Em vez de ser aos poucos, morramos de uma só vez

O presidente do Conselho de Administração da Sonangol, Sebastião Pai Querido Gaspar Martins, disse hoje, em Luanda, que está concluído o trabalho técnico para a retirada de subsídios aos combustíveis, cabendo agora a decisão final ao governo. O aumentou do preço dos combustíveis vai ajudar à implosão da vida dos angolanos. Os subsídios custam à petrolífera do Estado cerca de 1,6 milhões de euros anuais e sua estrondosa actualização é uma questão na ordem do dia há alguns anos. “Todo o trabalho técnico está feito e agora cabe a concertação…

Leia mais

Angola tem um governo sério? Só pode ser gralha

João Lourenço já disse que viu roubar, participou nos roubos, beneficiou dos roubos. No entanto, garante que apesar disso tudo não é ladrão… A semana passada o Jornal Expansão revelou que o presidente da Assembleia Nacional (AN), Fernando da Piedade Dias dos Santos “Nandó” recebia um subsídio de renda de casa de 17 milhões de kwanzas por mês. Por Orlando Castro Segundo o director do Gabinete de Comunicação e Imagem da Assembleia Nacional, foi tudo uma gralha da AN. Mais ou menos como dizer que “Nandó” tinha dormido com o…

Leia mais

Bolseiros das FAA dizem-se tratados de forma indigna

Os bolseiros das Forças Armadas de Angola dirigiram uma carta aberta, que reproduzimos, a diversas entidades oficiais, entre as quais o Procurador-Geral da República e o Ministro da Defesa, na qual relatam a forma indigna como estão a ser tratados pelo seu país. “A s Forças Armadas Angolanas (FAA) foram fundadas a 9 de Outubro de 1991 (27 anos) e sempre estiveram em actividade para a defesa da Pátria. Elas são o resultado da fusão de dois exércitos beligerantes em Angola, na altura da Guerra Fria: as Forças Armadas Populares…

Leia mais

Estudantes na Polónia
vivem situação dramática

Em Junho de 2017, muito antes das eleições, os estudantes angolanos na Polónia, receberam pela primeira vez seis meses de subsídio adiantado. Muitos dos estudantes, mais cépticos ou, talvez, mais atentos à realidade do país, diziam que tudo fazia parte da campanha eleitoral, prevendo que depois das eleições tudo seria diferente. Infelizmente, reconhecem os que acreditaram nas boas intenções do MPLA/Estado, o pior aconteceu mesmo. Desde o início de 2018 o Instituto Nacional de Gestão de Bolsas Estudo (INAGBE) pagou apenas aos estudantes angolanos na Polónia um mês. Em Março.…

Leia mais

É guerra que querem?

Dezenas de desmobilizados das FAPLA e das FALA, muitos deles fardados, juntaram-se hoje perto do Ministério de Defesa, em Luanda, para (“por enquanto pacificamente”) protestar contra decisão, arbitrária e prepotente, do ministro da Defesa – João Lourenço – que mandou suspender o pagamento dos irrisórios subsídios e reformas a que têm direito. Cumprindo ordens superiores do próprio ministro da Defesa, as forças de segurança trataram imediatamente de pôr na ordem os manifestantes, a grande maioria dos quais até agora recebia 20 ou 30 euros por mês. Embora seja uma questão…

Leia mais

Monumental escândalo
com os bolseiros das FAA

Com a formação das Forças Armadas Angolanas (FAA) em 1991 fruto dos Acordos de Paz de Bicesse, as FAA começaram a enviar os seus militares para vários países para formação nas academias e escolas, tendo em vista a sua superação técnica. Era necessário modernizar e acompanhar a dinâmica cada vez maior das técnicas militares. Por Norberto Hossi Contudo, os oportunistas vocacionados para o enriquecimento fácil aproveitaram esta oportunidade para enviarem os seus filhos, amigos e outras pessoas sem vínculos às FAA para formação em cursos que não tinham qualquer proveito…

Leia mais

Bolseiros na Rússia (des)esperam

Há quase um ano que os estudantes angolanos, bolseiros na Federação Russa, estão sem os seus complementos de bolsas. Na tentativa de saberem o que se passa procuraram, sem êxito, obter uma explicação dos responsáveis pelo Sector de Apoio Estudantil (SAE), director Muanza Loge e tesoureiro Sr. Daniel Samba. “P rocuramos saber dos nossos responsáveis o porquê do atraso do complemento de bolsa, mas não nos dão uma resposta viável, a não ser ameaçar os estudantes de que se insistirem a ligar para falar do mesmo assunto, estes perderam a…

Leia mais