A si, JLo, j´accuse

Envolto em polémica passou em Veneza um filme sobre o caso Dreyfus que abalou a França no fim do século XIX. Émile Zola (que admiro sobretudo por ser a inspiração do meu escritor realista preferido – Eça) endereçou ao então Presidente da República, Félix Faure uma carta aberta publicada num jornal literário promovendo um inflamado debate público sobre o caso Dreyfus, que mobilizará a França por muitos anos. Por Brandão de Pinho Esse havia sido condenado ao desterro perpétuo na Ilha do Diabo, na Costa da Guiana Francesa. Só por…

Leia mais

Burrocracia económica é crime contra angolanos!

O angolano acorda a cada dia que passa mais triste. Triste por o sol da manhã, não brilhar, nem na janela, dos que a têm… Triste por não saber contar as estrelas (que lhe disseram ser do Povo) à volta dos cometas. E, nesta maré, emerge a desolação, por nem o poder da Lua Minguante se poder conjugar, hoje. Por William Tonet O desespero invade o âmago do autóctone, quando ainda ontem, a maioria, além da maioria bajulante, acreditava numa transição presidencial capaz de capitalizar o melhor e o pior…

Leia mais

“Sim” a João Lourenço, mas “não” a muitos do seu gang

A minha confissão sem cinismo é de confiar em João Lourenço, pese a sua tribo bajuladora, pensar o contrário, em relação ao meu pensamento. Não me ofendo, pelo contrário, sabendo estarem as mentes obtusas apenas comprometidos, com a mentira, as mordomias, a maldade, a ganância, a roubalheira e a organização criminosa institucional. Por William Tonet São a escória da política, com comportamentos danosos e dolosos, com a cumplicidade dos corredores do alto poder, que defraudam, todos os dias, o sonho do cidadão, em função de uma crónica e aselha incompetência.…

Leia mais

O fundo do corredor e o falso corredor de fundo

Seis meses depois de a Assembleia Nacional angolana ter aprovado a Lei sobre Repatriamento Coercivo de Capitais, os cofres do Tesouro de Angola receberam (isto é como quem diz) cerca de 4.000 milhões de dólares (3.630 milhões de euros). O processo começou em 26 de Junho de 2018, com os deputados a aprovarem, sem votos contra, a Lei sobre Repatriamento de Capitais, que dava um prazo de seis meses, até 26 de Dezembro do mesmo ano, para fazerem regressar sem penalizações as verbas investidas ilegalmente fora de Angola, processo que,…

Leia mais

País resvala na (des)ilusão

O País está, vertiginosamente, a abandonar a canoa da esperança depois desta ter dado a sensação de emergir da letargia e vícios partidocratas (implantados desde 1975). Depois de ter saído da doca seca, onde supostamente foi sujeita a uma reparação meticulosa, a canoa começou a meter água por todos os lados. Por William Tonet Ao que parece, os especialistas do estaleiro do MPLA taparam os buracos da embarcação anterior com material que retiraram de outras partes… fazendo novos buracos. Dir-se-ia que a estratégia foi a de, como agora se vê…

Leia mais

13 meses, o mundo aos seus
pés e o Nobel (bem) à vista!

Na entrevista que agora deu ao jornal português Expresso, o Presidente da República de Angola, João Lourenço, afirma que conseguiu o milagre de ter feito muito nos 13 meses em que está a dirigir os destinos do país. É verdade. Em tão curto espaço de tempo já conseguiu pôr os rios a correr para o… mar. Por Óscar Cabinda “E u exerço este cargo há exactamente 13 meses, portanto, exigir do meu Executivo muito mais do que temos vindo a fazer, não parece justo nem realista sequer”, disse João Lourenço,…

Leia mais

Índice Mo Ibrahim alerta
para “perigo” em Angola

A governação global dos países africanos continua, em geral, numa numa trajectória ascendente, mas o progresso está a ser impulsionado por um grupo de 15 entre 54 países, indica o relatório do Índice Ibrahim de Boa Governação Africana 2018 publicado hoje. Angola, em 45.º lugar, dá sinais preocupantes. O documento mostra que o índice alcançou a pontuação mais alta dos últimos dez anos, somando 49,9 numa escala de 100, mais um ponto em relação aos 48,8 pontos de 2008. Esta melhoria na governação ao longo da década foi verificada em…

Leia mais

Índice Ibrahim vai mostrar
em que estado está África

A Fundação Mo Ibrahim (MIF) vai anunciar, no próximo dia 29, o lançamento do 12º Índice Ibrahim de Governação Africana (IIAG) anual, altura em que os dados serão comunicados publicamente. Para assinalar o lançamento, Mo Ibrahim vai participar em directo no Facebook Live para discutir ao vivo os principais resultados e as tendências verificadas este ano na evolução da governação pública em África. Mo Ibrahim será acompanhado por um painel de especialistas africanos, representantes das vozes emergentes da nova geração do continente, Yvonne Apea Mensah do Gana, e Nasi Rwigema…

Leia mais

Sim, patrão; 是的,老板

A visita oficial à China feita pelo Presidente angolano, João Lourenço, saldou-se na assinatura de 138 contratos e garantias de empréstimo de 2.300 milhões de dólares (2.000 milhões de euros). Êxito total, diz o Governo. Será? Perguntam os mais cépticos. E a comida quando é que chega? Questionamos 20 milhões de pobres. Num encontro com o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, o Presidente da República, “acompanhado” pelo Presidente do MPLA e do Titular do Poder Executivo, prometeu que os financiamentos obtidos, bem como os que vier a contratar (sim, este é…

Leia mais

“Depois de mim virá quem de mim bom fará”. Será mesmo?

João Lourenço vai ascender no sábado a presidente do MPLA, partido no poder em Angola desde 1975, acabando com praticamente um ano de “bicefalia” na liderança do país, reforçando a margem para aprofundar reformas económicas e políticas. Muitos acreditam que irá, agora, fazer o que ainda não fez: governar o país. Pelo menos fica sem essa desculpa chamada José Eduardo dos Santos. Actual chefe de Estado, vencedor das eleições fraudulentas e opacas de Agosto de 2017 que deram a vitória ao MPLA e ao seu cabeça-de-lista, João Lourenço estará como…

Leia mais