“Folha 8” é fonte de liberdade e resistência

Vi muitos bons jornais chegarem e fomos testemunhas de como jornalistas e livres-pensadores foram brutalmente assassinados por um sistema que se auto-denominava “democrático” mas era, e ainda é, considerado o maior inimigo da liberdade de imprensa no mundo, por não tolerar hoje, como o fazia no passado, opiniões contrárias. Por Emanuel Matondo Foi neste contexto de ideologia intolerante, herdada do legado de Stalin (ex-ditador soviético), considerado por muitos, como um assassino, que o Jornal “Folha 8“ surgiu, resistiu e continua a lutar contra uma pseudo-democracia. Resiste à violência – seja…

Leia mais

“Folha 8” deve continuar a caminhada em defesa das liberdades fundamentais

Eis um dos poucos meios da comunicação social angolana que soube afirmar-se desde o seu nascimento perante a necessidade de se informar com verdade e isenção. Assim mandam as regras e a ética deontológica. Nesta sua peregrinação diária em prol das liberdades e da democracia, o jornal “Folha 8” é, para mim, uma das conquistas em Angola por uma imprensa livre e independente, fazedora e promotora do direito à opinião. Por João Carlos Jornalista Quer queiramos ou não, este projecto lançado por William Tonet – que tem sabido dirigir uma…

Leia mais

Eram escudo e lança forte, as palavras!

1991 foi um ano muito importante para os Angolanos. Vivíamos um tempo de esperança. Acreditámos que era possível mudar, libertarmo-nos da ditadura marxista-leninista, dos populismos castrantes e das perseguições políticas absolutamente gratuitas que vitimaram milhões de inocentes. Queríamos mudança, viver em paz e em democracia. Queríamos ser livres e aspirávamos à prosperidade. A felicidade parecia-nos então tão perto, tão próxima que quase a podíamos ter nas mãos. Por Adriano Parreira Doce ilusão, miragem num deserto de intolerância. Na verdade, nunca estivemos tão longe dos nossos sonhos, que nunca chegariam a…

Leia mais

“Folha 8 é um cântico à liberdade de imprensa”

O Folha 8 existe desde 1995. Se lhe pedíssemos, caro leitor, um depoimento sobre o nosso trabalho, o que nos diria? Foi essa pergunta que foi colocada a algumas personalidades do universo lusófono. Hoje publicamos a opinião de Eugénio Costa Almeida, Investigador do Centro de Estudos Internacionais do ISCTE-IUL(CEI-IUL) e do CINAMIL, e investigação para Pós-Doutorado pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto. Por Eugénio Costa Almeida «O Jornal Folha 8 está, uma vez mais e para satisfação de todos os que o lêem – seja em papel,…

Leia mais

Mensagem de esperança da FLEC-FAC ao Povo Cabinda

Em comunicado enviado ao Folha 8, intitulado “Mensagem ao povo de Cabinda”, a FLEC-FAC recorda as palavras de João Lourenço para concluir que, feitas as contas, tudo continua na mesma ou pior. Eis, na íntegra, o texto assinado pelo comandante das FAC, Matete Dias Luís José: «A todos os cabindeses do mundo inteiro onde quer que vocês se encontram, em nome do Presidente Emmanuel Nzita e de toda a direcção política na Europa como aqui nas zonas libertada, e em nome de todos os mártires do povo de Cabinda, do…

Leia mais

Morreu Afonso Dhlakama, líder histórico da Renamo

Afonso Dhlakama, de 65 anos, líder da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), morreu esta quinta-feira, 3 de Maio. As informações, ainda muito escassas, e avançadas por fontes partidárias, estão a ser veiculadas através das redes sociais. O  líder da Renamo faleceu de complicações ligadas a diabetes. Afonso Dhlakama vivia refugiado na serra da Gorongosa, no centro do país, desde 2016, tal como já o havia feito noutras ocasiões, quando se reacendiam os confrontos entre a Renamo e as forças de defesa e segurança de Moçambique. O líder era um homem controverso,…

Leia mais

Foi há um ano. Foi hoje!

Condenados há um ano por uma coisa chamada Tribunal de Luanda como organização criminosa, os activistas angolanos do grupo conhecido como “15+2” ainda recuperam após meses na prisão, mas assumem que a luta por um país melhor nunca esteve tão viva. Ainda bem. Também em Angola ainda há quem… resista. “A prisão foi uma experiência enriquecedora para quem sabe estar num processo de libertação de um regime comprovadamente opressivo”, começa por recordar Luaty Beirão, de 34 anos e um dos 17 condenados a penas efectivas de cadeia a 28 de…

Leia mais

Obrigado!

Não há desafio que elas não aceitem e não aguentem. Muitas vezes classificadas como o sexo mais frágil, mas elas não se deixam abalar por meras palavras. A prova disso são todas aquelas que lutam para mostrar que merecem todo o respeito e consideração conquistados ao longo da história da humanidade. Por Ricardo Ramos Às vezes sinto que elas só são tratadas como sexo mais frágil para nós termos uma desculpa e podermos retribuir parte daquilo que elas fazem por nós. Nunca conseguiremos devolver tudo aquilo que vos devemos, a…

Leia mais

FLEC diz que a luta continua

A Frente de Libertação do Estado de Cabinda (FLEC) reivindicou hoje a morte de dois operacionais do Exército angolano, em confrontos com as Forças Armadas de Cabinda (FAC), afirmando ainda ter apreendido armas e munições. Num “comunicado de Guerra» da FLEC/FAC enviado ao Folha 8, assinado por “Ngoma” – Chefe Operacional da FLEC/FAC – refere-se que o ataque a um grupo de “dezenas de militares” das Forças Armadas Angolanas (FAA) aconteceu na segunda-feira pelas 15:40, na área de Chibango, região de Massabi, junto à fronteira com a República do Congo.…

Leia mais

Pacotilha de leis do regime “amputa” jornalistas

O exercício do jornalismo em Angola está prestes a levar mais uma “facada pelas costas”, tão logo seja aprovado o pacote de leis da iniciativa do titular do poder Executivo, José Eduardo dos Santos, e com este “rude golpe” inviabilizar drasticamente a “já quase inexistente” liberdade de imprensa no país. Por Sedrick de Carvalho Esta é a compreensão da maioria dos jornalistas que estiveram presente no colóquio realizado pela representação em Angola do Instituto de Comunicação Social da África Austral (MISA, na sigla em inglês), isto na quarta-feira última, dia…

Leia mais