Vestido bo(r)nito e milionário num país de famintos

A DW escreve hoje que “o vice-Presidente de Angola, Bornito de Sousa, e a filha, Naulila Diogo Graça, pretendem processar o activista português anti-corrupção Paulo de Morais por difamação. Em causa estão vestidos de noiva de alta gama”. Por Orlando Castro A questão não é nova. Pelo contrário. O anúncio do processo já fora divulgado em Março deste ano. Volta agora à ribalta porque é necessário desviar a atenção do que se passa na Angola real, criando uma cortina de fumo que quer pôr o povo a falar do vestido…

Leia mais

As aventuras do general Bonito Visseprezidente…

As FAPLA (Forças Armadas do Peculato dos Ladrões da Angola), comandadas pelo general Bonito Visseprezidente, declararam guerra a Paulo Murrais, Presidente da Frente Cívica, e iniciaram uma Batalha do Koito-Karnaval em Portugal. O motivo para esta invasão militar deve-se ao facto de Murrais ter revelado o preço, muito elevado, do vestido de noiva da filha do general Bonito Visseprezidente. Este ficou muito chateado e foi imediatamente a Portugal iniciar essa Batalha do Koito-Karnaval. Por Veríssimo Kambiote Quando chegaram a Portugal, as forças comandadas pelo general Bonito Vissepresidente dominaram e prenderam…

Leia mais

Bornito de Sousa (e filha) ameaçam Paulo de Morais

Através dos seus advogados em Portugal, o vice-presidente de Angola, Bornito de Sousa, e a sua filha, Naulila Katika Ferreira Diogo Graça, ameaçam Paulo de Morais (Presidente da Frente Cívica) , pelo que este escreveu na sua página do Facebook e corroborou em declaração ao canal de televisão português CMTV, a propósito dos 200 mil dólares gastos nos vestidos de casamento de Naulila. O Folha 8 teve acesso à carta que Paulo de Moura Marques, advogado da firma portuguesa Abecasis, Moura Marques & Associados – Sociedade de Advogados, SP, RL,…

Leia mais

O que foi feito do capital
da garantia presidencial
de Angola ao BESA?

O Presidente da Frente Cívica, Paulo de Morais, endereçou uma carta (à qual o Folha 8 teve acesso) ao Governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, procurando saber qual o destino “do capital garantido pela “Garantia Autónoma até ao valor de cinco mil milhões e setecentos milhões de dólares norte-americanos a favor do Banco Espírito Santos Angola, SA (BESA) (…) que assume a responsabilidade pelo bom e integral cumprimentos das operações de crédito executadas” pelo BESA – nos termos do Despacho Presidencial Interno nº 7/2013, assinado pelo Presidente José Eduardo…

Leia mais

Marcelo ajuda Lourenço
a “sacar” dinheiro fresco

João Lourenço explicou finalmente porque elegeu o combate à grande corrupção em Angola como sua prioridade: “Se não se combater a corrupção, não há investimento estrangeiro” – declarou em entrevista à televisão pública portuguesa. Não está preocupado com justiça e equidade, não o apoquenta a fome e a miséria dos angolanos. Por Paulo de Morais (*) O que João Lourenço quer é dinheiro fresco, vindo de fora. A sua visita a Portugal, há meses atrás, bem como a visita do Presidente da República de Portugal a Angola constituem pois acções…

Leia mais

Inadmissível cobertura aos negócios corruptos da família Dos Santos

O absurdo aconteceu: Isabel dos Santos vai dominar o banco privado português BCP, graças à ajuda do primeiro-ministro português, António Costa. E com a bênção de Marcelo Rebelo de Sousa. Inadmissível! Por Paulo de Morais Vice-Presidente da TIAC – Transparência e Integridade, Associação Cívica Afilha do presidente angolano vai poder assim entrar, a título pessoal, no capital do BCP, tendo a luz verde para esta operação sido comunicada pessoalmente a Isabel dos Santos, em audiência privada, pelo próprio António Costa. Consequência imediata: como a Sonangol, que Isabel também controla, é…

Leia mais

Carta aberta de Paulo de Morais a Eduardo dos Santos

Este é mais um exclusivo Folha 8. Trata-se de uma carta aberta de Paulo de Morais, candidato às eleições Presidenciais em Portugal, ao Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos. «S enhor Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos, O mundo tem acompanhado com preocupação o processo judicial dos 17 jovens activistas angolanos acusados de actos preparatórios de rebelião e golpe de Estado – 15 dos quais se mantêm presos desde Junho passado. Às denúncias credíveis de tortura e maus-tratos sofridos pelos detidos durante o seu…

Leia mais

Há sempre alguém que resiste

Exclusivo Folha 8. O regime de Eduardo dos Santos está decrépito, já tem medo da própria sombra. A oligarquia dominante em Luanda persegue agora ferozmente todos aqueles que se lhe opõem. Por Paulo de Morais (*) A perseguição do regime a Luaty Beirão e aos seus companheiros activistas é inadmissível e, sobretudo, desproporcionada. Numa aparente demonstração de força, o regime revela a sua fraqueza. Um regime assente numa estrutura de poder com décadas, dispondo de forças armadas das mais bem equipadas do mundo – revela medo perante um pequeno grupo…

Leia mais