Assassino continuará intocável

O Governo angolano, há 45 anos no Poder e formado pelo MPLA, prevê entregar, esta semana, às primeiras famílias, os restos mortais de pessoas que morreram durante os conflitos políticos registado no país entre 1975 e 2002, informou hoje o coordenador do processo. A informação foi avançada pelo coordenador da Comissão de Reconciliação em Memória das Vítimas de Conflitos Políticos (Civicop), o ministro Francisco Queiroz, após uma visita à base central da Comissão de Averiguação e Certificação de Óbitos das Vítimas dos Conflitos Políticos (Cavicoip), localizada no Pavilhão Multiusos do…

Leia mais

23 mortos, 21 feridos, 10 desaparecidos

Deputados da UNITA, da CASA-CE e do PRS, que integram a oposição angolana que o MPLA ainda permite (mas a contagem decrescente já está em marcha), anunciaram hoje que os incidentes de Cafunfo resultaram em 23 mortos, 21 feridos e 10 pessoas desaparecidas, afirmando que as forças policiais “dispararem indiscriminadamente contra os cidadãos”. Na versão oficial os cidadãos é que se atiraram indiscriminadamente contra as balas… “Dos nossos dados temos contabilizados 23 mortos, 11 feridos evacuados para o Dundo, 10 feridos que estão a ser assistidos em Cafunfo, inclusive uma…

Leia mais

Tempestade na Lunda corre mundo

A consultora NKC African Economics considerou hoje que as recentes manifestações e os confrontos mortais em Angola mostram que o descontentamento popular deverá continuar, oferecendo um terreno fértil para a oposição capitalizar a insatisfação dos eleitores. “Não é claro se os eventos em Cafunfo vão levar a mais instabilidade na região ou noutros sítios em Angola, mas o que é claro é que a insatisfação com o Governo de João Lourenço não mostra sinais de desvanecer, o que oferece aos partidos de oposição e aos movimentos independentistas a oportunidade para…

Leia mais

Confrontos com a Polícia fazem vários mortos em Cafunfo-Cuango

O Comando Provincial da Lunda-Norte da Policia Nacional (PN) afirma, em comunicado, “a ocorrência de um acto de rebelião armada praticado por um grupo de aproximadamente 300 elementos, afectos ao movimento Protectorado Lunda Tchokwe que, teve início cerca das 4h00, madrugada deste sábado, dia 30 de Janeiro do ano em curso, na vila mineira do Cafunfo-Cuango” José Mateus Zecamutchima, líder deste movimento, tudo não passou de uma “caça ao homem” com vista a impedirem a realização de uma manifestação prevista para hoje, sábado. Diz a Polícia que os manifestantes eram…

Leia mais

Só morrem os que (ainda) estão vivos

Angola registou, em 2020, progressos no respeito pelas liberdades civis, mas o país manteve o uso excessivo da força contra civis, bem como a repressão aos activistas de Cabinda, denunciou hoje a Human Rigths Watch (HRW). Que grandes progressos, reconhecemos. A procura de comida nos caixotes do lixo não está a ser reprimida. Parabéns, presidente João Lourenço. De acordo com o relatório anual da organização sobre a situação dos direitos humanos no mundo, divulgado hoje a partir dos Estados Unidos da América, as autoridades de Luanda “mostraram dificuldades” para conter…

Leia mais

Covid-19 acelera em África

África ultrapassou nas últimas 24 horas os 1,2 milhões de infectados pelo novo coronavírus, quase duplicando as infecções em pouco mais de um mês, e contabilizando mais 342 mortos em relação ao dia anterior, segundo dados oficiais. O Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), que reúne os dados dos 55 membros desta organização, refere que a região conta agora com 1.202.918 infectados, mais 7.621 do que terça-feira. A meio de Julho, os casos de Covid-19 em África eram sensivelmente metade (625.702 a 15 de…

Leia mais

FLEC diz ter morto oito militares das FAA em Cabinda

As Forças Armadas Cabindesas (FAC) anunciaram hoje em comunicado a morte de 10 soldados, oito angolanos e dois das FAC, durante um ataque a uma unidade das Forças Armadas Angolanas (FAA). Num “comunicado de guerra”, assinado pelo Chefe Operacional da FLEC-FAC (Frente de Libertação do Estado de Cabinda-Forças Armadas Cabindesas), Futi Bonifácio Edinho, os independentistas falam de “intensos combates” entre as FAC e o exército angolano na região de Massabi. No ataque à unidade das FAA, “que se preparava para surpreender uma posição das FAC”, ocorrido na aldeia de Chissanga,…

Leia mais

Quando a Polícia mata

A UNITA, maior partido da oposição que o MPLA ainda permite que exista no seu reino, comparou hoje as mortes provocadas em Angola, pelo uso excessivo de força da polícia, ao assassínio do negro norte-americano George Floyd, asfixiado por um agente policial branco dos Estados Unidos da América. Em comunicado, a UNITA exprimiu a repulsa ante comportamentos similares, que têm ocorrido em Angola, nesta fase da pandemia de Covid-19, “onde as forças da lei e ordem têm usado excesso de força, causando igualmente vítimas mortais”. Em bom rigor, não tivessem…

Leia mais

Fogo na palha(çada)

A quase patológica ânsia de mandar em toda a gente e esperar que toda a gente obedeça servil e bajuladoramente, levou – recorde-se – João Lourenço a exonerar, em Dezembro de 2017, uma pessoa que já tinha morrido dois anos antes (o engenheiro José Pedro Tonet, falecido a 23 de Dezembro de 2015, na África do Sul, sendo na altura da sua morte administrador não executivo da ENANA EP). Mas João Lourenço continua a mostrar que, se calhar, não são só os seus colaboradores que têm o cérebro no intestino…

Leia mais

Só toda a verdade pode curar as feridas que ainda sangram

«As associações integradas na PLATAFORMA 27 de MAIO, designadamente: a Associação 27 de Maio, a Associação M27 e o Grupo de Sobreviventes do 27 de Maio, levam ao conhecimento da opinião pública Angolana e Internacional o seguinte comunicado: 1. A PLATAFORMA 27 de MAIO tomou conhecimento da aprovação pela Assembleia Nacional, no passado dia 21 de Maio do ano em curso, da lei denominada “Regime Especial de Justificação dos Óbitos ocorridos em consequência de conflitos políticos” 2. A PLATAFORMA 27 de MAIO não pode deixar de manifestar que, embora tratando-se…

Leia mais