Quase tudo é corrupção,
mas tudo é mesmo… MPLA

Sedrick de Carvalho, da Plataforma Reflexão Angola (PRA), defendeu que as instituições “têm de ser funcionais” e que o Luanda Leaks mostrou uma “grande fragilidade das instituições angolanas”. O Jornalista falava numa mesa redonda intitulada “Luanda Leaks – O Alcance da Corrupção”, no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. “I sto revela que temos corrupção nas instituições em Angola”, disse Sedrick de Carvalho sobre o que considerou ser “o principal mal” no país. O jornalista angolano referiu compreender que alguns Estados, como Portugal, “permitam que estas pessoas façam…

Leia mais

“Luta contra a corrupção não é para levar a sério”

O activista angolano Sedrick de Carvalho disse hoje que a empresária Isabel dos Santos sente-se com legitimidade para “reclamar” porque outros “beneficiários” do esquema de corrupção de que usufruiu “continuam incólumes ao lado do Presidente da República”. A verdade dói mas, de facto, só ela cura. Mesmo assim, não admira que em Angola existam tantos… doentes. A (sobre)viver em Portugal desde 2017, após o desfecho do processo conhecido como 15+2, no âmbito do qual esteve preso em Luanda, Sedrick de Carvalho disse à Lusa (que finalmente descobriu que existe gente…

Leia mais

E finalmente o parto

O brilhante “criador de palavras” Mia Couto diz, em «Jesusalém», que seria mais acertado dizer «partida» e não «parto», pois é um momento em que se dá a partida de algo que nos pertenceu. Ao dar a luz, a mulher deixa de ter a criança como parte do seu corpo. Daí o parto é a partida duma parte. Por Sedrick de Carvalho Essa partida é dolorosa, pois separar-se de parte do corpo é um processo de vida e morte, e nem preciso falar do índice de mortalidade materno-infantil no nosso…

Leia mais

“Governo de Angola tem aldrabado os cabindas”

O activista e jornalista angolano Sedrick de Carvalho afirmou hoje que o Governo de Angola tem estado a “aldrabar” o povo de Cabinda, ao violar todos os acordos já assinados com o enclave para o dotar de autonomia face a Luanda. Sedrick de Carvalho, de 28 anos, falava à agência Lusa por ocasião do lançamento, na próxima segunda-feira, em Lisboa, do livro “Cabinda — Um Território em Disputa”, de que é coordenador, e que conta com textos de outros sete autores angolanos, de e de fora do enclave, sobre a…

Leia mais

Cabinda. Com memória
por um diálogo de paz

O livro “Cabinda – Um Território em Disputa”, editado pela “Guerra & Paz” e organizado pelo jornalista Sedrick de Carvalho, será apresentado no dia 9 de Abril, às 18:30, na Bertrand Picoas-Plaza (em Lisboa). São oito os autores que dão voz (e alma) a esta obra: Alberto Oliveira Pinto, Marcolino Moco, Francisco Luemba, Rui Neumann, Orlando Castro, Afonso Justino Waco, Sedrick de Carvalho, José Marcos Mavungo. Situada na região mais a norte de Angola, Cabinda tem sido palco para disputa na secessão territorial com argumentos em torno de questões históricas,…

Leia mais

MPLA tutela e manipula a CNE

O jornalista Sedrick de Carvalho disse hoje que os resultados provisórios das eleições em Angola não surpreendem ninguém porque a Comissão Nacional Eleitoral (CNE) é “um órgão manipulado sob a tutela do MPLA”. Só não sabe quem para contar até 12 tem de se descalçar. E, pelos vistos, há muita gente descalça… Os últimos dados provisórios disponibilizados pela CNE (sucursal do MPLA) mantêm o seu patrão e patrono (MPLA) na frente da contagem dos votos das eleições gerais de quarta-feira, mas com uma quebra ligeira na percentagem, agora nos 61,05%.…

Leia mais

Futuro será futuro ou
o passado no presente?

Dezenas de pessoas reuniram-se esta quarta-feira, em Lisboa, para discutir o futuro de Angola. Vários participantes consideram que as eleições de Agosto podem ser “um momento de viragem” para o país. Por João Carlos (*) O encontro, promovido pelas associações não-governamentais Frente Cívica e Transparência e Integridade e pelo jornal angolano Folha 8, contou com a participação de Marcolino Moco, ex-primeiro-ministro de Angola, José Marcos Mavungo, economista, filósofo e activista dos Direitos Humanos, e Sedrick de Carvalho, jornalista e activista político do grupo dos 15+2. A iniciativa, que decorreu sob…

Leia mais

A luta… continua

VEJA O VÍDEO. As associações Frente Cívica e Transparência e Integridade e o jornal Folha 8 organizaram ontem, em Lisboa, o debate “Angola, Que Futuro?”. Uma sala cheia com intervenientes atentos e activos mostrou que, afinal, os angolanos querem que, ao fim de 42 anos, Angola seja aquilo que nunca foi – uma democracia e um Estado de Direito. A apresentação em Portugal, pelo presidente da Frente Cívica, Paulo Morais, do livro “Cartilha do Delegado de Lista”, de William Tonet, foi o aperitivo para que Marcolino Moco, José Marcos Mavungo…

Leia mais

“Obrigado Bloco de Esquerda”

O activista Sedrick de Carvalho, um dos 15 presos políticos que se encontram encarcerados desde 20 de Junho de 2015, “ilegal e injustamente acusados de tentativa de golpe de Estado pelo regime angolano”, escreveu uma carta endereçando ao Bloco de Esquerda de “agradecimentos profundos” por todo o apoio. O Bloco de Esquerda é o único partido português que não se rendeu ao poder ditatorial do regime de José Eduardo dos Santos, tendo estado sempre na primeira linha do combate pelas liberdades e garantias que não existem no nosso país. Numa…

Leia mais