Quem vê roubar, quem entra no roubo, quem beneficia do roubo é… ladrão

João Lourenço, Presidente de Angola, Presidente do MPLA, Titular do Poder Executivo, escolhido pessoalmente por José Eduardo Santos para ser o seu sucessor, de quem foi – aliás – ministro da Defesa, estimou este domingo em cerca de 24 mil milhões de dólares (20,2 mil milhões de euros) os prejuízos causados ao Estado angolano pela política de delapidação do erário público dos últimos anos, exactamente aqueles em que teve importantíssimos cargos dirigentes. Por Orlando Castro O valor, que resulta dos processos (selectivos e que, por isso, não abarcam os novos…

Leia mais

Então e agora? Afinal como é?

O MPLA já esgotou todas as mentiras e desculpas para poder enganar os angolanos? Nós avisámos anteriormente de que a culpa era das desculpas. Toda a gente conseguia perceber, excepto os que revelam atrasos no desenvolvimento da capacidade de raciocínio. Por Domingos Kambunji Ainda não há muito tempo, quando se iniciou a anterior crise internacional, o MPLA dizia que o país não entraria em crise porque foi capaz de diversificar a economia atempadamente. Depois começou a faltar kumbu devido ao abaixamento do preço do petróleo. O MPLA disse que o…

Leia mais

Combater a fome matando
os milhões que têm… fome!

O I Fórum Económico Rússia-Africa integra uma ampla área de exposição de armamento russo, onde empresários de mais de 40 países africanos podem experimentar e encomendar “Kalashnikovs”, sistemas de defesa anti-aérea ou programas de reconhecimento facial. Nada como ajudar a combater a fome matando quem tem… fome. O presidente russo, Vladimir Putin, reuniu quarta-feira e hoje em Sochi chefes de Estado e de Governo de 43 dos 54 países africanos e aproveitou a ocasião para assinar novos acordos de cooperação nuclear e para expor as novidades da indústria militar aos…

Leia mais

Porra! Parem estes assassinos!

Morreu mais uma. Paz à sua alma. Mais uma mulher. Uma mãe zungueira. Inocente. Morreu nas mãos de um energúmeno assassino, vestido com as cores do Estado (que Estado, afinal?), postando um colete azul, identificado mais com a morte do que com a pedagogia, mais com ódio do que com o civismo. Por William Tonet O crime pelo qual mereceu tão cruel, covarde e selvática sentença foi o de trabalhar honestamente, rasgando as ruas de uma cidade (sem oportunidades empregantícias públicas e privadas), vendendo hortícolas, para alimentar sete filhos, um…

Leia mais

Roubar, violar, matar…

O cidadão quando ouve falar de fiscal, em Luanda, associa (por longa e dolorosa experiência) sem pestanejar a actividade deste agente público, à de um reles bandido ou delinquente comum, com a diferença do primeiro portar um colete, com insígnias Fiscalização, cartão de identificação e andar numa carrinha oficial. Era assim em 2017, é assim em 2019. Tirando estes elementos de identificação do Estado, a prática quotidiana é de autênticos bandoleiros que actuam num não-Estado, como se fizessem parte de uma ampla organização mafiosa de malandros da ladroagem pública e…

Leia mais

Pagamos bem… aos outros

Angola é actualmente o sexto maior contribuinte da União Africana (UA), com uma quota de 8% do “orçamento regular” (de 280 milhões de dólares – 244 milhões de euros), relembrou – sobretudo aos angolanos não se enquadram nos 20 milhões de pobres – o chefe da diplomacia angolana, Manuel Augusto. Segundo Manuel Augusto, para o orçamento de 2019, Angola vai contribuir com 27,6 milhões de dólares (24 milhões de euros), sendo 5,2 milhões (4,5 milhões de euros) para o fundo de paz, valores que ficam apenas atrás das contribuições de…

Leia mais

Epidemias em alta graças
aos mesmos de sempre

Em Angola a taxa de transmissão vertical de Sida, ou seja, de mãe grávida para o bebé, é de 26%, a mais alta da Comunidade de Desenvolvimento de Países da África Austral. Tudo normal, portanto. A tuberculose tornou-se, nos últimos três anos, na terceira causa de morte em Angola, depois da malária e dos acidentes de viação, e ultrapassou a Sida. É assim. Ninguém propõe uma operação para resgatar a vergonha? Angola “continua a perder a guerra” contra a Sida”, com o registo de 28 mil novas infecções e 13…

Leia mais

O lixo é mesmo património (material) do querido MPLA

A circulação dos comboios do Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL), no troço Bungo/Baia, ainda na capital angolana, poderá paralisar em breve, devido à quantidade de lixo naquela linha férrea e à vandalização dos comboios. Alguém acredita nisso? Não. Nem pensar. Isso acontecia antes da independência. Depois do MPLA ter comprado Angola isso acabou… A preocupação foi transmitida pelo presidente do CFL, Júlio Bango, após uma visita àquele troço, que liga os municípios de Luanda, Cazenga e Viana, e onde semanalmente morrem entre quatro a seis pessoas ao tentar atravessar a linha…

Leia mais

Polícia “quer” fazer o que
não fez durante 42 anos

A Polícia Nacional do MPLA pretende lançar um programa de segurança voltado para a protecção aos turistas que visitem Angola, informou o comandante-geral daquela força de segurança, Ambrósio de Lemos. A informação foi avançada hoje, em Luanda, no discurso de abertura da reunião sobre as melhores práticas do Turismo com segurança em Angola, promovido pela corporação, esperando contribuições de actores do sector para desenvolver o modelo final do referido programa. “É com este espírito que a nossa corporação vai apresentar um programa específico para actividade turística, denominado Turismo com Segurança,…

Leia mais

Porque é que eles mandam matar inocentes?

Roubam! Destroem! Assassinam! Esta é a máxima de 41 anos de regime. Os vampiros assassinaram Weza, mais uma zungueira inocente. Os mandantes, quais covardes da pior estirpe, remeteram-se ao silêncio. E porquê? Por ela ser pobre, preta e de apelido, Ngola, enquadrando o descaso da sua vida, num infame comunicado da Polícia. Por William Tonet Sanguinários! Este é designativo que, apesar de benévolo, melhor qualifica os responsáveis. O 2016 foi um ano marcante, pela negativa, com muitos lares marcados pelo desemprego, fome, miséria e luto, face à incompetência (na circunstância…

Leia mais