SindiKa deverá repousar na RD Congo

O maior coleccionador de arte africana, o Kongo-Angolano, Sindika Dokolo, que morreu no dia 29.10, no Dubai, segundo uma fonte familiar, poderá ser enterrado na República Democrática do Congo, onde reside a maioria da família. A mãe, os outros dois irmãos maternos, para além dos outros paternos, todos residem no Congo e, na impossibilidade de o funeral se realizar em Angola, uma vez a esposa, Isabel dos Santos, ter problemas com a justiça, tudo leva a crer que a opção final, será de os restos mortais de Sindika terem a…

Leia mais

Luto na cidade do Porto?

O partido português Bloco de Esquerda (BE), rendido aos encantos do MPLA na versão João Lourenço, está a dar relevantes ajudas ao regime na defesa das teses de que, afinal, há jacarés vegetarianos e de que quem viu roubar, participou no roubo e beneficiou do roubo não é ladrão. E fá-lo continuando a abrir fogo sobre os membros do clã Eduardo dos Santos, desviando as atenções do facto de Angola estar cada vez mais perto da implosão. Assim, o BE disse em tempos que iria enviar a todos os grupos…

Leia mais

Morreu Sindika Dokolo

O marido de Isabel dos Santos, Sindika Dokolo, morreu, esta quinta-feira, no mar no Dubai. A notícia do óbito foi avançada por jornais internacionais, especialmente congoleses, e confirmada por fontes ligadas à família. Tinha 48 anos. A imprensa congolesa adianta que Sindika Dokolo morreu no Dubai, enquanto praticava mergulho. Outras fontes indicaram que a causa da morte foi uma embolia. Sindika Dokolo nasceu em Kinshasa, na República Democrática do Congo, em 1972. Casou com Isabel dos Santos em 2002. O marido da mulher mais rica de África, filha de José…

Leia mais

Holanda cerca Isabel e Sindika

Um tribunal de Amsterdão decidiu congelar a participação de Sindika Dokolo, marido da empresária angolana Isabel dos Santos, na Exem, no âmbito de uma disputa sobre um negócio com a Sonangol, em 2006. De acordo com a decisão, o tribunal comercial arbitral holandês congelou a participação do empresário na Exem e forçou a saída do Conselho de Administração da Esperaza do representante desta empresa, tendo ainda ordenado que os dividendos sejam devolvidos. Em causa está a venda, por parte da Sonangol, da participação de 40% na holding Esperaza à Exem,…

Leia mais

Invictamente sempre com quem está (claro) no Poder

O Bloco de Esquerda (BE), rendido aos encantos do MPLA na versão João Lourenço, está a dar relevantes ajudas ao regime na defesa das teses de que, afinal, há jacarés vegetarianos e de que quem viu roubar, participou no roubo e beneficiou do roubo não é ladrão. E fá-lo continuando a abrir fogo sobre os membros do clã Eduardo dos Santos, desviando as atenções do facto de Angola estar cada vez mais perto da implosão. Assim, o BE diz que vai enviar a todos os grupos da Assembleia Municipal do…

Leia mais

João Lourenço manda arrestar tudo o que é
de Isabel dos Santos

O Estado angolano (do MPLA, na versão João Lourenço), através da sua sucursal política e supostamente jurídica – o Ministério Público, junto do Serviço Nacional de Recuperação de Activos – requereu uma providência cautelar de arresto das contas e empresas de Isabel José dos Santos e do seu marido Sindika Dokolo, bem como contra Mário Filipe Moreira Leite da Silva, titular do passaporte  J467281, actualmente Presidente do Conselho de administração do Banco do Fomento de Angola. Só fica mesmo a faltar retirar o título de Presidente Emérito outorgado a José…

Leia mais

A melhor defesa é o ataque

O empresário congolês Sindika Dokolo anunciou que interpôs um processo exigindo uma indemnização da diamantífera angolana Sodiam, acusando a administração de ter destruído deliberadamente o valor da joalharia de luxo suíça ‘De Grisogono’, em que são ambos sócios. Em declarações à Lusa, Sindika Dokolo, casado com a empresária angolana Isabel dos Santos, explicou que o processo deu entrada esta quarta-feira no tribunal arbitral de Londres e visa a Sociedade de Comercialização de Diamantes de Angola (Sodiam), que, acusou, tornou-se numa “empresa política”. A Sodiam é visada, explicou, por “’hacking’ e…

Leia mais

Refugiados e requerentes
de asilo precisam de apoio

Cerca de 70.000 refugiados e requerentes de asilo estão a viver em território angolano, muitos deles com “grandes limitações por falta de documentos e/ou expirados”, afirmou hoje o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) em Angola. Também o embaixador do Vaticano em Angola alertou hoje para os problemas dos refugiados que enfrentam dificuldades de integração social e excesso de burocracia, ficando em “condição de vulnerabilidade”. O Oficial Sénior do ACNUR em Angola, Wellington Carneiro, fez estas declarações no âmbito do “Diálogo sobre o Direito de Asilo: Reflexões…

Leia mais

Saudades de Rui Moreira

E então quando é que o presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, regressa a Luanda? Esta é a grande incógnita numa altura em que, arquivado o “irritante” judicial que bloqueava a assinatura política da rendição portuguesa ao MPLA, todos esperam pela chegada de António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa. Por Norberto Hossi Quando esteve em Luanda, Fevereiro de 2016, Rui Moreira explicou que os então recentes entendimentos com a Fundação Sindika Dokolo são um exemplo da retoma da geminação entre os dois municípios, estabelecida há duas décadas.…

Leia mais

Teta diamantífera de Isabel está (ao que parece) a secar

A joalharia de luxo suíça De Grisogono, detida por Isabel dos Santos e o marido, pretende cortar 41 postos de trabalho, que justifica com a quebra nas vendas, decisão que surge depois de a estatal angolana Sodiam ter saído daquela empresa. Na informação disponibilizada pela De Grisogono, criada por Fawaz Gruosi em 1993, a joalharia de luxo que tem a filha do ex-Presidente angolano José Eduardo dos Santos e o marido, Sindika Dokolo, como investidores, refere que o corte no número de trabalhadores, 31 na Suíça, num total de 104,…

Leia mais