou os militares

Um adolescente, mais um, foi morto por um soldado das Forças Armadas Angolanas (FAA), por alegadamente se insurgir contra o uso de máscara. E, como se sabe, no âmbito do estado de emergência e de acordo com a superior interpretação de quem faz da razão da força a única lei aceitável, ninguém se pode insurgir, questionar ou beliscar as autoridades. Segundo um comunicado da delegação provincial do Ministério do Interior (Minint) da Lunda Norte, o homicídio ocorreu no bairro Domingos Vaz, na comuna do Iongo, município de Xá-Muteba. Um rapaz…

Leia mais

Deter e matar jornalistas
para assassinar a verdade

Organizações de defesa dos direitos humanos e jornalistas apelaram hoje à libertação imediata e incondicional do jornalista moçambicano Amade Abubacar, da rádio comunitária Nacedje e colaborador do portal Zitamar News, preso preventivamente desde 5 de Janeiro. Em comunicado conjunto, as 38 organizações – entre as quais Amnistia Internacional, Organização Mundial contra a Tortura, Instituto de Liberdade de Expressão e Comité de Protecção de Jornalistas – consideraram que a detenção de Amade “faz parte de um padrão de repressão de jornalistas na província de Cabo Delgado”, no norte de Moçambique. “A…

Leia mais

Os abutres da re(i)púbica

Dizem que Tchauzé (nome com que ficou conhecida depois de ser exonerada por JLo) diz que anda a ser perseguida por um homem. Que calamidade, um homem a perseguir quem demonstra tanta futilidade nas suas aberrações intelectuais nas redes sociais?! Por Domingos Kambunji O pai da Tchauzé pagou a homens para perseguirem, espancarem, prenderem e matarem homens e mulheres de Angola, apenas porque defendiam a liberdade de pensamento e expressão, maior justiça social e democracia. Essas acções tinham por objectivo proteger o ninho de marimbondos-abutres onde enriqueciam a Tchauzé, o…

Leia mais