Está na hora, Adalberto!

Adalberto da Costa Júnior, no primeiro encontro enquanto líder da UNITA com o Presidente angolano, João Lourenço, pediu a devolução do património do seu partido, “nunca cumprida”, e que estava prevista nos acordos de paz (rendição). “Foi uma boa conversa, uma conversa aberta a que esperamos dar continuidade futura no sentido de criarmos confiança e diálogo, mesmo quando possa haver leituras divergentes, para que tenhamos oportunidade de encontrar momentos de aproximação”, disse Adalberto da Costa Júnior, após a longa audiência de cerca de hora e meia na Cidade Alta, em…

Leia mais

Situação em Angola preocupa Embaixador da Paz

O Embaixador para a Paz Mundial, João Kanda Bernardo, manifesta-se preocupado com os acontecimentos que têm marcado a sociedade angolana nos últimos tempos e toma medidas de prevenção de conflitos. Para além de contactos feitos recentemente junto de gabinetes de chefes de governos de três potências mundiais, o Embaixador Kanda foi também recebido nesta terça-feira 03.11.2020, pelo Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, apesar de o país ter entrado outra vez em quarentena. Durante a audiência ocorrida no Ministério alemão, o “Pacificador Universal” e o seu homólogo abordaram também a…

Leia mais

Portugal responderá:
O que é isso de Cabinda?

O Alto Conselho de Cabinda, que congrega vários movimentos e grupos, pede a Portugal que promova e sirva de mediador de negociações com o Governo de Angola para um acordo de paz naquele território independentista. Esquecem-se que os políticos portugueses (alguns, pelo menos) sabem mas não querem saber o que é Cabinda, limitando-se a fazer o que o MPLA mandar fazer. “O Alto Conselho de Cabinda exorta as autoridades angolanas, portuguesas, a União Africana e as Nações Unidas para que se dê início às negociações entre as autoridades angolanas e…

Leia mais

É hora de emergir, 29 anos depois, a verdade

15 ou 19 de Maio de 1991, impõe um Ponto Prévio: Antes de entrar na abordagem vale lembrar que há imprecisões de dados na recente revelação de Gonçalves Cahilo segundo as quais foi ao seu pai , o malogrado jornalista Paulo Cahilo a quem a UNITA interceptou via rádio transmitir e não a William Tonet, dando lugar ao primeiro encontro no Alto Kauango, entre FALA e FAPLA, em Maio de 1991. Por José Gama Jornalista O oficial das extintas FALA que fez a intercepção na altura, confirmou ao autor destas…

Leia mais

General Banza afirma:
«Papel de William Tonet foi determinante para a paz»

Ao que parece, fazendo fé na verdade oficial do regime, continua a ser crime (talvez contra a segurança do Estado) o facto de o Acordo do Alto Kauango (ou Cauango) ter sido mediado, em 1991, por um autóctone angolano, William Tonet. Vinte e nove anos depois da assinatura, o Folha 8 publica a opinião de um dos principais protagonistas, o General Marques Correia “Banza” (foto). Factos são factos. E um deles, o de ter sido um angolano a mediar pela primeira vez o conflito entre angolanos, deveria ser motivo de…

Leia mais

Paz de barriga vazia!

O Folha 8 decidiu “decretar” o dia 4 de Abril como o seu “feriado” de reflexão. Reflectir é preciso. Para todos? Não. Em 2018, o Bureau Político do MPLA, partido no poder desde 1975, enalteceu a importância de José Eduardo dos Santos no alcance da paz em Angola. Alguém disse: “Vocês é que estão a dormir… por isso é que o MPLA está a aldrabar-vos”. “Honra seja dada ao arquitecto da paz, camarada José Eduardo dos Santos, presidente do MPLA, que, nos momentos mais adversos da história recente de Angola,…

Leia mais

Um Nobel, já!

O presidente de Angola, curiosamente também Presidente do partido (MPLA) que “só” governa o país há 44 anos e também Titular do Poder Executivo, felicitou o primeiro-ministro da Etiópia, pela atribuição do Nobel da Paz e considerou-o como “um exemplo inspirador” a ser seguido por líderes e figuras políticas africanas. João Lourenço pensa que, para além da maioria dos autóctones, todos os outros povos são matumbos. “E ste Prémio que acaba de lhe ser atribuído é uma demonstração clara de que sempre vale a pena colocar acima de qualquer diferença…

Leia mais

JLo à luz de Picasso

É sobejamente conhecida aquela sensação de amor à primeira vista e de que como esta determina o início uma nova era tal como numa epifania ou num achaque religioso evangélico. Subitamente, libertámo-nos de amarras antigas ingressando de rompante num admirável mundo novo (não propriamente o de Aldous Huxley – o neto – que em parábolas assombrosas discorreu sobre a desumanização e subjugação dos seres humanos o que não raramente acontece em amores à primeira vista). Por Brandão de Pinho Senti isso algumas vezes na vida. Em relação a questões íntimas…

Leia mais

A Bienal que vai debater resolução de conflitos

A resolução de conflitos (em África) é um problema de todos os africanos e Angola quer partilhar experiências e trazer contributos para este debate na Bienal de Luanda, disse à Lusa o secretário de Estado da Cultura angolano, Aguinaldo Cristóvão. A não-violência é um dos temas de destaque na Bienal de Luanda – Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz que começa quarta-feira, em Luanda, e se prolonga até domingo. Em África “temos alguns problemas relacionados com conflitos, temos violência, mas estes problemas não podem ser vistos de modo estanque”,…

Leia mais

Acordos, memorandos mas
o dedo sempre no… gatilho

Os Presidentes do Uganda, Yoweri Museveni, e do Ruanda, Paul Kagamé, assinaram esta quarta-feira, na capital angolana, o Memorando de Entendimento de Luanda, que coloca fim a acusações mútuas entre os dois países. Ver para crer… até quando, como de costume. Isto porque, por exemplo, Darfur foi… ontem! O acto de assinatura do documento ocorreu durante uma cimeira quadripartida, em que participaram além dos dois Presidentes, os chefes de Estado de Angola, João Lourenço, da República Democrática do Congo (RD Congo), Félix Tshissekedi, e da República do Congo, Denis Sassou…

Leia mais