Mudo em 2017, sonoro em 2020

O Governo de João Lourenço adjudicou a concessão, por 20 anos, do Terminal Multiusos (TMU) do Porto de Luanda à multinacional DP World Limited, considerando que a proposta desta empresa é a que melhor serve o interesse público. Segundo um comunicado de imprensa, o Ministério dos Transportes aprovou o relatório final do concurso público internacional, lançado em Dezembro de 2019, para a concessão do Terminal Multiusos do Porto de Luanda, submetido pela respectiva Comissão de Avaliação, que classificou a proposta apresentada pela concorrente DP World Ltd como a que “globalmente…

Leia mais

Quem se segue à Telstar?

Governo angolano abre esta segunda-feira uma nova fase de candidaturas para atribuição de licença à quarta operadora de telecomunicações do país, que decorre até ao dia 8 de Novembro, depois do primeiro concurso ter sido anulado. Segundo um comunicado do Ministério angolano das Finanças (MINFIN), tratando-se de um concurso limitado por qualificação prévia, desenrola-se em duas fases: a primeira, para habilitação dos interessados, até dia 8 de Novembro, seguindo-se uma segunda, de submissão das propostas pelos candidatos qualificados. O MINFIN adianta que a fase de propostas “será restrita aos candidatos…

Leia mais

Concurso para fornecer comida aos militares

O Ministério da Defesa de Angola e unidades adstritas à Casa de Segurança do Presidente da República divulgaram a abertura de concurso limitado para a compra de géneros alimentares, produtos de higiene e asseio pessoal de produção nacional, no quadro das aquisições relativas a 2020. Recorde-se que João Lourenço decretou que dois dos projectos de desenvolvimento agro-pecuário resgatados em Outubro de 2018 a cinco empresas detidas pelo Fundo Soberano, à data gerido pela Quantum Global, fossem entregues às Forças Armadas Angolanas (FAA). O concurso será realizado na plataforma electrónica das…

Leia mais

Telstar, sipaio ministro e um (mau) chefe de posto

O Presidente João Lourenço anulou hoje o concurso público internacional para a quarta operadora de telecomunicações em Angola, alegando que a empresa vencedora não apresentou resultados operacionais dos últimos três anos, como impunha o caderno de encargos. E então o ministro das Telecomunicações e das Tecnologias de Informação de Angola, José Carvalho da Rocha, que deu cobertura à decisão não é demitido? Quando os sipaios chegam a ministros… viva a vilanagem! A empresa angolana Telstar foi considerada, em 12 de Abril, a vencedora do concurso para a exploração da quarta…

Leia mais

Esquema de corrupção.
JLo envolvido ou traído?

Escrevo este artigo fruto de uma denúncia anónima. Segundo a denúncia que me chegou e a partilho com todos os cidadãos e que pode servir de investigação jornalística para os órgãos de comunicação social públicos (Jornal de Angola, Angop, RNA e TPA) e de investigação por parte das autoridades competentes, colaboradores directos do presidente da República João Lourenço podem estar por trás de um elaborado esquema de corrupção na compra de medicamentos. Por Carlos Alberto (*) A denúncia diz que a empresa VITACOMEX foi favorecida, de forma fraudulenta, por responsáveis…

Leia mais

Uau! O ano das… estradas!

Um concurso público para execução de projectos de reabilitação de 846 quilómetros de estradas inseridos no programa de estudos e projectos, será lançado pelo Ministério da Construção através do Instituto de Estradas de Angola (INEA). Sem precisar a data do arranque do concurso, o director do INEA, Henrique Victorino, disse que a par disso, existem projectos a serem concluídos onde constam os 544 quilómetros da estrada que liga Malanje a Saurimo. De acordo com Henrique Victorino, que falava no encontro com empresas prestadoras de serviços do sector da Construção e…

Leia mais

Alô escritores e poetas angolanos

O Instituto Camões, em parceria com o grupo empresarial português dst, lançou esta quarta-feira, em Lisboa, um prémio literário anual no valor de 15 mil euros que visa distinguir trabalhos de poesia e prosa de escritores angolanos. O Prémio de Literatura dstangola/Camões, apresentado publicamente no auditório do Camões — Instituto da Cooperação e da Língua, visa distinguir, anualmente e de forma alternada, os trabalhos em poesia e prosa de artistas nascidos em Angola, residentes ou não, com obras publicadas no país ou no estrangeiro, nos dois anos anteriores, desde que…

Leia mais

Governo responde à UNITA

Com o Folha 8 noticiou, a UNITA exigiu a anulação do concurso para a quarta operadora de telecomunicações em Angola, acusando o ministro da tutela de ter alterado as regras de procedimentos. Hoje o Ministério das Telecomunicações e das Tecnologias de Informação respondeu através de um comunicado que transcrevemos na íntegra: «O Ministério das Telecomunicações e das Tecnologias de Informação, comunica que tomou conhecimento através do Comunicado de Imprensa do Grupo Parlamentar do Partido UNITA, datado de 31 de Julho de 2018 , do resultado da reflexão efectuada sobre o…

Leia mais

Quem avalia a “idoneidade moral” dos concorrentes
ao Tribunal de Contas?

Mais de 50 juristas concorreram ao novo concurso para preencher cinco vagas para conselheiros no Tribunal de Contas de Angola, depois de o primeiro ter sido anulado em Abril por terem sido detectadas irregularidades. De acordo com a lista oficial divulgada hoje pelo Conselho Superior da Magistratura Judicial (CSMJ), concorreram a este concurso 53 pessoas, mas três foram excluídas “por falta de tempo de licenciatura”. Ao primeiro concurso, lançado em Novembro último e anulado já este ano, tinham-se apresentado 90 candidatos, para as mesmas cinco vagas. As regras do novo…

Leia mais

Tribunal de Contas? Maka?
Rui Ferreira resolve, claro!

O Conselho Superior da Magistratura Judicial (CSMJ) de Angola formalizou a anulação do concurso para cinco vagas de conselheiros no Tribunal de Contas, ao qual tinham concorrido 90 juízes, por terem sido detectadas irregularidades. De acordo com a resolução 1/18, de 10 de Abril, publicada por aquele órgão, liderado pelo juiz Rui Ferreira, presidente do Tribunal Supremo e impoluta personalidade de nível mundial no que tange à transparência de métodos e à verticalidade da legalidade…, a decisão foi tomada em reunião plenária, após apreciação de 10 reclamações apresentadas por candidatos…

Leia mais