A ilusão da miragem

O professor universitário Domingos da Cruz diz que os observadores internacionais foram “precipitados” em decretar uma mudança política em Angola, salientando que o objectivo do Presidente é manter o poder através de uma nova narrativa. Por alguma razão, recorde-se, o Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, felicitou João Lourenço pela vitória nas eleições mesmo antes de os resultados terem sido anunciados… “T erá havido uma precipitação, ao nível externo, em tirarem conclusões relativamente a Angola, foram demasiado precipitadas, rápidas, e baseadas naquilo que se chama impressão”, disse…

Leia mais

Observatório da Imprensa
– Regresso aplaudido

O activista e professor universitário angolano, Domingos da Cruz, relançou hoje o Observatório da Imprensa, um projecto criado em 2015 para monitorizar o desempenho da comunicação social do país, interrompido devido à sua prisão no mesmo ano. Em 2015, Domingos da Cruz (colaborador habitual do Folha 8), que foi detido em Junho daquele ano com outros 16 activistas angolanos e cerca de um ano depois condenados por supostos e nunca provados crimes de actos preparatórios de rebelião e associação de malfeitores, preparava-se para o início de avaliações, através de pesquisas…

Leia mais

Todos os que não se deixam
formatar são para abater

Na próxima terça-feira, dia 14 de Março, Domingos da Cruz, professor do ensino superior em Angola desde 2011, que integra o grupo de activistas angolanos detidos e condenados por suposta e nunca provada tentativa de golpe de Estado e incitação à rebelião, irá apresentar formalmente, através da internet, o relatório sobre “Democracia Académica e Liberdade Científica em Angola”. Este estudo demonstra, por meio de dados estatísticos, que, em Angola, a liberdade científica tem limitações e restrições intoleráveis. O documento revela, inclusive, que existem professores universitários com medo de publicarem artigos…

Leia mais

Só existe a lei de quem manda

“Em ambientes autoritários o império do direito e da lei é deitado abaixo e vale única e exclusivamente a vontade de quem detém o poder, particularmente do chefe, aquele que é a vontade universal e que quer que todos se rejam com essa vontade”, afirma Domingos da Cruz, autor do livro “Angola Amordaçada: A Imprensa ao Serviço do Autoritarismo”. Este livro agora lançado em Portugal descreve vários atentados à liberdade de imprensa em Angola, acha que alguma vez o vai ver nas livrarias do seu país? Esta é uma incerteza,…

Leia mais

“Angola é uma ditadura”

Domingos da Cruz, autor da obra que esteve na origem da prisão de 17 activistas angolanos, não arrisca medir o impacto do caso, mas reconhece que “deixou a nu a imagem do regime” do Presidente José Eduardo dos Santos. Em Lisboa para lançar o livro “Angola amordaçada – a imprensa ao serviço do autoritarismo”, editado pela Guerra e Paz, o jornalista e académico observou, em entrevista à Lusa, que não é possível “ter uma ideia clara e efectiva sobre a consequência da prisão, das greves e de todos os factos…

Leia mais

Ditador aposta no comodismo dos escravos

O activista Domingos da Cruz, considerado pelo Tribunal de Luanda como líder de uma associação de malfeitores (o que é natural pois, como os outros, pensa pela própria cabeça) e em liberdade provisória desde quarta-feira, questiona o facto do povo angolano estar a “submeter-se à vontade de um homem”. O professor universitário, que faz parte do grupo de 17 activistas angolanos, condenados a 28 de Março a penas entre os dois anos e três meses e oito anos e meio, por supostos e nunca provados actos preparatórios de rebelião e…

Leia mais

Quatro em greve de fome

Pelo menos quatro dos 15 activistas angolanos detidos desde Junho em Luanda (Luaty Beirão, Domingos da Cruz, Sedrick de Carvalho e José Gomes Hata) iniciaram hoje uma greve de fome em protesto contra a morosidade do julgamento que se arrasta desde 16 de Novembro. Pode ser que desta vez morram, pensará com certeza o dono do reino. A informação foi confirmada à agência Lusa por Esperança Gonga, esposa do professor universitário Domingos da Cruz, um dos quatro detidos que iniciou a greve de fome no Hospital-Prisão de São Paulo, em…

Leia mais

“Ferramentas para Destruir o Ditador”

"Ferramentas para Destruir o Ditador" - Folha 8

“Ferramentas para Destruir o Ditador e Evitar Nova Ditadura”, o novo livro de Domingos da Cruz, tem um objectivo claro: pôr fim à opressão em Angola. Revela princípios de desobediência civil para derrubar o regime. Por Nelson Sul D’Angola (*) “F erramentas para Destruir o Ditador e Evitar Nova Ditadura: Filosofia Política da Libertação para Angola” é o título completo da mais recente obra literária de Domingos da Cruz, que deverá ser lançada em breve. O também defensor dos direitos humanos apresenta 168 técnicas e princípios de desobediência civil democrática…

Leia mais