Governo promete meter
ainda (muito) mais… água

O Governo angolano (diz que) vai investir 500 milhões de euros na construção de novos sistemas de captação, tratamento e distribuição de água potável nas sedes das províncias de Luanda, Benguela, Malanje, Moxico, Cuanza Norte, Uíge e Huíla, a partir do segundo semestre de 2020, altura em que arrancam as obras. A construção das infra-estruturas conta com o financiamento da Espanha, Japão, Alemanha e Índia e visa dar resposta às necessidades de melhoria da qualidade e quantidade de água destinada a mais de sete 7.500.000 consumidores, bem como atingir uma…

Leia mais

Se há rios pode haver barragens. Quem diria?

A província de Namibe, em Angola, vai ter (isto é…) seis novas barragens, num investimento estimado de 800 milhões de dólares, de acordo com um projecto apresentado pelo Instituto Nacional de Recursos Hídricos (INRH). De acordo com o órgão oficial do MPLA, Jornal de Angola, o projecto, apresentado na cidade de Moçâmedes, capital da província, prevê a construção de seis barragens nos principais rios do Namibe, com o objectivo de atenuar os efeitos da seca naquela região angolana. Num investimento estimado de 800 milhões de dólares (cerca de 735 milhões…

Leia mais

Dêem-nos água, por favor!

O secretário de Estado das Águas de Angola, Lucrécio Costa, pediu, hoje, na cidade da Praia, apoio à Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) para combater a seca prolongada que assola o sul do país. Apesar de o Governo de João Lourenço meter água por todos os lados, lá vamos ter pedir ajuda ao democrata, impoluto e venerável Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, presidente da Guiné Equatorial, o grande amigo do MPLA. “V ivemos um período de seca prolongada no sul do país e esperamos também que a contribuição e…

Leia mais

Eles contra-atacam a seca

O MPLA, partido no poder em Angola desde 1975, garante que tem um programa “bastante sólido” para acudir às populações afectadas pela seca no sul do país, rebatendo críticas recentes do presidente da UNITA sobre alegada “insensibilidade” do Governo aos afectados. É verdade. O MPLA encomendou esse programa há 44 anos mas, devido à… seca, ele só agora chegou a Luanda. Segundo a vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, citada na edição hoje do órgão oficial do MPLA (o Jornal de Angola), o seu partido tem um programa “bastante sólido” e…

Leia mais

Redução no IVA da água
e mais apoios à indústria

A Associação das Indústrias de Bebidas de Angola (AIBA) afirma que o sector atravessa “uma crise significativa” e reivindicou uma revisão fiscal em baixa, incluindo do IVA sobre a água. Como alternativa, certamente que o governo poderá dar mais uma volta pelo mundo à procura de alguém que lhe conceda mais algum… fiado. “N ão faz sentido num país como Angola em que não existe, infelizmente, ainda acesso generalizado a água potável, onerar o preço da água ao consumidor em cerca de 10%, como acontecerá se se mantiver a proposta…

Leia mais

Sem dinheiro para pagar multas continuam detidos

Os sete activistas (Revús) condenados pelo crime de desobediência, por reivindicarem falta de água na Zona Alta do Lobito, a uma pena convertida em multas no valor de 40 Kwanzas por dia, durante vinte meses, pelo Tribunal de Comarca do Lobito, na província de Benguela, a 5.7.2019, continuam detidos por falta de valores. Por Pedrowski Teca Para além da acusação de desobediência, também lhes foram impostos os crimes de “assuada” (ajuntamento de pessoas em local público para criar desordem) e “injúria” contra agente da autoridade, num julgamento onde os réus…

Leia mais

Mega aumento da energia invade o país já no dia 15

O Governo angolano adiou para 15 de Julho a entrada em vigor do aumento (como exige o Fundo Monetário Internacional) do tarifário da energia, que sofre um reajuste até 97%, deixando o Estado de a subvencionar, informou o Ministério das Finanças. Na electricidade, “categoria doméstica monofásica”, onde se encontram integrados a maioria dos consumidores, o aumento será de 66%. Um comunicado de imprensa do Ministério das Finanças refere que a implementação do Novo Regime Tarifário da Energia Eléctrica deveria vigorar desde o passado dia 24 de Junho, mas “por razões…

Leia mais

Luanda “lidera” programa “Água para todos”

O título do sempre bem informado Jornal de Angola diz tudo: “Alguns bairros de Luanda voltam a receber chuva”. Haja Deus! Já não era sem tempo. Receber é preciso… nem que seja chuva! Ou, pelo contrário, seria melhor que a chuva deixasse Luanda em paz e rumasse para o Sul? Seja como for, o Governo prometeu implementar, e está a cumprir, o programa “Água para todos”. Embora tenha sido um programa de José Eduardo dos Santos, é de acreditar que com João Lourenço agora é que vai ser. O programa…

Leia mais

A falta de água mostra o mau estado deste Estado

Luanda está a enfrentar desde domingo restrições ao abastecimento de água devido a “questões técnicas” e com a “reduzida capacidade de produção”, explicou hoje a empresa pública. Se a isso se juntar os problemas com o fornecimento de energias ficamos a saber o (mau) estado em que o Estado está. Segundo o porta-voz da Empresa Pública de Água de Luanda (EPAL), Waldemir Bernardo, a empresa produz em média 500 mil metros cúbicos de água por dia, enquanto a necessidade de abastecimento de Luanda está acima de um milhão, para uma…

Leia mais

70% dos mais pobres do mundo são africanos

Segundo os números da World Data Lab, uma empresa de estatísticas que trabalha com a UNICEF, em Março o número de pessoas que saíram da pobreza extrema suplantou o número das que caíram nesta situação. Esta realidade não se aplica, infelizmente, a Angola. O número de africanos que conseguiram sair da pobreza extrema ultrapassou em Março, pela primeira vez desde que foram definidos os Objectivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), o número de pessoas que entraram nesta situação. De acordo com o World Data Lab, na compilação de dados e projecção…

Leia mais