Portugueses vão ajudar a higienizar o MPLA

O Governo Provincial de Luanda (GPL) vai contar com o apoio de construtoras portuguesas, entre outras, para a recolha gratuita das toneladas de lixo acumulado na capital de Angola, revelou fonte de uma das empresas. Fazem bem. Se, segundo o MPLA, os portugueses andaram a fazer lixo desde 1576 e o MPLA a fazer porcaria desde 1975… A solicitação foi feita na semana passada durante uma reunião com o GPL onde estiveram presentes construtoras de vários países, incluindo portuguesas, chinesas e de outras nacionalidades, e teve acolhimento por parte das…

Leia mais

Lixento lixo do lixoso MPLA

O secretariado do Bureau Político do MPLA, partido no poder há 45 anos, recomendou maior celeridade do MPLA (no Poder desde 11 de Novembro de 1975) na resolução do problema da recolha e tratamento de resíduos sólidos em Luanda, ou seja, do lixo. De acordo com o comunicado final da IV reunião extraordinária, orientada pela vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, o assunto foi analisado de acordo com as ordens superiores, tendo os participantes tomado conhecimento das medidas em curso para a solução do problema que, como se sabe, foi posta…

Leia mais

As lixeiras dos lixeiros do re(i)gime

Angola (país governado há 45 anos pelo mesmo partido, o MPLA) está a perder anualmente 576 milhões de euros, por não valorizar as 6,3 milhões de toneladas de lixo produzidas por ano em todo o país, metade das quais só em Luanda, reconhece o próprio Governo. O ministro da Economia e Planeamento, Sérgio Santos, anunciou hoje aos jornalistas no final da reunião da Comissão Económica do Conselho de Ministros, orientada pelo Presidente da República, Presidente do MPLA e Titular do Poder Executivo, João Lourenço, que foi aprovado um projecto de…

Leia mais

Lixo “made in” MPLA

O Ministério do Ambiente de Angola tem por missão propor a formulação, conduzir, executar e controlar a política do Executivo relativa ao ambiente numa perspectiva de protecção, preservação e conservação da qualidade ambiental, controlo da poluição, áreas de conservação e valorização do património natural, bem como a preservação e uso racional dos recursos naturais. O Ministério do Ambiente anunciou em Julho de 2017 que ia contratar a empresa China Harbour Engineering Company (CHEC) para construir, em Luanda, uma fábrica de reciclagem de resíduos sólidos, num investimento público de 195 milhões…

Leia mais

Recém-nascidos deitados às lixeiras no Longonjo

O número de recém-nascidos encontrados em lixeiras, após o abandono com vida, supostamente pelas próprias mães, tende a aumentar na província do Huambo, com o registo de mais um caso, no município do Longonjo, perfazendo quatro vítimas, em menos de dois meses. Do ponto de vista de quem manda, o MPLA, não é preocupante porque essa malta do Huambo não são propriamente… angolanos. De acordo com o porta-voz da Polícia Nacional no planalto central, intendente Martinho Kavita Satito, em declarações à ANGOP, o facto deu-se neste domingo, numa residência abandonada…

Leia mais

O lixo é mesmo património (material) do querido MPLA

A circulação dos comboios do Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL), no troço Bungo/Baia, ainda na capital angolana, poderá paralisar em breve, devido à quantidade de lixo naquela linha férrea e à vandalização dos comboios. Alguém acredita nisso? Não. Nem pensar. Isso acontecia antes da independência. Depois do MPLA ter comprado Angola isso acabou… A preocupação foi transmitida pelo presidente do CFL, Júlio Bango, após uma visita àquele troço, que liga os municípios de Luanda, Cazenga e Viana, e onde semanalmente morrem entre quatro a seis pessoas ao tentar atravessar a linha…

Leia mais