“Ngola Digital” reduz a mortalidade infantil

Pelo menos 81 escolas angolanas vão passar a ter salas de informática com ligação à Internet, no âmbito do “Ngola Digital”, um programa do Governo angolano que visa aumentar a literacia digital e tapar o Sol com uma peneira esburacada… durante a noite. É obra! A informação foi transmitida hoje pelo secretário de Estado para as Telecomunicações e Tecnologias de Informação de Angola, Manuel Oliveira, no final de cerimónia de inauguração de três salas de informática em escolas de Luanda. No âmbito do programa “Ngola Digital”, coordenado pelo Ministério das…

Leia mais

Internet… potável!

O ministro das Telecomunicações Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, defendeu, em Luanda, a promoção do acesso à Internet em todos os estratos sociais e em todo o país. Embora dê jeito haver electricidade, crê-se que o Governo a vá tornar “potável” através de ligação a candeeiros a petróleo ou a velas de cera… Por todos os cantos e esquinas do país multiplicaram-se as manifestações de júbilo e elogios à tese de Manuel Homem. A população dos Gambos, por exemplo, e daquelas localidades do Cuando Cubango, onde, só…

Leia mais

Povo faminto alimenta-se de satélites e Internet?

Angola pode aumentar em breve a taxa de conectividade gratuita à Internet através do projecto da Wiconnect, empresa criada por um engenheiro angolano, elevando-a para os níveis existentes na Europa, disse hoje um gestor angolano. Quem sabe se, assim, não vamos diminuir em 0,00001% os 20 milhões de pobres. Citado hoje pelo Jornal de Angola, o gestor da Wiconnet, Paulo Araújo, lembrou que os estudos feitos pela McKinsey & Company concluíram que a Internet contribui, fora de África, em cerca de 20 por cento para o aumento do Produto Interno…

Leia mais

A (in)dependência das ditas redes que são (anti)sociais

O núncio apostólico em Angola e São Tomé considerou hoje, em Luanda, que a utilização das redes sociais constitui uma ocasião para “favorecer o encontro”, mas também “pode potenciar o auto-isolamento como uma teia de aranha”. Não foi bem a descoberta da pólvora mas esteve perto. Petar Rajic, que falava hoje, em Luanda, durante uma conferência de imprensa de apresentação da mensagem do Papa Francisco por ocasião da 53ª Jornada Mundial das Comunicações Sociais 2019, sublinhou que as redes sociais devem ser um instrumento para libertar e proteger. “A rede…

Leia mais

Ministro “telstariano” é um seguro de vida para o MPLA

No dia 22 de Fevereiro de 2017, o Governo angolano (que outro poderia ser?) aprovou, em reunião do Conselho de Ministros, a estratégia do sistema de pagamentos móveis, que permite aos cidadãos realizar essas operações através de um telemóvel. Recordam-se? Em declarações à imprensa no final da reunião, o ministro das Telecomunicações, o “telstariano” José Carvalho da Rocha, disse que o decreto presidencial que aprova o sistema de pagamentos móveis de Angola foi aprovado com o objectivo de se colocar à disposição da população mais um sistema de pagamento assente…

Leia mais

Acorda Angola. Acordai angolanos!

Alguns acontecimentos foram fundamentais para a História da Humanidade por mais insignificantes que hoje nos pareçam. Dentre esses alguns são designados de Revoluções. Reportemo-nos só à tecnologia. Ei-las: Pedra Lascada, Fogo, Roda, Imprensa com Caracteres Móveis e por fim a Revolução Industrial unanimemente consensual como marco civilizacional e que constituiu uma ruptura abrupta com um passado pré-vapor. Por Brandão de Pinho AEsta revolução, por mais singela que possa parecer, e que obviamente começou em períodos diferentes em diferentes países transformou de tal modo a sociedade (muito para além da componente…

Leia mais

Fantasma de Savimbi e Net
criam pesadelos ao MPLA

O ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação de Angola, José Carvalho da Rocha, manifestou-se hoje preocupado com o “uso indevido” das novas tecnologias, sobretudo a Internet, defendendo uma “educação contínua” para o efeito. Hum! Rabo escondido com gato de fora… “Preocupa-me o uso indevido que cada vez mais as pessoas fazem das tecnologias de informação. Particularmente a Internet é uma infra-estrutura para humanidade e temos que saber usar e não usar para muitos fins inconfessos que temos estado a verificar”, disse hoje o governante. Falando aos jornalistas à margem…

Leia mais

Quando as redes sociais mostram que o rei vai nu

Os órgãos de Comunicação Social devem procurar enquadrar-se nas novas tecnologias, em função da rapidez verificada na divulgação da informação nas redes sociais, afirmou, hoje, terça feira, o jornalista Aires Francisco. Em declarações à imprensa durante a mesa redonda sob o lema “Os Desafios dos Jornalistas na Época da Globalização”, realizada pela Plataforma de Jovens Jornalistas Angolanos” (PLAJJOA), na Casa da Juventude, em Viana, Aires Francisco considera que os meios de Comunicação Social devem adequar-se a nova realidade, tendo exemplificado o facto de o telemóvel tornar-se no primeiro meio de…

Leia mais

Angola tem as tarifas mais caras da África Subsariana

A última reunião conjunta da Comissão para a Economia Real e da Comissão Económica, realizada no dia 22 do corrente mês, serviu fundamentalmente para encarecer o preço da Unidade de Taxa de Telecomunicações (UTT), reforçando assim o estatuto de país mais caro para se usar telecomunicações na região subsariana. Por Sedrick de Carvalho José Eduardo dos Santos, nas vestes de chefe do Executivo, alterou o preço da UTT, isto na 14ª sessão ordinária conjunta da Comissão Económica e da Comissão para a Economia Real do Conselho de Ministros, passando 1…

Leia mais

As esquinas da Lusofonia

Há uns anos, isto antes da chegada ao poder em Portugal de carradas de políticos “nescafé” (mistura-se água e… já está), quando se abria o portal do Governo português, na secção Lusofonia (http://www.portugal.gov.pt/Portal/PT/Geral/Lusofonia) encontrava-se o seguinte: “Mais virado para as notícias sobre cada um dos países lusófonos, encontra-se o portal Portugal em Linha.” Por Orlando Castro Com o assalto ao poder por parte desses supostos governantes, essa ligação desapareceu. É natural. O mentor do “Portugal em Linha” não era, nunca foi, nunca será, um acólito sabujo dos donos do poder.…

Leia mais