Os relógios de Viegas de Abreu, o proletário rico

Os proletários de muitos países do mundo, principalmente dos subdesenvolvidos, chegados ao poder, rapidamente são contaminados pela “leucemia milionária”, ou seja, convertem-se aos hábitos dos proprietários capitalistas, com retroactivos. O ministro dos Transportes angolano, Ricardo Viegas de Abreu, um dos mais próximos delfins do Presidente da República, João Lourenço, mostra a verdadeira face do seu ADN, que não foge à regra do da maioria dos dirigentes do MPLA, paladinos do “socialismo revolucionário”, que têm um apego indescritível aos bens materiais, desde que abocanharam, fora dos ditames democráticos, o poder há…

Leia mais

Como é que o MPLA é um partido milionário?

A acção de Eduardo dos Santos (coadjuvado no partido e no Governo pelo seu braço-direito João Lourenço) visou esconder a incompetência na gestão da economia e salvar o MPLA, desacreditando alguns dos seus mais emblemáticos dirigentes, salvando-os de um julgamento, uma vez a competência saloia destes ter levado milhares de fábricas, fazendas agrícolas, empreendimentos à falência e trabalhadores ao desemprego. De mentira em mentira até à mentira final, Eduardo dos Santos escondeu os crimes dos camaradas, uniu o MPLA, aumentando o seu património financeiro e imobiliário, como accionista “encoberto” da…

Leia mais

Os nossos pobres poderão
ser refugiados do Congo?

Sindika Dokolo, empresário, coleccionador, multimilionário, genro de sua majestade o rei de Angola, medalha de honra da cidade do Porto (Portugal) – entre uma infinidade de outras coisas correlativas – anunciou a entrega de 200 toneladas de arroz, óleo e farinha aos refugiados da República Democrática do Congo que fugiram para o leste de Angola. Quanto aos 20 milhões de angolanos pobres… que esperem. A doação foi feita através da Fundação Sindika Dokolo, que o empresário de nacionalidade congolesa criou em Luanda, destinada à recuperação e preservação da arte africana…

Leia mais

Ovos de Tulumba também são de ouro

Um grupo angolano com sede na província da Huíla pretende investir 280 milhões de euros numa unidade para produzir frangos e ovos, o quinto projecto do sector agrícola que planeia para o sul do país. Em causa estão propostas de investimento apresentadas pela sociedade S. Tulumba Investimentos e Participações que podem ascender a mais de 500 empregos, segundo despachos governamentais tornados públicos. O mais recente destes cinco projectos em carteira prevê a instalação de uma unidade avícola para a produção de frangos e ovos, na província do Cunene, avaliado em…

Leia mais

Povo pobre, políticos ricos

Povo pobre, políticos ricos - Folha 8

O estatuto de líder da oposição tem um custo adicional para o Orçamento do Estado moçambicano de 71 milhões de meticais (1,8 milhões de euros), segundo um parecer anexado à proposta que o Parlamento deverá aprovar na quarta-feira. O valor foi estimado pelo primeiro-ministro, Alberto Vaquina, e consta na proposta de lei enviada na sexta-feira pelo chefe de Estado, Armando Guebuza, ao Parlamento no sentido de se criar o Estatuto Especial do Segundo Candidato Mais Votado ao Cargo de Presidente da República, ao abrigo do acordo de paz celebrado com…

Leia mais