LOURENÇO “ASSASSINA” RECONCILIAÇÃO E PREPARA ARMAS PARA A GUERRA

A velha geração de dirigentes africanos, muitos oriundos dos movimentos de libertação, no poder faz mais de quatro décadas, autênticos ditadores e corruptos, que resistem à alternância democrática do poder, são uma verdadeira comédia. A União Africana longe de representar os povos é um clube de compadres, unidos pela institucionalização da ladroagem e da ditadura. Juntos, são uma vergonha. Assassinos dos sonhos, da democracia, do desenvolvimento social e económico dos países e respectivos povos. Realizar eleições e contar com observadores africanos, lamentavelmente é o mesmo que contar com cegos e…

Leia mais

REEDUCAÇÃO PATRIÓTICA A BEM DO REGIME

Este texto, que aqui reproduzo na íntegra, foi publicado no dia 15 de Julho de 2012. Dez anos depois, apenas mudaram algumas moscas, mas a trampa continua a ser a mesma ou, em muitos casos, ainda mais putrefacta. Por Orlando Castro «O secretário para informação do MPLA, Rui Falcão, defende (isto é como quem diz) um jornalismo responsável que tenha sempre em consideração a liberdade de opinião. Discursando no lançamento da “Revista Juventude”, da JMPLA, Rui Falcão afirmou que a educação dos jovens continua no centro da atenção do MPLA.…

Leia mais

SACANAGEM PARTIDOCRATA NÃO TEM VERGONHA

Um político com higiene intelectual (que Rui Falcão, secretário de (des)informação do MPLA, não tem), diante de um índice de rejeição popular elevado devido as danosas e dolosas políticas económico-sociais, responsáveis por 20 milhões de pobres, em 46 anos de (des)governação, não pode ter a “topetice” de antever, não só, uma vitória eleitoral folgada, em Agosto/22. Mais, não se pode vaticinar, a renovação de confiança do cidadão, explorado, discriminado e brutalizado, por mais 50 anos, salvo se tal convicção resultar de alguém, com uma íntima ligação do intestino grosso ao…

Leia mais

Melhor governo há 46 anos é o do MPLA…

Mais de 1,3 milhões de pessoas (mesmo que consideradas pelo MPLA como de segunda, ou terceira, categoria) no sudoeste de Angola sofrem de “fome extrema” devido à pior seca dos últimos 40 anos, que deixou campos áridos, pastagens secas e reservas alimentares esgotadas, advertiu hoje o Programa Alimentar Mundial (PAM). Por Orlando Castro (*) Pena é que este organismo da ONU não se preocupe em saber a razão pelo qual o governo (o mesmo há 46 anos) nada faz profilacticamente e se limite a constatar o óbvio, razão pela qual…

Leia mais

Os biolarvicidas do MPLA

Angola recebeu 21 mil litros de biolarvicidas, produto para eliminar larvas de mosquitos, no âmbito da sua estratégia de combate à malária, que este ano provocou mais de 9.000 mortos em 6.000.000 de casos, anunciou esta segunda-feira o governo. Recorde-se que, segundo o órgão oficial do MPLA (Jornal de Angola), em Abril de 2012 a malária estava em vias de… extinção. Uma nota de imprensa do Ministério da Saúde divulgada esta segunda-feira refere que o produto foi adquirido na Tanzânia e será distribuído em todos os municípios do país para…

Leia mais

Kahama e Kuroca, os campos para a morte

A vida é uma bênção, mas também uma incógnita e um oceano de adversidades, confrontada, no quotidiano com luta, batalha, guerra, tristeza, alegria, filhos, família e sonhos. A liberdade, como bem maior, tem na felicidade a melhor aliada, para um ser humano credibilizar a sua soberania. Sócrates (470-399 aC), o grande filósofo dizia: “A vida não examinada não vale a pena ser vivida”. Por William Tonet O Folha 8 ouviu, viu e sentiu o clamor, gemeres e sentires das suas gentes, vindas do interior do torrão identitário e, ao contrário…

Leia mais

Boçalidade política coloca os angolanos pior que os cães

O clima de tensão, nos últimos quatro anos, está em crescendo, em função do fracasso, raiva, selvajaria e boçalidade da política económica liderada por Manuel Nunes e cegamente apoiada pelo Titular do Poder Executivo. Por William Tonet Angola, pela incompetência e falta de visão de desenvolvimento sustentado do território, pelo partido que sustenta o Executivo, está colocada sob a bota abjecta e neocolonialista do FMI (Fundo Monetário Internacional). Nos países civilizados, conduzidos por dirigentes comprometidos com a cidadania e a democracia, existem três órgãos de poder de Estado: Legislativo, Executivo,…

Leia mais

Crianças são escravos em duplicado

Angola fracassou no alcance das metas definidas no protocolo internacional dos 11 compromissos da criança, dizem analistas angolanos para quem é necessário que o Governo do MPLA há 46 anos tenha (como é seu dever) um papel mais activo para que se cumpram esses objectivos. Os 11 compromisso são “a esperança de vida ao nascer”, a “segurança alimentar e nutricional”, o “registo de nascimento”, a “educação da primeira infância”, “a educação primária e formação profissional”, “ justiça juvenil”, “prevenção e redução do impacto do VIH/SIDA nas famílias e nas crianças”,…

Leia mais

Milhões de angolanos em risco

Milhões de pessoas estão em risco de vida e muitas já abandonaram as suas casas no sul de Angola devido à seca agravada pelas alterações climáticas que está a devastar aquela região, alertou a Amnistia Internacional. Enquanto isso obras emblemáticas do regime, como o metropolitano de Luanda ou o satélite AngoSat, estão a “bombar”. Viva os quase 46 anos de governação do MPLA… A organização humanitária referiu que a criação de fazendas para o comércio de gado em terras comunitárias expulsou comunidades pastorícias das suas terras desde o final da…

Leia mais

A verdadeira marca registada do MPLA

Por estes dias, vagueando pela internet, em sítios sobre notícias sobre Angola, passei por um título deveras interessante, “Angola tem mais de 64.000 marcas registadas”. Para ser mais preciso, o referido montante é de 64.968 marcas. Veio-me logo à cabeça, mas falta uma! De facto o número correcto deveria ser de 64.968 + 1. Este mais um é a marca que faltava, é a grande marca registada do MPLA. A sua referência máxima! O seu paradigma! O seu nec plus ultra em termos de competência! O lixo! Por Carlos Pinho…

Leia mais