África continua a perder floresta

As florestas do mundo continuam a diminuir, com o aumento da população e a conversão das áreas florestais para a agricultura e outros usos, mas nos últimos 25 anos, a taxa de desflorestação diminuiu em mais de 50 por cento a nível mundial, disse a FAO num relatório agora publicado. África é o único continente do mundo que regista uma crescente perda florestal. Desde 1990, perderam-se cerca de 129 milhões de hectares de florestas – o que equivale aproximadamente à área da África do Sul, de acordo com o estudo…

Leia mais

E agora Sr. Ministro?

As autoridades angolanas estão a efectuar diligências junto da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), com vista a beneficiar de apoio aos programas de controlo e gestão de queimadas no país. E o que vai agora dizer o ministro João Melo? Os contactos estão a ser encetados pela Representação Permanente de Angola na FAO, em Roma (Itália), tendo como interlocutor a direcção florestal desta agência da ONU, noticia a Angop. Segundo a Representação Permanente, o propósito da iniciativa é o de obter para Angola assistência no controlo…

Leia mais

Se a hipocrisia fosse fuba…

O Governo daquele reino africano que tem 20 milhões de pobres e que se chama Angola vai doar 10 milhões de dólares para o Fundo Fiduciário de Solidariedade Africana, que se juntam aos dois milhões de dólares da Guiné Equatorial para reforçar a segurança… alimentar e combater a… pobreza. Estas doações somam-se aos 2,6 milhões de dólares (2,3 milhões de euros) disponibilizados pela China e aos dois milhões de euros da França, totalizando 17 milhões de dólares (cerca de 15 milhões de euros), que serão usados para recapitalizar a capacidade…

Leia mais

Poucos têm milhões
e milhões têm… fome

A fome aumentou na África Subsaariana em 2017, atingindo 237 milhões de pessoas, segundo um novo relatório das Nações Unidas, que aponta Moçambique como o país lusófono com maior prevalência de subnutrição e assinala progressos em Angola. O Governo angolano propõe-se reduzir, até 2022, em três milhões o número de pessoas que passam fome. Segundo o estudo Visão Regional de África sobre Segurança Alimentar e Nutrição, apresentado na capital da Etiópia, o continente africano tinha, em 2017, mais 34,5 milhões de pessoas subnutridas do que em 2015, num total de…

Leia mais

Seca ameaça África

A Organização para a Alimentação e a Agricultura (FAO) pediu hoje pelo menos 109 milhões de dólares para ajudar 23 milhões de pessoas na África Austral, que se deparam com a pior seca dos últimos 35 anos. Angola também é vítima. Asemanas de começar a preparação da terra para a próxima época agrícola, a agência das Nações Unidas explicou em comunicado que este montante se destina a fornecer sementes, fertilizantes, equipamentos e outros bens e serviços aos pequenos agricultores e pecuaristas da região. O objectivo, acrescentou, é que na próxima…

Leia mais

Angola é uma nação rica?
– Claro que sim. Para alguns

Em Maio do ano passado o representante da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) em Angola admitiu, em Luanda, que será possível erradicar totalmente a fome no nosso país nos próximos dez anos. A gora são já só nove anos. Mesmo assim, é caso para perguntar: tanto tempo? Claro. Mas para isso é, com certeza, condição sine qua non que o MPLA continue no poder ainda durante mais uns 30 anos. No mínimo, acrescente-se. Esta perspectiva foi transmitida durante a assinatura de um acordo entre o…

Leia mais

Fome atinge 25% dos moçambicanos

Moçambique atingiu o primeiro Objectivo de Desenvolvimento do Milénio de redução da fome, mas um quarto da população continua afectada, anunciou hoje a FAO em Maputo. “A proporção de pessoas que sofrem de fome em Moçambique baixou de cerca de 56%, na década 90, para cerca de 24% na actualidade”, disse Castro Camarada, representante da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) em Moçambique, durante a cerimónia de atribuição de um prémio ao Governo moçambicano de reconhecimento dos progressos nesta área nos últimos 15 anos. Além de…

Leia mais

FAO homenageia os que melhor combatem a fome

FAO homenageia os que melhor combatem a fome - Folha 8

O Brasil e outros doze países serão homenageados pela FAO, no domingo, como os mais novos a entrarem na lista de países que obtiveram progressos recentes na luta contra a fome, divulgou hoje a agência da ONU num comunicado. A homenagem será realizada durante uma cerimónia a ter lugar neste domingo, na sede da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação, em Roma, de acordo com a nota. Além do Brasil, serão premiados Camarões, Etiópia, Gabão, Gâmbia, Irão, Kiribati, Malásia, Mauritânia, Ilhas Maurícias, México, Filipinas e Uruguai. Na…

Leia mais

Uma Angola sem fome? Quem quiser que acredite

Uma Angola sem fome? Quem quiser que acredite - Folha 8

A Directora Adjunta da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), Maria Helena Semedo, reconheceu hoje, quinta-feira, em Luanda, o contributo de Angola nas acções que visam o combate à fome e erradicação da pobreza. De acordo com a responsável, que falava depois da audiência com o ministro da Agricultura, Afonso Pedro Canga, Angola foi dos primeiros países do continente que contribuiu com mil milhões de Kwanzas (USD 10 milhões), para o fundo Fiduciário Africano de Solidariedade, de apoio aos países africanos no combate à fome e à…

Leia mais