(MAIS UMA VEZ) NÃO FORAM OS VOTOS QUE DECIDIRAM

Os deputados do MPLA, no poder em Angola há 47 anos, prometeram hoje “mostrar mais trabalho” durante a nova legislatura que se inicia, após as eleições, e “desconstruir a ideia” de que estão apenas na Assembleia Nacional em busca do que, como todo o mundo sabe, regalias e mordomias típicas de um regime rico que, desde a independência, conseguiu que para uma população de 33 milhões existam 20 milhões de pobres. Milonga Bernardo, deputado que se estreia no Parlamento pelo MPLA, manifestou gratidão por constar da lista dos 124 deputados…

Leia mais

DIÁLOGO É A ARMA DOS FRACOS

Para o primeiro-ministro de Portugal, o socialista António Costa, a palavra-chave em “maioria de diálogo” é “maioria”. O seu camarada do MPLA, João Lourenço, vai aproveitar a citação com uma ligeira alteração, praticada pelo MPLA há 47 anos: “Com maioria não há diálogo”. O que diriam os portugueses se, desde 1974, tivessem tido governos sempre do mesmo partido e sempre com maioria absoluta, se – por exemplo – o líder do PS fosse ao mesmo tempo Titular do Poder Executivo (primeiro-ministro), Presidente da República e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas? O…

Leia mais

DEMOCRACIA? ONDE? ONDE?

Os partidos políticos estão para as democracias (quando estas existem) como o sangue está para o corpo humano (quando este está vivo), razão pela qual o funcionamento organizado e com elevado sentido de Estado dos partidos constitui um ganho inestimável… nas democracias. Como em Angola não existe democracia, este texto não se lhe aplica. Por Orlando Castro Numa altura em que, supostamente, Angola realização eleições no dia 24 de Agosto, não há dúvidas de que urge enaltecer uma coexistência política pacífica, deste que os subalternos não ponham em dúvida a…

Leia mais

CORRUPÇÃO AO MAIS ALTO NÍVEL NO MPLA

Como o Folha 8 avançou mesmo muito antes de os angolanos terem sido figurantes na comédia a que o MPLA chamou de eleições, João Lourenço continua a ser o dono dos escravos, como hoje reconheceu a sua sucursal de ineptos bajuladores e corruptos que têm assento bem remunerado na espécie de tribunal pomposamente apelidado de “Tribunal Constitucional”, que validou os resultados da farsa e que dão a vitória ao MPLA. A (re)coroação será dia 15. Por Orlando Castro A cerimónia de investidura do Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço,…

Leia mais

MORREU A DEMOCRACIA, VIVA O SEU ASSASSINO!

Numa década o número de países africanos classificados como autoritários no Relatório sobre o Estado Global da Democracia ultrapassa o número de democracias. Como não poderia deixar de ser, o MPLA deu agora mais um decisivo contributo para assassinar a nossa embrionária democracia. Parabéns presidente João Lourenço. Por Orlando Castro Não é só em África, obviamente. Mas a verdade (os angolanos são testemunhas privilegiadas) é que a democracia está a perder a guerra, seja por incapacidade interna, causas externas e, ainda, pela letargia e conivência das mais válidas… democracias para…

Leia mais

MPLA DERROTA UNITA POR 10 – 1

Na sua faceta de comediante institucional, o Tribunal Constitucional (do MPLA) decide até quinta-feira (amanhã) o que o MPLA lhe mandou decidir sobre os recursos interpostos pela UNITA e pela CASA-CE sobre os resultados eleitorais de 24 de Agosto, disse hoje fonte da instituição. Ou seja, o MPLA mandou decidir que quem ganhou foi o… MPLA. Isto porque dos 11 juízes do TC, 10 são do MPLA. “Até amanhã, quinta-feira ficam decididos os recursos do contencioso eleitoral”, disse à Lusa fonte do TC angolano. Aquele órgão judicial está a fingir…

Leia mais

SABER O QUE SE PASSA E ESTAR CALADO É CRIME

Mostrando que, como acontece com a TPA, por exemplo, têm o cérebro ligado aos intestinos, muitos jornalistas portugueses dizem, em síntese, que “colectivo de juízes indefere providência cautelar da UNITA”. Esquecem-se, contudo, de dizer que dos 11 juízes 10 são do MPLA. Se fossem vegetar no seu ambiente natural, as latrinas cheias de merda, o ambiente seria muito mais puro. Por Orlando Castro “A liberdade de expressão exige um nível de responsabilidade acrescido e uma maior literacia mediática, que possibilite a cada cidadão distinguir o tipo de informação que consome.…

Leia mais

MPLA ATRIBUI VITÓRIA AO MPLA

O Tribunal Constitucional do MPLA (Angola) rejeitou o recurso da UNITA contra o resultado das eleições gerais de 24 de Agosto, que deram a vitória ao MPLA e ao seu líder, João Lourenço. A decisão não pode ser alvo de recurso, o que oficializa os resultados que dão a vitória ao MPLA. Numa decisão emitida na noite de segunda-feira, o Tribunal Constitucional (sucursal do MPLA) descartou o pedido de providência cautelar apresentado pela UNITA, que queria a anulação do resultado das eleições. A UNITA alegava que os dados da contagem…

Leia mais

“UGP FINANCIOU O MPLA”

Um dos 49 arguidos angolanos do caso Lussati relevou em tribunal que a Unidade da Guarda Presidencial (UGP) financiou as campanhas eleitorais do MPLA de 2008, 2012 e 2017 e que o órgão terá subornado igualmente militantes da UNITA. Nada de novo, no reino. Uma fonte da defesa do processo disse hoje que a revelação do coronel Jacinto Hengombe, antigo assistente principal da ex-Casa de Segurança do Presidente angolano, foi feita na terça-feira durante a sua audição em sede de interrogatório. Além de a UGP ter suportado as despesas do…

Leia mais

DENG XIAOPING? NÃO. KIM JONG-UN? SIM

João Lourenço, o “Único”, tornou-se Presidente angolano em 2017 e em 2022 (ao que parece) sem, tal como Eduardo dos Santos, ser nominalmente eleito. Tudo normal no reino. O MPLA, com base na sua superior lei da batota, ganha todas as “eleições”. Tudo normal… na anormalidade de um país que deixou de ser de partido único para passar a ser de único partido. O antigo general prometeu ser reformador, ao estilo Deng Xiaoping, rejeitando a classificação de “Gorbachev angolano” (hipótese realçada, pela primeira vez, pelo angolano, Mestre da Lusofonia, Eugénio…

Leia mais