A Arte é um privilégio de Deus

Paulo Jazz faleceu na última quarta-feira, 16, no complexo hospitalar, Américo Boavida, em Luanda. Com a sua morte, o país perde um filho virtuoso, detentor de talento raro, e um dos pioneiros na internacionalização das artes plásticas angolanas, logo após a Independência. Paulo Jazz faleceu, aos 63 anos, deixando um enorme vazio no seio dos artistas e familiares. A sua figura imortaliza-se no desenho e na pintura. O finado artista foi uma personalidade incontornável no mosaico cultural angolano. Paulo Jazz, nome artístico de José Paulo Esteves, nasceu em Luanda, em…

Leia mais

Sérgio Piçarra premiado

O artista (cartunista) angolano Sérgio Piçarra é um dos vencedores da edição 2020 do Prémio franco-alemão dos Direitos Humanos e do Estado de Direito, anunciaram num comunicado as embaixadas dos dois países. Irra, apre, arre, chiça… comentaram os donos do reino e respectivos sipaios. É a primeira vez (e por vontade dos donos do país há 45 anos será a última) que uma personalidade angolana recebe este prémio, atribuído desde 2016 a pessoas “que contribuíram de modo excepcional para a protecção e promoção dos Direitos Humanos e do Estado de…

Leia mais

E do lixo se faz arte

A luta para sobreviver em Angola, país que desde a independência foi sempre governado pelo mesmo partido, o MPLA, tem despertado os jovens angolanos para um misto de desespero, desenrascanço e preocupações ambientais, com “Samuelarte”, aos 18 anos, a conseguir um sustento mensal “relativamente desafogado” a partir do lixo, sobretudo ferro, que recicla. “D o Lixo ao Luxo” é o lema de Manuel Francisco Fabiano Samuel, cujo nome artístico, “Samuelarte”, começa a fazer “algum furor” e “escola” entre os jovens, sobretudo de uma pequena comunidade nos arredores de Luanda, que…

Leia mais

A ambulância

Mão amiga fez-me chegar esta imagem de Angola, e com ela vinham alguns comentários de incredulidade sobre eventuais deficiências ou falhas que pudessem levar à situação retratada. Bom, eu pessoalmente não vejo nada de grave. Julgo que os comentários de quem me enviou a foto, se devem à sua juventude e inexperiência, por muito bem-intencionada que essa pessoa tenha sido. Por Carlos Pinho (*) Mas trata-se de uma pessoa jovem e bem formada, que inicia agora a sua vida profissional, daí o seu espanto. Eu, que sou burro velho, e…

Leia mais

Imagens que valem mil palavras

Em Angola ainda não há muito tempo em termos de liberdade de imprensa e de expressão, a situação era bastante diferente da actualmente vivida neste tirocínio de Lourenço. Mas o curioso é que a liberdade de imprensa não só pode ser castrada por motivos políticos (como era o caso de Angola), mas também, por motivações económicos, por pressões de patrocinadores e anunciantes, pressões sociais ou até pela subalternização ao politicamente correcto. Por Brandão de Pinho Há alguns dias o New York Times (NYT) – um alvo costumeiro de acusações de…

Leia mais

Há muito que já era tempo…

O músico Waldemar Bastos, um dos maiores de Angola, de África e da Lusofonia, é o vencedor do Prémio Nacional de Cultura e Artes, edição 2018, nas modalidade musical, anunciou nesta quarta-feira, em Luanda, o presidente do júri, Vatómene Kukanda. Segundo o júri, o prémio foi-lhe atribuído como incentivo pelo facto de as suas composições e interpretações incidirem sobre a música revolucionária, popular urbana e clássica de dimensão nacional e internacional. Waldemar dos Santos Alonso de Almeida Bastos, conhecido como Waldemar Bastos, nasceu em M’Banza Kongo, capital da província do…

Leia mais

Saudades de Rui Moreira

E então quando é que o presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, regressa a Luanda? Esta é a grande incógnita numa altura em que, arquivado o “irritante” judicial que bloqueava a assinatura política da rendição portuguesa ao MPLA, todos esperam pela chegada de António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa. Por Norberto Hossi Quando esteve em Luanda, Fevereiro de 2016, Rui Moreira explicou que os então recentes entendimentos com a Fundação Sindika Dokolo são um exemplo da retoma da geminação entre os dois municípios, estabelecida há duas décadas.…

Leia mais

Na arte das marionetas africanos somam pontos

A Arte Africana exprime usos e costumes dos seus diferentes povos. O objecto de arte é funcional, criado para ser utilizado, ligado ao culto dos antepassados, profundamente marcado pelo espírito religioso. A presença da figura humana identifica a preocupação com os valores étnicos, morais e religiosos. A Europa acordou (isto é como quem diz) para o teatro de marionetas africano a partir do fim do século XIX, através dos exploradores e administradores coloniais. Existem, no entanto, referências bem mais antigas da sua longa existência. No século XIV, um viajante árabe…

Leia mais

Mais cultura, mais Angola

Assinala-se amanhã, dia 27 de Março, o dia Mundial do Teatro, data Instituída pelo Instituto Internacional de Teatro, afecto à UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, Cultura e Ciência. Ministra da Cultura de Angola, Carolina Cerqueira, quer fortalecer a máxima “A cultura fortalece a nação – Mais cultura, mais Angola”. O Ministério da Cultura de Angola aproveita a data para “saudar os criadores, encenadores, actores, críticos, responsáveis e gestores de grupos teatrais, assim como aqueles que ao serviço de organismos públicos e privados, associados ou individualmente têm…

Leia mais

Angolana no pódio mundial de poesia falada

Bel Neto, pseudónimo literário da jovem escritora angolana Isabel Jussara Neto, também conhecida como “a poetisa do outro mundo”, sagrou-se terceira vencedora da copa do mundo de poesia falada da Festa Literária das Periferias (FLUP), realizada pela organização não-governamental Horizonte na Comunidade do Vidigal, cidade do Rio de Janeiro, Brasil, que decorreu entre os dias 10 e 15 do mês passado. Por Pedrowski Teca Também participou no evento dedicado à literatura, um outro poeta declamador angolano, Ermi Panzo, que chegou a alcançar as meias-finais do concurso. O festival contou com…

Leia mais