QUANDO A MENTIRA É UMA VIDA QUE ENLUTA

No mais ou menos seu (quase) livro “Uma Vida de Luta”, Maria Luísa Abrantes juntou alguns laivos da sua memória a uns tantos “post its” rabiscados com anotações feitas à medida por fontes oportunas e, talvez inspirada por Alfred Hitchcock, dedicou algum espaço ao que chamou “O Folha 8, William Tonet e o FBI”. Ao seu estilo, Milucha (que, recorde-se, recentemente disse que em 1993 era alvo de tenaz perseguição nas redes sociais que, por sinal, nasceram dois anos depois…) escreve que “a partir do momento em que comecei a…

Leia mais

“PRISÃO POLÍTICA”, UM CLÁSSICO DE LITERATURA DE PRISÃO

É uma grande honra apresentar […] a obra de Sedrick de Carvalho, “Prisão Política”, que sem dúvida é um clássico de literatura de prisão Africana e posso seguramente afirmar do mundo. Por Sousa Jamba Jornalista e Escritor No dia 23 de Agosto de 2015, eu estava nos Estados Unidos. Nasci em Angola, mas tinha vivido quase toda a minha vida fora do país: na Zâmbia, de onde estou a falar; no Reino Unido; e depois nos Estados Unidos. Sou um Angolano típico da Diáspora. De fora, seguimos de perto o…

Leia mais

UM TWAPANDULA PARA O EGOSISMO

O seculo, que saiu do mato, daquele nosso mato, “purcaso” das bals desentendidas, ainda escreveu lá mais! Escreveu! Haka! Sukuiangué wee! Por William Tonet Porra, assim digo o quê? Se “você já disseste” mesmo antes do “ualalé”, que a “chuva choveu” poesias de encantar e o loengo, que “apanhaste “cu’ele” nas bandas do São João, lhes “quindaste” katé no Kanhé, onde a cruz da Missão Católica embala as estrelas e conta nas orações os conterras, que vendem na praça popular, lá, naquele longe, onde na esquina se visiona a estrada…

Leia mais

“EGOSISMO” DE MAGNITUDE MÁXIMA

Quando 1975 chegava ao fim, Orlando Castro (como muitos milhares de cidadãos) tinha duas opções: ficar e morrer ou fugir para viver. No último dia na sua cidade (Nova Lisboa), chegou ao aeroporto, fumou o último cigarro (AC) e ouviu a última canção que estava, na altura, a ser passada no Rádio Clube do Huambo. A canção era, recorda, “If you need me”, dos After All, com a inesquecível voz de Gerrit Trip. Entrou no avião rumo a Lisboa, olhou pela última vez para a sua cidade e não teve…

Leia mais

ELEIÇÃO DE TODOS OS PERIGOS

A eleição de todas as apostas e de todos os perigos, em Angola, é o tema central do livro de Osvaldo Franque Buela, prefaciada pelo Professor Eugénio Costa Almeida, uma obra em que o autor trata e apresenta a temperatura de uma eleição num clima político muito tenso em todo o país. Este clima social muito tenso não se deve apenas à má governança observada durante este mandato presidencial, nem pela crise de saúde de Covid-19, mas também é mantido e alimentado por um regime que está perder credibilidade e…

Leia mais

13 teses em busca da verdade

O vice-presidente da Associação 27 de Maio considerou que a publicação das “13 teses em Minha Defesa”, de Nito Alves, no qual este se defende das acusações do partido no poder em Angola, contribui para a busca da verdade. O livro “MPLA – A Revolução Traída, 13 teses em Minha Defesa”, da editora Elivulu, do activista Sedrick de Carvalho, consiste na defesa de Nito Alves perante o Comité Central do partido face às injustas e caluniosas acusações de que era então alvo e estiveram na base da sua suspensão e…

Leia mais

Quem fez o general prosperar, ter barriga grande?

Raramente o jornalista é notícia. Contudo, não deixa, antes e durante, de ser um cidadão que, mais do que qualquer outro, tem responsabilidades acrescidas, devendo por isso, sem pretensiosismos nem falsas modéstias, assumir junto daqueles a quem exclusivamente deve explicações, neste caso os angolanos, a verdade dos acontecimentos. Por Orlando Castro Volta a ser o caso em resultado das monumentais mentiras do General Higino Carneiro que, cobardemente, quer reescrever a História e esconder eventuais rabos-de-palha. Joseph Goebbels (1897-1945) foi um político alemão, ministro da Propaganda e da Informação Pública da…

Leia mais

“Literatura e Cultura em Tempos de Pandemia”

A UCCLA (União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa) prevê lançar a 6 de Maio, dia Mundial da Língua Portuguesa, o livro “Literatura e Cultura em Tempos de Pandemia”. Esta obra resulta de um desafio lançado a escritores e agentes culturais de todos os países de Língua Oficial Portuguesa, para elaborarem um texto (em prosa ou poesia) a propósito da pandemia que está a afectar, de forma traumatizante todo o mundo e, de modo especialmente profundo, o sector cultural. Este livro é assim o produto das contribuições de 75 autores,…

Leia mais

Só mudou a cor do privilegiado

Jonuel Gonçalves, economista e professor angolano afirma que as elites africanas se têm aproveitado dos discursos identitários para manter a estrutura desigualitária das políticas coloniais, com consequências no desenvolvimento e no agravar das desigualdades no continente. “As elites africanas traíram os seus povos e, com base em discursos identitários, mantêm a política colonial“, agravando as desigualdades entre as suas populações, disse Jonuel Gonçalves à agência Lusa, a propósito do lançamento do seu livro “África no Mundo — Livre das Imposturas Identitárias”, que agora chega às livrarias em Portugal, numa publicação…

Leia mais

A luta continua!

A corrupção mata a esperança no futuro de Portugal. O fenómeno ganhou raízes e é, infelizmente, uma das marcas distintivas do regime democrático português. Bastará estar atento às notícias para constatar que a corrupção contaminou muitas áreas da nossa sociedade, do futebol à cultura, passando pela justiça e pela política. Casos e Protagonistas de A a Z. Com este livro, Paulo de Morais apresenta um registo, para memória futura, do flagelo da corrupção. Retratam-se casos e protagonistas, essencialmente na esfera da política, para que fiquem identificadas as causas do fenómeno…

Leia mais