Como é que o MPLA é um partido milionário?

A acção de Eduardo dos Santos (coadjuvado no partido e no Governo pelo seu braço-direito João Lourenço) visou esconder a incompetência na gestão da economia e salvar o MPLA, desacreditando alguns dos seus mais emblemáticos dirigentes, salvando-os de um julgamento, uma vez a competência saloia destes ter levado milhares de fábricas, fazendas agrícolas, empreendimentos à falência e trabalhadores ao desemprego. De mentira em mentira até à mentira final, Eduardo dos Santos escondeu os crimes dos camaradas, uniu o MPLA, aumentando o seu património financeiro e imobiliário, como accionista “encoberto” da…

Leia mais

Sinistro aumento médio da electricidade será de 97%

A consultora Economist Intelligence Unit (EIU) considerou hoje, tal como Folha 8 tem repetidamente dito, que as novas tarifas da electricidade que entram em vigor em Angola na segunda-feira vão fazer subir a inflação e gerar descontentamento. A diferença está em que a EIU diz que não haverá agitação social e nós dizemos que haverá. “O aumento do descontentamento público em resposta ao aumento dos preços é provável, mas não antecipamos grandes perturbações sociais; a inflação abrandou, mas esperamos que o aumento dos preços da electricidade, o novo Imposto sobre…

Leia mais

País saqueado pode resvalar para nova guerra

Não sei se acredito. Mas não duvido. Não sei se escrevo. Mas escrevo! Não sei o que é ser, em Angola, político do Povo. Mas sei, que os políticos, principalmente os da oposição, atiraram a toalha ao chão, ante o desvario a que estamos votados, por uma gestão económica irresponsável e de, no mínimo, cariz criminosa. Por William Tonet A oposição cala-se. Não vai à rua. Não se mobiliza. Não protesta. Esconde-se… Reclama e reivindica, em “soft”, regra geral, no conforto das poltronas dos gabinetes com ares condicionados ou refastelados…

Leia mais

Estádio da Tundavala está a… saque

Pelo menos dois dos quatro campos construídos em Angola para albergarem a 27ª edição do Campeonato Africano das Nações (CAN) que decorreu de 10 a 31 de Janeiro de 2010 encontram-se em mau estado de conservação. Depois da denúncia feita pelo F8 em Novembro dando conta da degradação do estádio nacional do Chiazi, em Cabinda, eis que agora é a vez do estádio da Tundavala. Orçada em aproximadamente 600 milhões de dólares a construção dos quatro campos, o estádio da Tundavala que custou 70 milhões de dólares, na província da…

Leia mais

SONANGOL a saque total

O país não está bom, como resultado de uma direcção partidocrata, obtusa no projecto de gestão da coisa pública. Nos próximos dias, depois de mais um regabofe, poderemos assistir à neocolonização da maior empresa pública do país, a SONANGOL. Por William Tonet Neocolonização por uma legião de expatriados estrangeiros, capitaneados pela empresária privada, filha do presidente Eduardo, que lhe conferiu poderes “extra large–XXXL”, para esconder as suas debilidades de gestão, resguardada na capacidade de terceiros principescamente remunerados, com base no dinheiro público. A lógica assente no paliativo visa, desde 1975,…

Leia mais

Farto de chorar, o Povo ri-se

Cá no Folha 8, reflectindo o que é um desejo generalizados do povo faminto e, é claro, na linha da ONU que dá toda a cobertura a José Eduardo dos Santos, reiteramos o nosso contributo para o dossier de candidatura ao Prémio Nobel do Presidente, reconhecendo – ao contrário da Forbes – que ele é, no mínimo, o “querido líder” ou “o escolhido de Deus”. U ma das suas características genéticas, que passou ao lado da Forbes e de todos quantos teimam em denegrir a sua divina visão estratégica, tem…

Leia mais

Roubar é um dever revolucionário

Roubar é um dever revolucionário - Folha 8

Em Angola, com o actual governo, parece não haver limites para o cometimento de ilícitos, quer patrimoniais como financeiros. D e proletários, que eram e se regozijam aquando da proclamação da independência, em 11 de Novembro de 1975, converteram-se em proprietários vorazes, superando todos capitalistas, no mundo, calcinados na economia de mercado. Hoje para se ser rico e milionário, em Angola, basta ser bajulador e militante do MPLA ou com ele trabalhar e, também, filho do presidente da República ou seu familiar. Com este status, as portas e cofres dos…

Leia mais