Redes sociais azucrinam ditadores

Criado em 2010 pelo site norte-americano Mashable, o Dia Mundial das Redes Sociais comemora-se a 30 de Junho. A ideia é fazer o devido reconhecimento da revolução digital, mas também reflectir sobre o perigo do excesso do seu uso. Em Angola, Governo do MPLA (no poder há 45 anos) quer dar “KO” às redes sociais. De acordo com um estudo, cerca de 40% da população mundial utiliza com frequência as redes sociais e, caso não exista a devida moderação, alguns especialistas afirmam que essa prática pode originar problemas a nível…

Leia mais

A verdade é um “vírus” que
às vezes dói, mas que salva

O Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA) exortou hoje os profissionais a observarem a ética ao extremo na publicação de matérias associadas ao novo coronavírus, principalmente nas redes sociais, aplaudindo o empenho e prontidão dos órgãos da comunicação social. O posicionamento foi manifestado pelo secretário-geral do SJA, Teixeira Cândido, apelando aos jornalistas para terem sempre como recurso as fontes oficiais na divulgação de informações relacionadas com a pandemia da Covid-19, sobretudo nas redes sociais. “Nesta fase [do novo coronavírus] é um apelo à ética da classe, porque devemos levar a ética…

Leia mais

MPLA disfarça apologia (in)directa da… censura

O secretário de Estado das Telecomunicações angolano, Mário Oliveira, exortou hoje os cidadãos, sobretudo os jovens, para o uso “racional e responsável” das redes sociais e das tecnologias de informação e comunicação. Em Março, João Lourenço exigiu que fossem tomadas medidas contra dirigentes, governantes ou deputados que tenham um comportamento reprovável nas redes sociais. “I ncentivo a juventude, em particular, e toda a sociedade, em geral, na utilização racional e responsável dos meios de comunicação e, sobretudo, das redes sociais, tornando-os um meio de aproximação entre as pessoas e igualmente…

Leia mais

A (in)dependência das ditas redes que são (anti)sociais

O núncio apostólico em Angola e São Tomé considerou hoje, em Luanda, que a utilização das redes sociais constitui uma ocasião para “favorecer o encontro”, mas também “pode potenciar o auto-isolamento como uma teia de aranha”. Não foi bem a descoberta da pólvora mas esteve perto. Petar Rajic, que falava hoje, em Luanda, durante uma conferência de imprensa de apresentação da mensagem do Papa Francisco por ocasião da 53ª Jornada Mundial das Comunicações Sociais 2019, sublinhou que as redes sociais devem ser um instrumento para libertar e proteger. “A rede…

Leia mais

“KO” às redes sociais

João Lourenço, líder do MPLA, partido no poder em Angola desde 1975, pediu hoje que sejam tomadas medidas contra dirigentes, governantes ou deputados que tenham um comportamento reprovável nas redes sociais. Uau! O Presidente está a fazer fogo em várias direcções, mostrando que a melhor defesa é o ataque… mesmo que seja do tipo batalha do Cuito Cuanavale. João Lourenço, que discursava na VII sessão do Comité Central do MPLA, referia-se “a pronunciamentos e outros comportamentos públicos reprováveis nas redes sociais e não só, por parte de militantes, dirigentes e…

Leia mais

Alertem a ERCA…

Queremos alertar a ERCA (Entidade Reguladora da Comunicação Social Angolana) – sucursal do MPLA – que um jornal oficial do regime publicou esta fotografia de uma estrada de Angola, que é a via para o desenvolvimento de Mbanza Congo, município do Cuimba, província do Zaire. Por Veríssimo Kambiote Esta metáfora é muito mais cáustica do que muitas metáforas humorísticas publicadas nas redes sociais, como críticas construtivas para a melhoria da qualidade de vida no nosso país. A ERCA deveria estar mais atenta a estas fotografias, piores que as caricaturas das…

Leia mais

Acorda Angola. Acordai angolanos!

Alguns acontecimentos foram fundamentais para a História da Humanidade por mais insignificantes que hoje nos pareçam. Dentre esses alguns são designados de Revoluções. Reportemo-nos só à tecnologia. Ei-las: Pedra Lascada, Fogo, Roda, Imprensa com Caracteres Móveis e por fim a Revolução Industrial unanimemente consensual como marco civilizacional e que constituiu uma ruptura abrupta com um passado pré-vapor. Por Brandão de Pinho AEsta revolução, por mais singela que possa parecer, e que obviamente começou em períodos diferentes em diferentes países transformou de tal modo a sociedade (muito para além da componente…

Leia mais

“Nandó” quer acabar
com as redes sociais

O presidente do parlamento angolano, Fernando da Piedade Dias dos Santos “Nandó”, considerou hoje, em Luanda, imperioso que a sociedade se mobilize e cerre fileiras para impedir que as redes sociais se tornem num factor destruidor daquilo que o MPLA ainda não conseguiu destruir totalmente durante os seus quase 43 anos de poder: os valores éticos, morais, sociais, culturais e políticos. Fernando da Piedade Dias dos Santos falava durante uma palestra alusiva ao Dia Mundial da Lei, que se assinalou no dia 10 de Julho, evento organizado pelo grupo de…

Leia mais

Controlar redes sociais?
A luta (do MPLA) continua

O Governo de Angola e os cidadãos devem formar um grande pacto de convivência saudável no domínio das redes sociais, defende o ministro da Comunicação Social, João Melo. “É preciso formas consistentes de lutarmos por objectivos consistentes”, destaca o governante, numa mensagem alusiva ao Dia das Redes Sociais, que se assinala hoje, 30 de Junho. Na mensagem, João Melo afirma que as redes sociais são actualmente uma vida paralela das pessoas, na medida em que mais do que uma forma de socialização globalizada elas “são um parâmetro e um termómetro…

Leia mais

Fantasma de Savimbi e Net
criam pesadelos ao MPLA

O ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação de Angola, José Carvalho da Rocha, manifestou-se hoje preocupado com o “uso indevido” das novas tecnologias, sobretudo a Internet, defendendo uma “educação contínua” para o efeito. Hum! Rabo escondido com gato de fora… “Preocupa-me o uso indevido que cada vez mais as pessoas fazem das tecnologias de informação. Particularmente a Internet é uma infra-estrutura para humanidade e temos que saber usar e não usar para muitos fins inconfessos que temos estado a verificar”, disse hoje o governante. Falando aos jornalistas à margem…

Leia mais