(Tra)vestido de virgem ofendida

O vice-presidente de Angola, Bornito de Sousa, está a tentar calar em Portugal vozes críticas aos gastos milionários no casamento da filha. O governante intentou uma acção por difamação contra Paulo Morais, activista da Frente Cívica, que questionou o valor gasto em vestidos quando a miséria e a pobreza (mais de 20 milhões de pobres) são ainda uma realidade demasiado presente em Angola. Por Orlando Castro Em causa, diz o vice-presidente de João Lourenço, está ainda o facto de Paulo Morais ter comparado Naulila Bornito a Isabel dos Santos, afirmando…

Leia mais

As aventuras do general Bonito Visseprezidente…

As FAPLA (Forças Armadas do Peculato dos Ladrões da Angola), comandadas pelo general Bonito Visseprezidente, declararam guerra a Paulo Murrais, Presidente da Frente Cívica, e iniciaram uma Batalha do Koito-Karnaval em Portugal. O motivo para esta invasão militar deve-se ao facto de Murrais ter revelado o preço, muito elevado, do vestido de noiva da filha do general Bonito Visseprezidente. Este ficou muito chateado e foi imediatamente a Portugal iniciar essa Batalha do Koito-Karnaval. Por Veríssimo Kambiote Quando chegaram a Portugal, as forças comandadas pelo general Bonito Vissepresidente dominaram e prenderam…

Leia mais

Bornito de Sousa (e filha) ameaçam Paulo de Morais

Através dos seus advogados em Portugal, o vice-presidente de Angola, Bornito de Sousa, e a sua filha, Naulila Katika Ferreira Diogo Graça, ameaçam Paulo de Morais (Presidente da Frente Cívica) , pelo que este escreveu na sua página do Facebook e corroborou em declaração ao canal de televisão português CMTV, a propósito dos 200 mil dólares gastos nos vestidos de casamento de Naulila. O Folha 8 teve acesso à carta que Paulo de Moura Marques, advogado da firma portuguesa Abecasis, Moura Marques & Associados – Sociedade de Advogados, SP, RL,…

Leia mais

Condecorem-na. Já!

A Procuradoria-Geral da República (de Portugal) confirmou à Lusa a recepção de uma queixa de Ana Gomes contra Isabel dos Santos, dizendo que a mesma foi remetida pelo Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP). A par disso, a ex-eurodeputada socialista portuguesa continua a arregimentar alguns (supostos) jornalistas lusos para a sua causa. A antiga eurodeputada socialista Ana Gomes entregou uma queixa à Procuradoria-Geral da República (PGR) portuguesa que visa as operações financeiras da empresária Isabel dos santos e que está a ser investigada pelo DCIAP. Segundo o Jornal…

Leia mais

A melhor defesa é o ataque

O empresário congolês Sindika Dokolo anunciou que interpôs um processo exigindo uma indemnização da diamantífera angolana Sodiam, acusando a administração de ter destruído deliberadamente o valor da joalharia de luxo suíça ‘De Grisogono’, em que são ambos sócios. Em declarações à Lusa, Sindika Dokolo, casado com a empresária angolana Isabel dos Santos, explicou que o processo deu entrada esta quarta-feira no tribunal arbitral de Londres e visa a Sociedade de Comercialização de Diamantes de Angola (Sodiam), que, acusou, tornou-se numa “empresa política”. A Sodiam é visada, explicou, por “’hacking’ e…

Leia mais

Olho por olho

A ex-deputada do MPLA, Welwitschea dos Santos “Tchizé”, cujo mandato lhe foi retirado pelo Parlamento angolano, anunciou hoje que deu entrada no Tribunal Constitucional a uma acção de impugnação contra a decisão. Num comunicado de imprensa, “Tchizé” dos Santos, filha do ex-Presidente José Eduardo dos Santos, considera a decisão da Assembleia Nacional angolana um “arrepio à Constituição da República de Angola”. Para “Tchizé” dos Santos, além de atropelo à lei magna do país, a decisão que deliberou a sua perda de mandato, “com base em informações falsas dadas de má-fé…

Leia mais

Jovens apresentam queixa contra a Polícia (do MPLA)

Jovens activistas angolanos (que, por isso, não são da JMPLA) apresentaram hoje uma queixa-crime à Procuradoria-Geral da República do MPLA (PGR) contra o comandante provincial e o director de operações da polícia (do MPLA) de Luanda, por alegadas “agressões físicas e tortura” durante e depois de uma manifestação contra o desemprego. Os jovens activistas denunciaram “tortura física e psicológica” da polícia a sete activistas de Luanda, na apresentação do relatório nacional sobre a terceira “Marcha Contra o Elevado Índice de Desemprego em Angola”, realizada em 24 de Agosto em cinco…

Leia mais

UNITA entrega à PGR queixa contra nomeação de juízes

A UNITA apresentou hoje ao Procurador-Geral da República de Angola, Hélder Pitta Grós, uma reclamação sobre a nomeação de pelo menos quatro juízes de tribunais superiores, que supostamente violam a lei e a Constituição. A decisão do Galo Negro surgiu depois de uma noite de sono em que o partido sonhou que Angola era aquilo que não é, um Estado de Direito. Em declarações à imprensa, o líder da UNITA, Isaías Samakuva, disse que se trata de um assunto antigo, com um ano, com a nomeação do Presidente da República,…

Leia mais

Dentro de ti, ó Portugal, o MPLA é quem mais ordena

O antigo embaixador de Angola, Adriano Teixeira Parreira, apresentou junto da Procuradoria-Geral da República (PGR) de Portugal uma queixa-crime em que pede para investigar o “lamaçal entre as justiças angolanas e portuguesa”. Tempo perdido. Em matéria de Justiça, Portugal não é sério embora se esforce por parecer sério. Já o reino do MPLA não é sério nem está preocupado em parecer sério. A queixa, explicou, surge no seguimento de artigo publicado no portal de investigação jornalística “Maka Angola” no passado mês de Janeiro, em que são apontados vários casos de…

Leia mais

Simão Hossi promete levar “Café Del Mar” a tribunal

O activista e jornalista angolano Simão Hossi pretende exigir em tribunal uma compensação de 50 milhões de kwanzas (142 mil euros) da gerência dom restaurante Café Del Mar, situado na ilha de Luanda, onde diz ter sido vítima de “agressão e discriminação”. Em declarações à agência Lusa, Simão Hossi indicou que, na terça-feira, realizou-se um encontro entre os seus advogados e os mandatários do restaurante Café Del Mar, no Centro de Resolução Extrajudicial de Litígios (CREL), em Luanda, em que as duas partes não chegaram a acordo, pelo que vai…

Leia mais