Em Cristo, somos mais que vencedores!

O ano 2020 chegou ao fim. Há cerca de um ano, projectava-se no nosso horizonte a imagem de um ano bom, belo, equilibrado (2020), justo e próspero. Suscitou grande optimismo, muitas esperanças, excelentes perspectivas. Mas acabou por se revelar um péssimo ano de luto, tristezas, dores, lágrimas, doenças (a pandemia da Covid-19), incerteza, crise, desespero… Por Francisco Luemba Agora, preparamo-nos para 2021. À primeira vista, as perspectivas não parecem muito boas. Mas anima-nos a esperança, a confiança e a fé na Bondade e Misericórdia de Deus. Para muitos, a esperança…

Leia mais

JLo à luz de Picasso

É sobejamente conhecida aquela sensação de amor à primeira vista e de que como esta determina o início uma nova era tal como numa epifania ou num achaque religioso evangélico. Subitamente, libertámo-nos de amarras antigas ingressando de rompante num admirável mundo novo (não propriamente o de Aldous Huxley – o neto – que em parábolas assombrosas discorreu sobre a desumanização e subjugação dos seres humanos o que não raramente acontece em amores à primeira vista). Por Brandão de Pinho Senti isso algumas vezes na vida. Em relação a questões íntimas…

Leia mais

Eram escudo e lança forte, as palavras!

1991 foi um ano muito importante para os Angolanos. Vivíamos um tempo de esperança. Acreditámos que era possível mudar, libertarmo-nos da ditadura marxista-leninista, dos populismos castrantes e das perseguições políticas absolutamente gratuitas que vitimaram milhões de inocentes. Queríamos mudança, viver em paz e em democracia. Queríamos ser livres e aspirávamos à prosperidade. A felicidade parecia-nos então tão perto, tão próxima que quase a podíamos ter nas mãos. Por Adriano Parreira Doce ilusão, miragem num deserto de intolerância. Na verdade, nunca estivemos tão longe dos nossos sonhos, que nunca chegariam a…

Leia mais

Tchizé dos Santos pensa,
mas não diz o que pensa

A deputada ‘Tchizé’ dos Santos, filha do anterior chefe de Estado, José Eduardo dos Santos, afirma que a transição no poder não é a que Angola esperava, defendendo que o Presidente da República deve deixar de ser o “único” que pode “brilhar”. Será que ela ainda se lembra de, em plena Assembleia Nacional, alguém do MPLA lhe ter perguntado: “Sabes quantas pessoas foram assassinadas no 27 de Maio de 1977?” Em entrevista à Lusa, em Lisboa, Welwitschea ‘Tchizé’ dos Santos comentava os primeiros meses de liderança de João Lourenço, que…

Leia mais

TAAG. JLo exonerou,
nomeou, exonerou!

O Presidente de Angola aprovou hoje, por decreto, a transformação de companhia aérea angolana TAAG em sociedade anónima, primeiro passo para a provável privatização da empresa, cujo Conselho de Administração foi exonerado. João Lourenço também exonerou o Conselho de Administração da Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea (ENANA) e criou, sob dependência do Ministério dos Transportes, uma comissão de gestão encarregada da reestruturação da companhia. João Lourenço decreta a criação da TAAG, SA, “sem quebra de identidade e personalidade jurídica”, em vez da TAAG – Linhas Aéreas…

Leia mais

Ser e não ser

No dia 11 de Janeiro de 2014, o Folha 8 publicou uma crónica intitulada, «O Comandante-Chefe não é Líder», em que aludia às qualidades e defeitos do camarada João Manuel Gonçalves Lourenço (JLo). O autor Domingos Kambunji, entre outras farpas lançava o seguinte comentário, «(…) nos seus monólogos, muito longos, repetitivos, a sua habitual lenga-lenga de incoerência reside na apresentação do MPLA com uma liderança visionária. Seria mais coerente e verdadeiro apresentar esse partido como uma alcateia salafrária». Por William Tonet Nesse mesmo ano, João Lourenço foi nomeado ministro da…

Leia mais

Obrigado João Semedo

João Semedo, ex-coordenador do Bloco de Esquerda, morreu esta terça-feira, aos 67 anos, depois de anos de uma batalha contra o cancro. Os angolanos em geral (os que que querem ser livres) e os activistas em particular sempre contaram com o apoio de João Semedo. Para ele a picada chegou ao fim. Mas também para ele, e por ele, o nosso horizonte de Liberdade continuará a florir neste eterno infinito angolano. Obrigado João Semedo. Por Folha 8 Uma intervenção pedindo liberdade para os presos políticos em Angola levantou no dia…

Leia mais

Se há abertura… entremos
sem embandeirar em arco

Face às mudanças em Angola, até agora mais ao nível do acessório do que da substância, o activista Luaty Beirão afirmou, hoje, em Paris, que “a luta não precisa de ser nos mesmos moldes para sempre”, mas avisa que não vai “atirar a toalha para o chão”. Em entrevista à Lusa e RFI, à margem da conferência “Angola: de Dos Santos a Lourenço, transição esperada, transformação sustentável?”, que hoje decorreu no Instituto Francês de Relações Internacionais (IFRI), em Paris, Luaty Beirao disse que é preciso aproveitar a “retórica de abertura”…

Leia mais

Esperança renovada
(é assim há… 42 anos)

A situação dos direitos humanos em Angola ainda preocupa, pois persistem ainda violações a vários níveis, mas a eleição do novo Presidente alimenta a esperança, com as promessas de combate à corrupção e à má gestão dos dinheiros públicos. Quem o diz é a Human Rights Watch, organização que ao longo dos anos tem desmascarado os crimes do regime que governa o país desde 1975. A consideração está contida no “Relatório Mundial 2018: Luta pelos Direitos Tem Sucesso”, de 643 páginas, elaborado pela organização Human Rights Watch, que analisa a…

Leia mais