Melhores condições de voto para deficientes

As autoridades angolanas (leia-se MPLA) querem garantir que pessoas com deficiência, sobretudo auditiva e visual, participem, “activamente” nas primeiras eleições autárquicas do país, agendadas para 2020, exercendo o direito de voto “sem depender de terceiros”, disse hoje fonte oficial. Não será problema. Se, nas eleições anteriores, o MPLA até conseguiu que os mortos votassem nele… Em declarações hoje à Lusa, o director nacional para a Inclusão da Pessoa com Deficiência de Angola, Micael António Daniel, disse que o assunto está a ser ponderado pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE), entidade que…

Leia mais

Saberemos onde urinar
sem a ajuda dos cães-guia
do Bloco de Esquerda?

O Governo de Angola apelou hoje à população para se abster de participar em qualquer iniciativa que coloque em causa a ordem e tranquilidade pública, na sequência dos acontecimentos registados recentemente em Portugal, com cidadãos angolanos e portugueses de origem angolana, no bairro da Jamaica. Meia dúzia manifestaram-se hoje, no Seixal, guiados e instruídos pelo Bloco de Esquerda que não quer perder este nicho de mercado… eleitoral. Por Orlando Castro (*) Num comunicado, o Ministério do Interior de Angola relaciona o apelo com o facto de estar a “acompanhar, com…

Leia mais

Tumultos no Centro de Escrutínio Nacional

À Redacção do Folha 8 acabam de chegar várias denúncias provenientes do Centro de Escrutínio Nacional das eleições de Angola, localizado no Centro de Convenções de Talatona (CCT), dando conta que estão a impedir a entrada de certos Delegados de Lista dos partidos políticos da oposição, sobretudo, os presidentes de Mesas de Voto das mesmas organizações políticas. Por Pedrowski Teca “Estão a ser impedidos de participar directamente na sala de contagem de boletim”, denunciou um dos Delegados de Lista no local. O Centro de Escrutínio Nacional é a estrutura da…

Leia mais

Mitigar fome dos escravos
dá votos ao dono do reino

O Governo angolano, certamente atento ao calendário eleitoral mais do que ao facto de o país ter 20 milhões de pobres, vai lançar até final de Junho (as eleições são em Agosto) a Reserva Estratégica Alimentar do Estado, com o objectivo de ter abastecimento de alguns alimentos “durante um período mínimo” e garantir a segurança alimentar. Parece uma anedota de muito mau gosto, típica de um regime feudal, mas é uma realidade protagonizada pela equipa de sua majestade o rei José Eduardo dos Santos, coadjuvado pelo seu sipaio candidato a…

Leia mais

A coisificação do povo angolano

O ano eleitoral é o momento supremo para afirmação do poder popular, pois é nessa altura em que o poder real se encontra na rua, nas mãos do seu verdadeiro detentor – o povo – e tem novamente a oportunidade de decidir a quem conceder o seu poder para, em seu nome apenas, gerir o Estado. Por Sedrick de Carvalho Porém, é imperioso que o sistema eleitoral seja justo e transparente para que o poder do povo não seja usurpado por quem não mereceu, nas urnas, a confiança do povo…

Leia mais

Registo eleitoral por medo

O Ministério da Administração do Território de Angola (MAT) procedeu, no período de 27 de Dezembro de 2016 a 4 de Janeiro de 2017, a um processo de “registo eleitoral especial” para vários angolanos residentes no exterior, que estiveram de férias em Angola. Por Pedrowski Teca O Folha 8 teve a oportunidade de conversar com alguns cidadãos que se registaram no mesmo período e notou que a maior preocupação, que os levou ao acto, foi o rumor de que se não fizessem o registo teriam dificuldades de regressar aos países…

Leia mais